Puigdemont fica em liberdade mas sem poder sair da Bélgica

Olivier Hoslet / EPA

O ex-presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont

A justiça belga decidiu, este domingo, deixar em liberdade condicional, com medidas cautelares, o ex-presidente do governo regional da Catalunha e os quatro ministros regionais que se encontram em Bruxelas, na sequência de uma ordem de detenção europeia.

Carles Puigdemont e os quatro “consellers” (ministros regionais catalães) estão em Bruxelas desde 30 de outubro, para onde viajaram devido uma ordem judicial de Madrid para que respondessem na justiça por “rebelião, sedição e uso fraudulento de fundos públicos”, ao terem declarado a independência naquela região espanhola.

Os cinco – Puigdemont, Meritxell Serret, Toni Comín, Lluís Puig e Clara Ponsantí – foram ouvidos durante cinco horas por um juiz na sede do Ministério Público de Bruxelas, depois de se terem entregado voluntariamente.

Todos deverão permanecer na capital belga, com medidas cautelares, enquanto decorrer o processo.

O juiz belga tinha três opções: ou recusava aceitar a ordem europeia de detenção (pedida pela justiça espanhola), aceitava a ordem e mantinha detidos os cinco políticos catalães ou deixava-os em liberdade condicional, o que acabou por acontecer.

O magistrado belga tinha até às 09h17 horas desta segunda-feira (08h17 em Lisboa) para tomar uma decisão, ou seja 24 horas desde que Puigdemont e os outros ex-membros do governo regional catalão se entregaram à polícia federal de Bruxelas.

Os cinco acertaram com a polícia belga no sábado que iriam entregar-se. Na sexta-feira, a juíza Carmen Lamela da Audiência Nacional (instância especial espanhola) emitiu uma ordem europeia de detenção contra todos.

No Twitter, Puigdemont já reagiu à decisão do juiz belga: “Em liberdade e sem fiança. O nosso pensamento está com os companheiros que estão injustamente presos por um Estado afastado da prática democrática”.

https://twitter.com/KRLS/status/927454706166910976

Governo espanhol manifesta “máximo respeito”

“Por parte do Governo, e dado que estamos a falar de um sistema democrático como o espanhol, máximo respeito pelas decisões dos juízes em Espanha, na Bélgica e em todos os Estados que respeitam a separação de poderes e a independência judicial”, disse esta manhã a vice-presidente do executivo de Madrid, Soraya Sáenz de Santamaría.

A responsável governamental afirmou desconhecer os prazos do processo de extradição da Bélgica e recordou que Puigdemont já não é presidente, mas sim “ex-presidente” do Governo regional catalão.

O Governo catalão, entretanto exonerado, organizou um referendo de autodeterminação considerado ilegal pelo Estado espanhol, tendo o parlamento da Catalunha aprovado a independência da região em 27 de outubro último.

No mesmo dia, o executivo de Mariano Rajoy, do Partido Popular (direita), apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, decidiu a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de dezembro próximo e a destituição de todo o governo catalão.

Na quinta-feira passada, a Audiência Nacional (tribunal especial espanhol) decretou a prisão incondicional para oito ex-ministros regionais, que prestaram declarações nesse dia, entre eles o vice-presidente do Governo regional demitido, Oriol Junqueras.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Que “porra”, desculpem este nortismo, eu que seria a favor da independência de Lisboa do resto da paisagem, perdão, do resto de Portugal, agora tenho receio de ficar em prisão em liberdade e em condicional. Tanta coisa…

    Assim já não quero a independência de Lisboa…

      • Pois não meu caro vizinho…

        Mas é calão, e na nossa televisão ouvi um ex jogador do Sport Lisboa Benfica lisboeta assumido quando era treinador de uma equipa grega numa secção com jornalistas vomitou uma série de insultos em português vernáculo dizendo mais tarde disse que tinha falado à norte…

        Assumi que no norte se falava sempre assim pois não ouvi ninguém a comentar esse facto de um lisboeta ter vindo à universidade do norte a falar com esses perdicados…

        • “…perdicados…” ó amigo… aqui pelo norte ninguém fala assim… Dizemos predicados. Mas pronto, cada terra… sua forma de falar…

          E quanto ao JMM eu também sou do Porto e pouco uso o “Porra”… é mais o fodasse…

      • Então nao deve ser do Norte, eu sou do Porto e uso muitas vezes essa expressão, aliás muitas das pessoas que conheço e convivo também a usam. Só se o Norte que refere for para os lado de Caminha, Valença.

            • Não, mas por acaso vou lá amanhã!!
              E, qual é o problema de Guimarães e porque isso “explicaria muita coisa”?!
              Eu não sabia que tinha aqui seguidores…
              Aviso já que não tenho Facebook, nem clube de fãs!…

            • Esse jeito musculado de comentar por aqui é digno de um qualquer adepto do Vitória de Guimarães.

              Será que é de Paços de Ferreira… da terra do castor? ou Felgueira… da malta dos sapatos?

  2. esses bandidos politicos e traidores ainda andam a solta… lamentavel que um estado europeu ainda de cobertura a estas atividades ilegais e criminosas!!!! belgica esta a transformar se num estado em vias de dissoluçao.

RESPONDER

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …

Portugal com mais 8 mortos e 331 casos positivos em 24 horas

Portugal registou mais oito mortes e 331 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Esta quinta-feira, Portugal registou 1.455 mortes por …

IL rejeita Marcelo Rebelo de Sousa e aposta em Adolfo Mesquita Nunes

O Iniciativa Liberal (IL) não vai apoiar a eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Para o partido, um dos nomes em cima da mesa para as Presidenciais é "fácil" e só depende da "vontade …

Comissão Europeia "otimista" na rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do …