Reunião no Infarmed. Governo prepara novo confinamento e decide sobre encerramento das escolas

José Coelho / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa não estará presente na sequência do teste positivo à covid-19

Portugal está a caminho de um novo confinamento geral. Apesar de o primeiro-ministro não querer fechar as escolas, tudo depende da opinião dos peritos, que serão ouvidos esta terça-feira na reunião no Infarmed.

O primeiro-ministro e os líderes partidários reúnem-se, esta terça-feira, com especialistas para avaliar a situação epidemiológica da covid-19 em Portugal, um encontro marcado pela ausência do Presidente da República, que teve um teste positivo para o novo coronavírus.

Marcelo Rebelo de Sousa, que está assintomático, cancelou toda a sua agenda de hoje e dos próximos dias, incluindo a sessão de apresentação da situação epidemiológica, que se realiza na sede do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, em Lisboa.

Entretanto, uma nota no site da Presidência, na sequência do segundo teste negativo, adianta que o chefe de Estado “assistirá, por videoconferência, à reunião desta manhã no Infarmed”.

No encontro, que contará com diversas apresentações técnicas, estarão presentes também dirigentes de confederações patronais e das estruturas sindicais, e está prevista a participação, por videoconferência, dos conselheiros de Estado e dos candidatos a Presidente da República.

Além da avaliação da pandemia nas várias regiões do país, está igualmente previsto um ponto de situação da campanha de vacinação contra a covid-19 pelo coordenador da task-force do plano nacional, Francisco Ramos.

A reunião entre especialistas, dirigentes políticos e representantes de organizações da sociedade civil antecede a decisão, tida como certa, de colocar o país em novo confinamento geral para suster o avanço da pandemia depois de na última semana terem aumentado significativamente os números de mortos e de novos casos.

Para esta terça-feira, também era esperado que o Presidente da República enviasse à Assembleia da República o decreto presidencial sobre as novas normas do estado de emergência. Na quarta-feira, a Assembleia da República deveria aprovar o decreto, reunindo-se depois o Conselho de Ministros para definir as novas medidas.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro afirmou que o calendário institucional de decisão será cumprido com “grande velocidade” para que o país entre rapidamente num confinamento mais severo e defendeu que tem preparado os cidadãos para essas medidas mais restritivas.

Escolas. Fechar ou não fechar?

A reunião desta terça-feira é encarada como decisiva no que diz respeito à opinião dos peritos, para a decisão de manter, ou não, as escolas abertas.

Na quinta-feira, no final da reunião do Conselho de Ministros, António Costa admitiu que o Governo está a ponderar um eventual agravamento das restrições, mas sublinhou que iria esperar pela reunião no Infarmed para serem conhecidos os dados e recomendações dos epidemiologistas que têm acompanhado a evolução da pandemia.

O primeiro-ministro já deixou claro que não quer fechar o ensino e até invocou o apoio dos peritos. Contudo, se estes revelarem um grande consenso a favor do encerramento (parcial ou geral), o Governo acatará esse aconselhamento.

De acordo com o Diário de Notícias, os números essenciais que serão valorizados serão os dos índices de propagação e os da utilização de camas nos cuidados intensivos.

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse, esta segunda-feira, que “o encerramento das escolas trouxe consequências” para os alunos e, por isso, a decisão de fechar ou não os estabelecimentos de ensino tem que ser avaliada consoante aquilo que forem as recomendações dos epidemiologistas e as entidades ligadas ao setor.

Depois da reunião desta manhã, o Presidente da República vai ouvir os partidos parlamentares e, ao final da tarde, o Governo, reunido no Conselho de Ministros, dará parecer positivo ao projeto de decreto presidencial com os termos gerais do novo estado de emergência. O diploma será enviado para o Parlamento e publicado no site da Presidência.

Na quarta-feira de manhã, o Parlamento aprovará o decreto presidencial e, após a aprovação, o Governo voltará a reunir-se para aprovar o decreto regulamentar do estado de emergência. Só aí serão conhecidas as medidas concretas para a nova quinzena.

A reunião está marcada para as 10h00 na sede do Infarmed, em Lisboa.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O confinamento é uma idiotice, não vai resolver nada e vai acabar com o resto da economia. As pessoas deviam ter pensado nas consequências antes de ir para as festinhas de Natal e Ano Novo. Agora é esperar que o números baixem e ter cuidado sempre.

Responder a sn Cancelar resposta

Maionese está a salvar tartarugas após derrame de petróleo em Israel

Membros do Centro Nacional de Resgate de Tartarugas Marinhas de Israel estão a usar maionese para limpar as vias respiratórias de tartarugas que inalaram petróleo em alto-mar. Israel fechou este domingo as praias mediterrânicas dias após …

Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados "como escravos"

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados "como escravos". Procuradores de Milão avançaram que …

O IONIQ 5 é o novo carro elétrico da Hyundai (e é enorme entre eixos)

O ano 2021 vai ser promissor na apresentação e lançamento de carros elétricos no mercado mundial. Algumas marcas, como a Hyundai, têm produtos prontos para serem comercializados. Agora, a marca sul-coreana apresenta o IONIQ 5. Com …

Em Moscovo, qualquer um pode ser vacinado contra a covid-19 (e até ganha um gelado)

Em Moscovo, capital da Rússia, a vacina Sputnik V está disponível gratuitamente a qualquer pessoa que queira ser vacinada desde 18 de janeiro. Os interessados não precisam de agendar a toma e até ganham um …

As abelhas convenceram-nos de que sabiam matemática. Mas mentiram-nos

O novo estudo não significa necessariamente que as abelhas não entendam números, mas sugere que os animais usam propriedades não numéricas para resolver problemas matemáticos. Vários estudos convenceram-nos de que as abelhas são pequenos génios matemáticos: …

Liam Thorpe era prioritário na vacinação contra a covid-19 por ter 6,2 cm. Foi um erro

Liam Thorp, um homem de 32 anos sem comorbilidades, foi incorporado na lista de cidadãos prioritários para a vacinação contra a covid-19 no Reino Unido. Tudo por causa de um erro no sistema, que o registou …

Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia - Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França. De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar …

Roma 3-1 SC Braga | Minhotos despedem-se na Cidade Eterna

Portugal está sem equipas na Liga Europa 2020/21. O Sporting de Braga deslocou-se a Roma e perdeu por 3-1, terminando a eliminatória dos 16 avos-de-final com um agregado de 5-1, após a derrota por 2-0 …

Desenhe o seu próprio icebergue. Um site diz-lhe se flutua ou se vira

Joshua Tauberer criou um simulador de icebergues com o objetivo de demonstrar que a glacióloga Megan Thompson-Munson estava certa. "Um icebergue alongado não flutuaria de cabeça, mas de lado", disse a especialista na semana passada. A …

Divulgados vídeos que sugerem como poderão ser os primeiros óculos de Realidade Aumentada da Samsung

A Samsung tem falado de óculos de Realidade Aumentada (RA) há anos, tendo recentemente lançado um conjunto básico de óculos de projeção de imagem no palco CES 2020. Porém, nunca tinha sido visto a empresa …