Proposta do PSD para descida do IVA da luz é para levar “até ao fim”. Bloco admite votar a favor

Estela Silva / Lusa

Nuno Morais Sarmento com Rui Rio

A proposta do PSD para a descida do IVA da eletricidade para uso doméstico “é para levar até ao fim” e não está condicionada “a coisíssima nenhuma”.

O aviso ao Governo foi feito pelo vice-presidente do PSD, Nuno Morais Sarmento, numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF. “É para levar até ao fim, aí não há dúvida nenhuma”, disse Nuno Morais Sarmento.

Por isso, se outros partidos quiserem votar a favor, como o Bloco de Esquerda e o PCP, serão bem-vindos, mas sem negociações: “O PSD não condiciona a sua proposta a coisíssima nenhuma. Apresentou-a qual tal e é qual tal que, se entenderem, outros partidos poderão a ela aderir. Não há deve e haver aqui. Não há negociação nenhuma”, indicou.

Sobre se o PSD pode “deixar cair” a sua própria proposta para aprovar a do BE, Morais Sarmento rejeita a ideia. No entanto, salienta que vota as medidas sem olhar a partidos: “Deixar cair a sua não deixa. O PSD leva a sua proposta a votos. Mas o PSD não olha as propostas que sejam apresentadas em função da origem política da proposta, mas do mérito da proposta”, garantiu.

Já Catarina Martins, do BE, reafirmou que o partido vai aprovar qualquer proposta que baixe aquele imposto, uma vez que um dos objetivos do programa do partido é “baixar o IVA da energia”.

A medida que o BE propõe é diferente da do PSD: os bloquistas propõem uma descida faseada – primeiro para a taxa intermédia, de 13%. Já o PSD propõe uma descida para a taxa mínima, mas apenas dos consumidores domésticos o que levanta dúvidas de legalidade, segundo defende tanto António Costa e Mário Centeno.

Tendo em conta o objetivo, o partido de Catarina Martins concordou em manter a estratégia: “Se o PS não votar [favoravelmente a proposta do BE], o BE votará as propostas seguintes, incluindo a do PSD”, disse aos jornalistas, de acordo com o semanário Expresso.

Catarina Martins quis ainda deixar claro ao PSD que os bloquistas votam “a proposta para baixar o IVA”, mas não as compensações, que aparecem num artigo à parte.

Esta segunda-feira, começa a maratona de quatro dias para votar o OE2020 na especialidade. A maratona termina na quinta-feira com a votação final global do documento. O tema do IVA da eletricidade pode causar polémica, sendo que o PSD já garantiu que não aprova a ideia sem “contrapartidas”.

Este domingo, no seu espaço habitual de comentário da SIC, Marques Mendes disse que a oposição anda numa “competição” sobre quem fica com os louros da baixa do IVA da eletricidade e que isso é um “exercício de populismo”. Contudo, está confiante que “provavelmente não vai passar”.

Segundo o comentador, o BE e o PCP “não vão permitir passar” as compensações à medida que o PSD prevê e como tal a medida cairá.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. E agora Sr. Costa?
    Vai chantagear/jogar com o povo Português da mesma forma aquando da proposta dos Professores?
    para Mediocre, medriocre e meio…
    A ver Vamos…

  2. Populismo, a quanto obrigas! O BE, o PCP e o PSD só fazem propostas para aumentar as despesas e ou reduzir as receitas. E depois? Estas almas penadas não percebem que mesmo no nosso orçamento familiar precisamos estabelecer um equilíbrio entre o que arrecadamos no final de cada mês e o que PODEMOS gastar durante o mês? Está visto que caminho tomaria o nosso país com os Blocos, os PCs e os Rios. O grave disto tudo é que se as coisas correrem mal mais tarde ainda estarão eles na primeira fila a dizer mal dos outros. eu que não percebo nada de política chamo a isso uma sacanice.

    • Mais populista que o seu primeiro ministro nunca vi nos anos da democracia.
      A salvação do Costa foi á 4 anos quando a página da Austeridade foi virada. Não se lembra?
      Tornou-nos a todos ainda mais pobres…

    • Populista? Em que medida, onde já se viu o IVA da energia, um bem essencial a 23%? Era suposta já ter descido faz muito tempo, aliás, nunca devia ter subido! Tivessem cortado antes nas PPP criminosas e nas ajudas à Banca. A quebra de receita com a descida do IVA da electricidade não chega a mil milhões, quantos mil milhões foram queimados com o caso BES apenas? E o gatuno nem preso está! Estes parasitas (da esquerda à direita) é que não conseguem largar qualquer mama que se lhes dê, já se estava mesmo a ver, todos os cortes feitos e sacrifícios feitos em tempos de crise passaram a novos vícios de um estado mal governado. É por estas e por outras que infelizmente se vê partidos de extrema direita a ganhar cada vez mais balanço.

  3. Pois, a descida do IVA na electricidade é uma medida justa, totalmente justificada e socialmente abrangente!
    A descida do IVA na electricidade tem a concordância de partidos/deputados suficientes para ser aprovada!
    Mas, infelizmente, algo me diz que a medida não irá passar!
    PORQUÊ? Precisamente PORQUE é uma medida justa, totalmente justificada e socialmente abrangente!

RESPONDER

Sindicato dos médicos alerta para possível "catástrofe" na Saúde

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta que os atrasos causados pela pandemia de covid-19 no Serviço Nacional de Saúde (SNS) podem provocar uma “catástrofe” na Saúde. O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alertou, este domingo, …

Anunciada criação da Superliga Europeia. UEFA entra em guerra aberta e ameaça banir clubes

Doze clubes anunciaram, este domingo, a criação da Superliga Europeia. O FC Porto pode ser uma das equipas convidadas. A UEFA ameaça banir clubes das competições nacionais e internacionais. Depois de muita especulação, doze clubes anunciaram …

Luz solar pode neutralizar o SARS-CoV-2 oito vezes mais rápido do que se pensava

Uma nova investigação sugere que a luz solar pode inativar o SARS-CoV-2 oito vezes mais rápido do que se pensava anteriormente. Uma equipa de cientistas internacional - composta por investigadores da UC Santa Barbara, da Oregon …

Restaurantes, centros comerciais e cinemas perdem acesso ao lay-off

Esta segunda-feira, Portugal dá mais um passo no desconfinamento. Restaurantes, cafés, centros comerciais e cinemas perdem acesso ao lay-off simplificado. Restaurantes, centros comerciais, cafés, lojas, cinemas e teatros deixam de estar submetidos ao dever de encerramento …

CDS quer forçar reestruturação do SEF a passar pelo Parlamento

O CDS-PP defende que a reestruturação dos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) tem de passar pela Assembleia da República e não pode ser concretizada através de legislação aprovada pelo Governo. Em causa está a extinção …

Portugal avança para 3.ª fase do desconfinamento. Todos os alunos regressam ao regime presencial

Esta segunda-feira, a generalidade do país avança para a terceira fase do processo de desconfinamento. A última fase acontece daqui a duas semanas, a 3 de maio. Na generalidade do território nacional vai ser possível, a …

Tal como os humanos, leões também são contagiados pelos bocejos

Uma equipa de cientistas descobriu que tal como nós, humanos, os leões também são sensíveis ao contágio dos bocejos. Tal como explica a revista Newsweek, a ciência tem várias explicações para o porquê de bocejarmos, podendo …

Joana Mortágua volta a ser candidata do Bloco de Esquerda à Câmara de Almada

A deputada Joana Mortágua é a candidata do Bloco de Esquerda (BE) à presidência da Câmara Municipal de Almada nas próximas eleições autárquicas, onde é vereadora desde 2017, adiantou este domingo à Lusa fonte do …

Foram administradas 183 mil vacinas durante o fim de semana

O primeiro-ministro anunciou, no Twitter, que foram administradas 183 mil vacinas este fim de semana. António Costa acredita que, até ao final deste mês, toda a população com mais de 70 anos pode estar vacinada. Este …

Cientistas criam ondas de luz que atravessam materiais opacos

Uma equipa de cientistas descobriu que é possível criar feixes de luz "indestrutíveis" que praticamente não se alteram quando atravessam um meio. Só se tornam fracos. Cientistas da Universidade de Utrecht, nos Países Baixos, e da …