Rocha Andrade não garante que haja impostos por cobrar mas admite eventual perda de receita

Andre Kosters / Lusa

Fernando Rocha Andrade

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais disse esta quarta-feira não poder garantir que haja impostos por cobrar dos quase dez mil milhões de euros que foram transferidos para offshore, mas admitiu uma eventual perda de receita.

“Não estou em condições de afirmar se há um tostão de imposto em falta”, vincou Fernando Rocha Andrade, que esteve ontem a ser ouvido pelos deputados da comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa (COFMA).

Depois, o governante viria também a assumir não poder dar a garantia de que há “impostos perdidos” com as transferências não publicadas porque, advoga, “a questão é mais complexa do que o que tem sido relatado”.

“O direito à liquidação [dos impostos] não caducou, mas daí não posso extrair a conclusão de que a falta de controlo inspetivo atempado não levou à perda de receita“, disse, justificando depois esta sua visão com dois aspetos.

Primeiro, os dados relativos a transferências para paraísos fiscais não são apenas usados para “medir essas operações”, mas são fundamentais também para o controlo da “restante atividade daquele contribuinte”, e depois há entidades “que se extinguem, mudam, liquidam-se”, o que pode impedir a conexão para a cobrança de eventuais impostos.

O antigo titular da secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais do executivo PSD/CDS, Paulo Núncio, havia já lembrado no fim-de-semana que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) “tem, desde 2012, a possibilidade de liquidar todos os impostos devidos nestas situações no prazo alargado de 12 anos (anteriormente este prazo era de quatro anos)” e, “nestes termos, quaisquer impostos que sejam devidos nestas situações poderão ser cobrados pela AT até 2024, evitando-se assim o risco de perda da receita do Estado”.

Núncio foi ouvido de manhã na COFMA e puxou para si toda a responsabilidade política pela não publicação estatística da transferência, sem análise pelo Fisco, de dez mil milhões de euros para offshore entre 2011 e 2014.

Na semana passada, o jornal Público noticiou que nesses quatro anos quase dez mil milhões de euros foram transferidos para contas sediadas em paraísos fiscais sem qualquer controlo da AT, embora tenham sido comunicados ao Fisco pelos bancos, como a lei obriga.

Entre 2011 e 2015, enquanto Paulo Núncio era secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, não foram publicadas as estatísticas da AT com os valores das transferências para offshore, uma publicação que tinha sido tornada obrigatória em 2010.

As estatísticas só voltaram a ser publicadas no Portal das Finanças por decisão do atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, sendo que o Ministério das Finanças detetou que houve 20 declarações de Operações Transfronteiras (enviadas pelos bancos ao Fisco) que “não foram objeto de qualquer tratamento pela AT”.

Estas declarações, segundo disse o Ministério das Finanças ao jornal, “estão agora a ser objeto de controlo pela inspeção tributária”, sendo que o caso foi remetido para a Inspeção-Geral de Finanças. Também o Ministério Público está a recolher elementos para apurar se existem procedimentos a desencadear.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Já sabemos o que a vida na Terra respirava antes de haver oxigénio

Há milhares de milhões de anos, muito antes de existir oxigénio em quantidades abundantes na Terra, um dos mais famosos venenos existentes - o arsénico - poderá ter sido o composto que fez a vida …

Autoridades procuram migrantes ilegais que fugiram de quartel em Tavira

As autoridades algarvias estão à procura de um grupo de migrantes ilegais marroquinos que fugiu de um quartel de Tavira, no Algarve, durante a madrugada. De acordo com a RTP, fugiram 17 migrantes ilegais, oriundos de …

EUA oferecem recompensa de 4,7 milhões por ex-ministros venezuelanos

Os Estados Unidos anunciaram esta quarta-feira que oferecem uma recompensa de cinco milhões de dólares (4,7 milhões de euros) pelo ex-ministro da eletricidade venezuelano, Luis Alfredo Motta Domínguez, e pelo ex-ministro das Finanças, Eustiquio José …

PAN não terá candidato próprio nas presidenciais (e deverá apoiar Ana Gomes)

O Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) não vai ter candidato próprio às eleições presidenciais de 2021 e vai anunciar esta quinta-feira o candidato que irá apoiar. O semanário Expresso avança que, até agora, a única certeza é que …

Cientistas mostram que os corvos são capazes de pensar de forma consciente

Um novo estudo descobriu que os corvos não são só inteligentes, como mostram também ter uma forma de consciência, sendo capazes de estar conscientes do mundo à sua volta no presente. De acordo com o site …

"Alto risco". África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior sul-africano. Portugal consta de …

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …