“Não hesitaremos” na requisição civil dos hospitais privados, diz Marta Temido

José Sena Goulão / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, admitiu esta segunda-feira que o Governo não hesitará “em lançar mão” da requisição civil dos hospitais privados caso não se consiga, “por acordo, ultrapassar as dificuldades”.

“Neste momento temos 19 convenções celebradas na ARS do Norte para a aquisição de camas que nos dá cerca de 150 camas não Covid e outras 150 Covid. Em Lisboa e Vale do Tejo essa capacidade é muito mais reduzida, temos apenas 100 camas (…) o que torna a gestão de doentes muito complexa”, disse Marta Temido, à porta do Hospital das Forças.

O Hospital das Forças Armadas, em Lisboa, dispõe de camas de internamento e cuidados intensivos para doentes infetados com a covid-19.

Citada pelo ECO, a responsável referiu que já se sabia “que este mês ia ser extraordinariamente difícil”, devido às festas de natal e fim de ano, e que a única maneira de se resolver a pressão existente nos hospitais é “baixando os níveis de transmissão”.

“Temos que enfrentar e ultrapassar o aumento do número de casos através da articulação com os serviços de saúde”, concluiu a governante, referida pelo Jornal Económico.

Quanto ao número elevado de novos casos, reconheceu a pressão sobre o Sistema Nacional de Saúde (SNS).

“Estamos todos a enfrentar um aumento do número de casos e isso coincide com alguma abertura durante o período das festas natalícias e também daquilo que é a evolução da doença e o período climatérico que estamos a atravessar muito também castigado por infeções respiratórias”, afirmou. “Temos que enfrentar e ultrapassar através da articulação com os serviços de saúde”, acrescentou.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Nao hesitaremos”… a hipocrisia desta frase é absolutamente inqualificável. Conheço varias pessoas às quais foram recusados internamentos que de outra forma teriam sido admitidos por nao terem COVID. Consultas e operaçoes adiadas, etc
    Ainda estamos a ponderar a requisição civil, porquÊ? Como “nao hesitaremos” se ja o estao a fazer a partir do momento em que assumem que o SNS está no limite – em parte porque está ha anos em subdesenvolvimento e no limite da capacidade – e que já começa a escassear a capacidade de responder aos doentes COVID e não-COVID? E porque a obsessao pela proteçao dos doentes COVID? Que eu saiba continuamos com uma taxa de mortalidade de apenas 1,6% em Portugal, e na sua larga maioria (90%) com mais de 70 anos e comorbidades.

  2. É quase intocável este sector da saúde! É preciso lidar com eles com muita souplesse. Esquecem-se que a maior parte da formação do seu staff foi financiada pelos nossos impostos e quando precisamos muito deles batem-nos com a porta na cara! Que grande ingratidão!!

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …