Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua intenção de “defender qualquer descida do IVA que seja socialmente justa e ambientalmente responsável”.

Segundo noticiou o Observador, as duas componentes referidas têm de ter resposta na solução encontrada, não havendo espaço para descidas generalizadas que possam estimular o consumo de eletricidade.

O que o Governo pretende é uma redução mais significativa nos escalões de consumo mais baixos. António Costa avisou na apresentação do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) que a descida cega do IVA iria beneficiar as famílias com mais rendimentos, sendo proveitosa apenas para 16% dos agregados com menos recursos.

Uma fonte do Governo, questionada pelo Observador sobre a proposta do BE, frisou que a mesma não é opção, visto que “o essencial” é que se possa “diferenciar taxas em função dos escalões de consumo”. E “o Bloco sabe que essa proposta não terá o voto do PS”, adiantou. Os bloquistas propõe que, a partir de julho, se passe a pagar 13% (taxa intermédia), ao invés da descida imediata para a taxa mínima a contar do início do ano.

Uma proposta semelhante à defendida pelo Governo já tinha sido avançada pelo BE no orçamento de 2018. A proposta atual está a ser avaliada pelo Comité do IVA da Comissão Europeia, através da qual o executivo de Costa quer garantir que, em 2023, o IVA da luz tenha uma taxa de 6%, independentemente do consumo.

Não tendo indicação de quando receberá a resposta da Comissão Europeia à sua proposta, o Governo deixou em aberto no OE2020, através de uma autorização legislativa, a possibilidade de mexer no IVA por consumo ainda este ano.

De acordo com o Observador, as contas apresentadas pelo Governo há mais de um ano mostravam que a descida do IVA nos termos propostos pelo partido para este ano custaria cerca de 250 milhões de euros. A proposta do BE prevê um impacto financeiro de mais 750 milhões de euros, que só seria sentido em 2023, último ano da legislatura.

Na quarta-feira, o líder do PSD, Rui Rio, declarou o seu princípio para a negociação do orçamento na especialidade: “Todas as propostas que viermos a fazer é com sentido de responsabilidade. Sentido de responsabilidade é perceber que este orçamento é de um Governo que não é do PSD, é um orçamento que aparece já construído”.

No seguimento, Rio disse que não pretende apresentar um “orçamento alternativo” mas que há uma proposta que fará que terá “relevo político nacional”, relacionada com a “redução do IVA da eletricidade da redução”. A proposta inicial, defendida na campanha eleitoral, era baixar o IVA, de forma generalizada, para os consumos domésticos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Exilados sauditas sentem-se em perigo após dissidente desaparecer no Canadá

Exilados sauditas no Canadá temem que o dissidente que está de volta ao país de origem tenha sido forçado a revelar informações sobre a comunidade exilada. De acordo com o jornal Público, os exilados sauditas no …

Internamentos voltam a diminuir. Há mais 979 casos e 41 mortes

Portugal registou esta quarta-feira 979 novos casos de infeção por covid-19 e mais 41 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Festas ilegais aumentaram nos últimos 15 dias. PSP já deixa avisos para a Páscoa

Numa altura em que a população já está confinada há mais de um mês, a tendência é cada vez mais para sair de casa e procurar algum contacto social. Por isso mesmo, a PSP já …

Pediatras pedem reabertura urgente das escolas. Professores querem ser consultados na elaboração do plano

A Sociedade Portuguesa de Pediatria defende a reabertura urgente das escolas especialmente o ensino pré-escolar e nos 1º e 2º ciclos do ensino básico, chamando a atenção para as consequências do fecho no desenvolvimento das …

Ventura propõe tirar subvenções a políticos condenados a mais de três anos de prisão

O deputado único do Chega entregou esta terça-feira no parlamento um projeto de lei para retirar, incluindo retroativamente, as subvenções vitalícias a ex-titulares de cargos políticos condenados por crimes "com pena de prisão superior a …

PGR analisa carta que culpa o Governo por "borla fiscal" à EDP na venda de barragens

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a analisar uma carta do Movimento Terra de Miranda que questiona a autorização dada pelo Governo à venda de seis barragens transmontanas por parte da …

Biden prevê vacinas para todos os adultos antes do fim de maio

Joe Biden assegura que até maio o país terá vacinas suficientes contra o covid para todos os adultos do país, dois meses antes do previsto. O presidente do EUA anunciou que até ao final de maio …

Pandemia não é “uma competição ou um concurso de beleza entre países”

O presidente da Aliança Global para as Vacinas (GAVI), Durão Barroso, defende que o processo de vacinação mundial contra a covid-19 não deve ser “uma competição ou um concurso de beleza entre países” e lança …

Sarkozy admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

O ex-Presidente francês admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos contra a sua condenação a três anos de detenção, um em prisão efetiva, por corrupção e tráfico de influência. Numa entrevista ao jornal Le Figaro, …

Apoio à família vai ser alargado a mais pais em teletrabalho. Tudo graças à oposição

Esta quarta-feira, vai subir a plenário o texto final que altera o apoio excecional à família para que chegue a mais portugueses. O alargamento do universo de potenciais beneficiários está no horizonte, nomeadamente com a …