Proposta do PSD para descida do IVA da luz é para levar “até ao fim”. Bloco admite votar a favor

Estela Silva / Lusa

Nuno Morais Sarmento com Rui Rio

A proposta do PSD para a descida do IVA da eletricidade para uso doméstico “é para levar até ao fim” e não está condicionada “a coisíssima nenhuma”.

O aviso ao Governo foi feito pelo vice-presidente do PSD, Nuno Morais Sarmento, numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF. “É para levar até ao fim, aí não há dúvida nenhuma”, disse Nuno Morais Sarmento.

Por isso, se outros partidos quiserem votar a favor, como o Bloco de Esquerda e o PCP, serão bem-vindos, mas sem negociações: “O PSD não condiciona a sua proposta a coisíssima nenhuma. Apresentou-a qual tal e é qual tal que, se entenderem, outros partidos poderão a ela aderir. Não há deve e haver aqui. Não há negociação nenhuma”, indicou.

Sobre se o PSD pode “deixar cair” a sua própria proposta para aprovar a do BE, Morais Sarmento rejeita a ideia. No entanto, salienta que vota as medidas sem olhar a partidos: “Deixar cair a sua não deixa. O PSD leva a sua proposta a votos. Mas o PSD não olha as propostas que sejam apresentadas em função da origem política da proposta, mas do mérito da proposta”, garantiu.

Já Catarina Martins, do BE, reafirmou que o partido vai aprovar qualquer proposta que baixe aquele imposto, uma vez que um dos objetivos do programa do partido é “baixar o IVA da energia”.

A medida que o BE propõe é diferente da do PSD: os bloquistas propõem uma descida faseada – primeiro para a taxa intermédia, de 13%. Já o PSD propõe uma descida para a taxa mínima, mas apenas dos consumidores domésticos o que levanta dúvidas de legalidade, segundo defende tanto António Costa e Mário Centeno.

Tendo em conta o objetivo, o partido de Catarina Martins concordou em manter a estratégia: “Se o PS não votar [favoravelmente a proposta do BE], o BE votará as propostas seguintes, incluindo a do PSD”, disse aos jornalistas, de acordo com o semanário Expresso.

Catarina Martins quis ainda deixar claro ao PSD que os bloquistas votam “a proposta para baixar o IVA”, mas não as compensações, que aparecem num artigo à parte.

Esta segunda-feira, começa a maratona de quatro dias para votar o OE2020 na especialidade. A maratona termina na quinta-feira com a votação final global do documento. O tema do IVA da eletricidade pode causar polémica, sendo que o PSD já garantiu que não aprova a ideia sem “contrapartidas”.

Este domingo, no seu espaço habitual de comentário da SIC, Marques Mendes disse que a oposição anda numa “competição” sobre quem fica com os louros da baixa do IVA da eletricidade e que isso é um “exercício de populismo”. Contudo, está confiante que “provavelmente não vai passar”.

Segundo o comentador, o BE e o PCP “não vão permitir passar” as compensações à medida que o PSD prevê e como tal a medida cairá.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. E agora Sr. Costa?
    Vai chantagear/jogar com o povo Português da mesma forma aquando da proposta dos Professores?
    para Mediocre, medriocre e meio…
    A ver Vamos…

  2. Populismo, a quanto obrigas! O BE, o PCP e o PSD só fazem propostas para aumentar as despesas e ou reduzir as receitas. E depois? Estas almas penadas não percebem que mesmo no nosso orçamento familiar precisamos estabelecer um equilíbrio entre o que arrecadamos no final de cada mês e o que PODEMOS gastar durante o mês? Está visto que caminho tomaria o nosso país com os Blocos, os PCs e os Rios. O grave disto tudo é que se as coisas correrem mal mais tarde ainda estarão eles na primeira fila a dizer mal dos outros. eu que não percebo nada de política chamo a isso uma sacanice.

    • Mais populista que o seu primeiro ministro nunca vi nos anos da democracia.
      A salvação do Costa foi á 4 anos quando a página da Austeridade foi virada. Não se lembra?
      Tornou-nos a todos ainda mais pobres…

    • Populista? Em que medida, onde já se viu o IVA da energia, um bem essencial a 23%? Era suposta já ter descido faz muito tempo, aliás, nunca devia ter subido! Tivessem cortado antes nas PPP criminosas e nas ajudas à Banca. A quebra de receita com a descida do IVA da electricidade não chega a mil milhões, quantos mil milhões foram queimados com o caso BES apenas? E o gatuno nem preso está! Estes parasitas (da esquerda à direita) é que não conseguem largar qualquer mama que se lhes dê, já se estava mesmo a ver, todos os cortes feitos e sacrifícios feitos em tempos de crise passaram a novos vícios de um estado mal governado. É por estas e por outras que infelizmente se vê partidos de extrema direita a ganhar cada vez mais balanço.

  3. Pois, a descida do IVA na electricidade é uma medida justa, totalmente justificada e socialmente abrangente!
    A descida do IVA na electricidade tem a concordância de partidos/deputados suficientes para ser aprovada!
    Mas, infelizmente, algo me diz que a medida não irá passar!
    PORQUÊ? Precisamente PORQUE é uma medida justa, totalmente justificada e socialmente abrangente!

RESPONDER

Agente que matou Daunte Wright e chefe da polícia demitiram-se. Mas os protestos continuam

A polícia que matou a tiro um jovem afro-americano em Brooklyn Center, nos Estados Unidos, no domingo, e o chefe da polícia local demitiram-se. Mas os protestos continuam na cidade. Mike Elliott, mayor de Brooklyn Center, …

Família de Ihor pondera recorrer se inspetores não forem condenados por homicídio

A família de Ihor Homenyuk está a ponderar recorrer se os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) forem condenados por ofensas à integridade física agravada e não por homicídio qualificado. A notícia é …

"Sofagate". Michel pede desculpa a Von der Leyen por falta de reação a incidente em Ancara

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, pediu esta terça-feira solenemente desculpa à líder da Comissão Europeia (UE) pela falta de reação ao "desplante diplomático" protagonizado por Ancara na semana passada. Von der Leyen destacou …

Altice Portugal acredita que "SIRESP vai acabar a 30 de junho"

O presidente da Altice Portugal disse que a empresa não teve "qualquer tipo de contacto por parte do SIRESP" sobre a continuidade do contrato, pelo lhe parece que a rede de emergência "vai acabar no …

Polícia do Capitólio foi avisada do ataque mas ordenada a não agir agressivamente

A Polícia do Capitólio dos Estados Unidos foi avisada antecipadamente sobre a violência dos atacantes do dia 6 de janeiro, mas os seus comandantes ordenaram aos oficiais que não usassem as suas táticas "mais agressivas" …

União Europeia não vai renovar contrato com AstraZeneca e Johnson & Johnson

A União Europeia não vai renovar os contratos da vacina contra a covid-19 com empresas como Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano. A notícia da decisão de não renovação dos contratos da vacina contra …

Neuralink divulga vídeo de macaco a jogar videojogo com a mente

A Neuralink, empresa de implantes cerebrais de Elon Musk, divulgou na quinta-feira um vídeo que mostra a tecnologia a funcionar em macacos. No vídeo, um cientista da Neuralink explica a forma como a empresa implantou um …

Coligação negativa trava "big brother fiscal" nas empresas

Foi aprovada no Parlamento uma proposta do PCP para mudar, de novo, a lei que regulamenta o envio de dados das empresas para o Fisco, com o voto contra do PS. É um travão ao …

Especialistas aconselham Governo a não avançar no desconfinamento

Manuel Carmo Gomes, o epidemiologista que deixou de participar nas reuniões no Infarmed, aconselhou o Governo a não avançar para a terceira fase de desconfinamento. E não é o único a defender a suspensão. De acordo …

Os buracos negros gostam de comer, mas têm várias regras de etiqueta à mesa

Uma equipa de astrónomos britânicos e holandeses concluiu que todos os buracos negros supermassivos no centro das galáxias parecem ter períodos em que engolem matéria dos seus arredores.  Astrónomos têm estudado galáxias ativas desde 1950. Estas …