Fisco deixou escapar 10 mil milhões de euros para offshores

Matthew Straubmuller / Flickr

Cidade do Panamá, no Panamá

Cidade do Panamá, no Panamá

A Inspecção Geral de Finanças está a investigar o facto de dez mil milhões de euros de transferências de dinheiro para offshores terem ficado fora do controle do Fisco.

O caso é reportado pelo jornal Público que atesta que, entre 2011 e 2014, pelo menos dez mil milhões de euros foram transferidos dos bancos nacionais para contas em paraísos fiscais sem terem passado pelo devido crivo das Finanças.

Todos os anos, os bancos estão obrigados a comunicar ao Fisco as transferências feitas para contas em offshores, em virtude de uma Lei que vigora desde 2010.

Durante o mandato de Paulo Núncio como secretário de Estado das Finanças, durante o Governo PSD-CDS, as estatísticas relativas a estas transferências não foram divulgadas, aponta o jornal.

Quando os números voltaram a ser revelados, em 2016, já com Fernando Rocha Andrade nesta Secretaria de Estado, foi detectada uma disparidade entre as primeiras estatísticas de cerca de 7,1 mil milhões de euros e o valor final corrigido próximo dos 17 mil milhões de euros.

As Finanças terão deixado passar sem supervisão 20 declarações financeiras apresentadas ao Fisco pelos bancos, segundo revela o Público.

O caso está agora a ser investigado pela Inspecção Geral de Finanças depois de uma ordem do ministro das Finanças.

Ainda de acordo com o diário, durante 2015, o dinheiro transferido de Portugal para offshores cresceu 133% face ao ano anterior. As Bahamas, Hong Kong e o Panamá foram os principais destinos dessas transferências.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Em suma, mais um exemplo da “justa” repartição de sacrificios. Uns (a maioria, ou seja, a classe média) ficaram de facto com as contas bancárias vazias porque a estratégia era empobrecer, outros (uns poucos só), ficaram com as contas mais vazias mas não por empobrecerem mas sim por meterem dinheiro nos offshores. Estä visto que “ajudaram” muito o País no período entre 2011 e 2014. Ainda por cima tiveram a “benção” das finanças.

  2. Estas “redes” das autoridades são ao contrario das dos pescadores. Os peixes graúdos conseguem escapar, os pequenitos é que ficam nas malhas. Tanto cruzamento de dados pra fazer penhoras por dividas de 14 cêntimos onde uma pessoa se arrisca a ter problemas que nunca mais acabam porque não tem dinheiro nem tempo para os resolver, e estes magnatas que passam o dia a coça-los, a eles nada lhes acontece. “fora do controle” ? O que raio quer isso dizer ? Então um tipo para atravessar a europa com mais de 10.000 euros no bolso tem de avisar tudo e todos, e os bancos ninguém lhes toca e quando toca ainda é pra sermos nós a pagar ?! Andam-nos a chamar de burros a todos há que tempos.

  3. Não se iludam com estas noticias. Jornalista de investigação em Portugal é coisa rara ou inexistente porque senão já tinham investigado o mundo das “insolvências” onde se “enterram” pessoas e empresas todos os dias. São causados imensos prejuizos ao estado e aos trabalhadores e ninguém mete fim a isto. Pois, andam meia dúzia de “administradores de insolvência”, escritórios de advogados, agentes de execusão, etc. a mamar milhões de euros em cash, património, luvas, sacos azuis, a coberto de uma lei cega e de tribunais que, por conveniência, não controlam nada. É um autêntico “regabofe”…… Investiguem senhores.

  4. Já nem critico quem os transferiu, este foi o pão nosso no anterior governo. Só pergunto como é possivel as “intocáveis” finanças, tão exigentes e cumpridoras, deixaram passar estas declarações de transferencia durante três anos. Alguem tem de ser responsabilizado por tal acto. Põe-se em dúvida a honestidade das Finanças, e isto é grave, é de facto grave e não deve ficar por aqui.

  5. Epá, isto francamente é inacreditável!
    Não acredito que a “falha” tenha ocorrido por responsabilidade directa das finanças. Desconfio que isto veio de cima.. As próprias finanças tinham um director geral (Azevedo), que criou uma equipa especifica dentro das finanças para dar caça a estes bandidos, a um estirpe de escumalha que, com rendimentos superiores a 5 milhões pagavam 0,5% de imposto ( quando no estrangeiro pagam 25%). Parece que o homem começou a fazer a “lista” e já ia em 1000 familias identificadas. Em vez de ser reconduzido no cargo no fim do seu mandato, foi afastado pelo governo anterior.
    Recentemente saiu uma norma , aqui noticiada no Zap, que agora parece que os juizes portugueses já podem fiscalizar o dinheiro saído do País para outros estados membros, sendo assim, investigue-se o rasto, pois este dinheiro não saiu de certeza em malas de viajem.
    É por estas e por outras que sinto um nojo enorme ver pessoas a preocuparem-se com sms e, naquilo que são questões verdadeiramente importantes e que nos tocam a todos no bolso passam-lhes ao lado. Confesso que não sei se é partidarite ou se é mesmo estupidez.
    Foram 10 mil milhões que sairam da nossa economia com tudo de mau que isso implica.

  6. Deixem la que vai vir mais uma para o pequeno pagar.

    “CDS insiste na eliminação da taxa por pagamento com cartão
    PS e Bloco querem apenas a “clarificação” de que o imposto deve ser pago pela banca e não pelos comerciantes ou consumidores.”

    Mais um imposto indirecto criado pelo Governo sobre as famílias portuguesas.
    Paga burro.

    Façam como muitos fizeram e como eu com a minha familia fizemos, fujam enquanto podem e eles que governem e roubem a terra sozinha.
    E tudo uma cambadas de chulos…e nao sooooo.
    Quando vejo as noticias do Portuga fico sem palavras, se fosse aqui ja tinha havido nunca coisa partida e até mesmo mortes, mas para o portuga esta tudo bem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. Bem, desde que houve alguém que se esqueceu de declarar €8,5M, já nada me é estranho. Quem sabe, foram apenas quantias insignificantes transferidas por apenas 20 pessoas esquecidas, cujo esquecimento foi transmitido por osmose para algumas pessoas das finanças.
    Como diz o José Magalhães, é grave, muito grave. Depois de se ter criado uma justiça paralela para o Fisco, com celeridade e cegueira social como nunca se viu, totalmente diferente da pesada, dispendiosa e morosa justiça para o cidadão/empresa comum, com moradas de família penhoradas, com processos errados, mas, em caso de dúvida, penhora-se, com toda esta malha apertada, alguém pensa que isto foi inocente?
    E a pseudo comunicação social, num acto de puro onanismo, anda a falar das SMSs trocadas entre o Ministro das Finanças e um putativo gestor publico que exigiu não entregar declarações de rendimentos? E escreve-se uma linha para dizer que o Governo amortizou ao FMI mais €1,7M?
    Haja um mínimo de decoro em toda esta palhaçada que a comunicação social do status quo, completamente direccionada, nos relata. Vamos ver quanto mais relevo esta notícia vai ter.
    Trate-se de coisas importantes para o País e para Sociedade e deixe-se de fazer cortinas de fumo com insignificâncias que apenas pretendem desacreditar um Ministro das Finanças que se preocupou, pela primeira vez em muitos anos, em repor alguma dignidade às pessoas mais atingidas pelo governo anterior. Ah, e não esquecer que o défice baixou, as exportações cresceram, as taxas de juro caíram, o PIB cresceu acima do esperado pelos arautos da desgraça que preconizavam a vinda do diabo ou dos três reis magos.
    A quem teve paciência para ler isto tudo, votos de que não percamos a esperança.

  8. Tretas!
    Isto é só isco para nos criar mais “apertos” , a nós, o rebanho que lhes satisfaz as mordomias… li por aí que esses “artistas” se preparam para MAIS legislação de combate à fuga ao fisco e já adivinharam todos a quem se destina não é?

  9. São os políticos a defender o seus interesses! Não estão ao serviço do País! É um facto. Apanham-se no poder e a sua reacção é: – Agora é a minha vez, amanhe-mo-nos! o País que se lixe!…
    https://youtu.be/NrUOsoegOPY
    É Obrigatório ir votar, mas NUNCA nestes tipos!
    Não ir votar é permitir o crime! É afirmar que sou um atrasado e que não sei o que me convém, é delegar aos outros que escolham por mim, eu sou um atrasado e deficiente mental por favor escolham por mim! Votem por mim! Tenhamos vergonha de ter estes tipos como nossos políticos!

RESPONDER

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação, no âmbito do concurso externo imposto ao Estado pela União Europeia. Mais de 800 professores passaram a integrar os quadros do Ministério da Educação através …

Após saída do primeiro-ministro, Macron faz remodelação governamental e muda ministros-chave

O Presidente francês Emmanuel Macron aproveitou a mudança de primeiro-ministro para levar a cabo uma profunda remodelação do seu Governo. Anunciada na segunda-feira, a grande mudança é o novo ministro do Interior, Gérald Darmanin, até …

Marcelo promete ir todas as semanas ao Algarve para "puxar pelo turismo"

O Presidente da República disse esta segunda-feira, no Algarve, que é necessário “olhar para a frente e lutar” para o turismo na região superar as perdas causadas pela exclusão de Portugal do corredor aéreo com …

Portugal sabe a 27 de julho se entra nos corredores aéreos do Reino Unido

A reavaliação da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido, da qual Portugal foi excluído devido aos surtos de covid-19, vai ser feita a 27 de julho, revelou esta segunda-feira o …

Efacec. Estado não vai assumir a dívida de Isabel dos Santos aos bancos

O Conselho de Ministros português aprovou, na quinta-feira, a nacionalização de 71,73% do capital social da Efacec, pertencentes à empresária angolana Isabel dos Santos. Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, defendeu esta terça-feira que o Estado …

China confirma caso de peste negra e anuncia mais um suspeito. É uma jovem de 15 anos

O caso suspeito de peste bubónica na região autónoma da Mongólia Interior já foi confirmado pela China, avança esta terça-feira a emissora britânica BBC, que dá ainda conta de um novo caso em análise. O …

Portugal regista mais nove mortes e 287 novos casos

Portugal regista, esta terça-feira, mais nove mortos de 287 novos casos de infeção por covid-19. Dos 287 novos casos, 207 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. De acordo com o boletim epidemiológico …

Portugal vai apoiar Nadia Calviño para substituir Centeno no Eurogrupo

O primeiro-ministro, António Costa, revelou esta segunda-feira que Portugal vai apoiar a candidatura da ministra espanhola Nadia Calviño à presidência do Eurogrupo, cargo atualmente ocupado por Mário Centeno em fim de mandato. Tal como escreve o …