Rio contra descida do passe social a menos que seja para todo o país

Hugo Delgado / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

Rui Rio afirmou neste domingo que o PSD é contra a proposta do Governo para a redução dos passes sociais em Lisboa e no Porto. Para o presidente do partido, a proposta só é justa se for aplicada a todo o país e só assim é que terá uma posição favorável por parte dos sociais-democratas. 

“Ou isto é aplicado ao país todo, ou então não. Ou seja, a nossa proposta diz ‘sim’, mas ao país todo. Enquanto não for ao país todo, ‘não’. Porque não é justo. Nós temos de ser coerentes. (…) Se nós não queremos deixar o interior esquecido, como é que nós, em coerência, podemos tomar uma medida destas?”, questionou, na Guarda.

Segundo o presidente do PSD, “as pessoas fora da Área Metropolitana do Porto e Lisboa continuam a pagar penosamente e com mau serviço, muitas vezes, os seus transportes para irem trabalhar e quem está nos grandes centros urbanos, tem a vida facilitada?”.

“Eu sou a favor da facilitação da vida nos grandes centros urbanos, mas ao mesmo tempo de todos os demais”, rematou, acrescentando que o Governo aponta que “vai ser depois para todos”, mas, em sua opinião, “quando for, é para todos”.

Rio, que falava na sessão de encerramento da V Academia do Poder Local dos Autarcas Social-Democratas (ASD), afirmou que as propostas de alteração do partido ao Orçamento do Estado (OE) para 2019, que são mais de 100, incluem medidas de equilíbrio orçamental e de “redução da despesa”.

“Há lá propostas que visam uma redução da despesa que é suficiente para cobrir aquilo que são as propostas que visam um aumento de despesa, para não degradarmos as contas públicas, porque isso é absolutamente vital, à exceção de uma proposta, que é a proposta do ISP, do imposto sobre a gasolina e sobre o gasóleo, porque aí, a promessa é do Governo”, disse Rui Rio.

Segundo o líder nacional do PSD “em 2016 o Governo disse que baixaria o imposto [sobre a gasolina e o gasóleo] assim que o preço do petróleo subisse”.

“Essa é uma promessa do Governo, são eles que têm de saber onde há a contrapartida, e, por isso, nós estamos à vontade para fazer a proposta de pôr outra vez o ISP no mesmo patamar em que estava em fevereiro de 2016″, justificou. Acrescentou que, “tirando isso, tudo tem, naturalmente, uma contrapartida, na lógica do equilíbrio das propostas todas que globalmente fazemos”.

No seu discurso, Rui Rio destacou uma proposta “absolutamente emblemática” que tem a ver com a denominada taxa de proteção civil. “Temos a maior carga fiscal de sempre. Ainda assim, o Governo vai querer criar um novo imposto a que chama taxa de proteção civil”, observou.

Rui Rio disse que o PSD tem uma proposta de retirada desse artigo que cria a taxa de proteção civil porque, “basta” e “há um momento em que é preciso parar”. Lembrou também que no sábado ficou a saber-se que foi criado um imposto adicional ao IMI e que haverá um adicional ao adicional do IMI, “que não irá para as autarquias”.

“Ainda hoje eu estou para perceber como é que é possível, num imposto que é municipal, o adicional a esse imposto e agora o adicional ao adicional não ir para as autarquias, mas ir para outros destinos que não as autarquias. Não percebo bem, inclusive a legalidade desse adicional”, declarou.

Rio também reafirmou na sua intervenção que o OE tem “pequenas, médias e grandes mentiras” que já esclareceu.

No encerramento da Academia do Poder Local dos ASD, o seu presidente, Álvaro Amaro, disse que o país vive “um equívoco político” e lembrou que no sábado passaram três anos após António Costa ter sido indigitado primeiro-ministro.

“Eu diria que, se houvesse justiça, quem devia ir a julgamento eleitoral foi quem há três anos não foi, porque há três anos não foi a julgamento eleitoral esta ‘geringonça’. Então que vá agora. Mas não”, disse no seu discurso. Segundo Álvaro Amaro, o país também “assiste a um OE [que] não é apenas mentira, é batota, como já foi dito”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Acho bem. Não pode haver portugueses de 1.ª (porto e lisboa) e portugueses de 2.ª (resto do pais).
    Seria ótimo é que o resto do pais fosse servido por transportes coletivos adequados às necessidades das populações mas na prática isso não acontece…
    A titulo de exemplo no Município de Braga uma viagem de carro de 30 minutos chega a demorar 2 horas de autocarro porque é preciso mudar 2 ou 3 vezes de autocarro…

    • As benesses tem de ser para todos, pois são tão portugueses quantos os outros.
      Para pagar mais impostos e mais taxas, e mais taxas, pagam todos.
      Dr. Rui Rio, bater o pé.

  2. Mesmo tal medida abrangendo todo o país a maioria do território ficará praticamente na mesma uma vez que os transportes públicos são escassos e no geral a grande maioria da população é obrigada a recorrer ao seu transporte particular, se optam apenas por beneficiar Porto e Lisboa que façam pagar nessas duas zonas metropolitanas os custos das mesmas e não castigar quem nada tem a ver com o assunto e que já de si sofre o castigo do isolamento, isto será contribuir ainda mais para a desertificação.

  3. Não sei se será beneficiar Lisboa e Porto e no fundo quem serão os portugueses de 1.ª e portugueses de 2.ª (porto e lisboa ou resto do pais), pois concordo que os preços de transportes públicos devam baixar para todos e as condiçoes dos mesmos melhorarem, mas também as regalias existentes no interior deveriam ser aplicadas em Lisboa e Porto. Por exemplo, aqui meus filhos para irem para a escola tenho de pagar passe, em muitas zonas do interior o transporte da camara vai buscar os alunos á porta de casa e leva até á escola a custo 0, e o mesmo por exemplo com os reformados, em Lisboa se querem ir para a piscina da camara, tem de pagar transporte para o fazer, em muitas zonas do interior o transporte da camara vai buscar os reformados á porta de casa e leva até á piscina a custo 0, isto são alguns exemplos. Não sou contra essa situação, pelo contrário acho muito bem, mas também deveria ser aplicado em todo o país.

RESPONDER

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …