“Grande protagonismo do ministro Pedro Marques trazia água no bico”

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

“O ministro Pedro Marques teve esta semana praticamente mais protagonismo e exposição pública que em três anos de Governo”. É Marques Mendes quem o diz, acusando o Governo de “excesso de eleitoralismo” e de “propaganda”.

“Eu avisei que este grande protagonismo do ministro Pedro Marques trazia água no bico”. Marques Mendes critica, desta forma, o Governo pelo protagonismo que deu ao governante que é apontado como o cabeça-de-lista do PS para as próximas eleições europeias.

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Marques Mendes aponta que a semana que passou “foi a grande semana em matéria de obras públicas“, com “um corrupio de cerimónias, anúncios, concursos, discursos e visitas”.

E se “alguns dos investimentos são mesmo importantes”, trata-se de “um exagero de propaganda”. “Parece que voltámos aos tempos de Sócrates“, atira o ex-líder do PSD.

“Fica a sensação de que todo este exagero de anúncios e propaganda é uma espécie de pré-campanha do candidato do PS às eleições europeias”, aponta ainda Marques Mendes, lamentando que “ainda por cima” é “uma pré-campanha paga com dinheiro público”. “Isto é ética e politicamente inaceitável“, conclui.

Marques Mendes critica o que define como “excesso de eleitoralismo” e de “propaganda”, referindo que “é tudo em grande”, com “uma enorme encenação” e “direccionado para o espectáculo, a imagem e a televisão”.

“Por que é que só agora, a meses de eleições, o Governo se lembrou do investimento público? Pode haver muitas explicações, mas aos olhos dos portugueses soa a campanha eleitoral”, constata.

No fim de contas, o comentador da SIC acredita que “exagero só pode ser contraproducente”.

Olhando para as últimas sondagens reveladas, com o PSD a bater no fundo e o PS mais longe da maioria absoluta, Marques Mendes faz referência à crise no partido social-democrata. “O que é extraordinário é que o PS não aproveita o mau estado do PSD“, frisa, concluindo que “os excessos, as arrogâncias, as insensibilidades sociais têm um preço”.

“É preferível a clarificação à paz podre”

Quanto ao actual cenário que se vive no PSD, depois de Luís Montenegro se ter anunciado como candidato à liderança, desafiando Rui Rio a marcar eleições antecipadas, Marques Mendes considera que é “preferível a clarificação à paz podre”.

Para o comentador da SIC, “concorde-se ou discorde-se”, Montenegro “fez bem e teve mérito” porque “deu a cara, não se limitou a deixar queimar em lume brando, foi directo ao assunto”.

Por outro lado, também Rio esteve bem por ter recusado o desafio de Montenegro, entende Marques Mendes. “Podia fingir, fazer de conta, mas assumiu, não foi exactamente o que Luís Montenegro pediu, faz de outra maneira, no Conselho Nacional, mas não deixa de ser uma clarificação”, assinala.

Todavia, Marques Mendes acredita que “seria melhor para o partido fazer eleições directas”.

“Se Rui Rio ganhasse nessas eleições ficava reforçadíssimo, reforçava a legitimidade e autoridade interna e os críticos tinham de meter a viola no saco“, conclui. “Se perdesse, haveria novo líder, um novo ciclo, e um novo élan“, constata.

Marques Mendes também está certo de que Rio “vai ganhar no Conselho Nacional”, até porque diz que nunca viu na história do PSD um líder “perder uma votação relevante” no órgão máximo do partido entre Congressos e admitiu que muitos votarão “pelos lugares”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Os recordes de atletismo sucedem-se em Tóquio – e a razão pode estar na pista

O cariz "extremamente rápido" da pista já foi destacado por vários atletas ao longo das olimpíadas de Tóquio. Tecnologia usada tem como objetivo salvaguardar a saúde dos atletas, mas também conferir-lhes um estímulo extra. É já …

"Mataram-nos por dentro". Um ano depois da explosão em Beirute, os libaneses continuam sem respostas

Assinala-se hoje o primeiro aniversário da explosão do porto de Beirute, que causou 218 mortos. As famílias das vítimas não se conformam com o impasse na justiça e a falta de responsabilidades dos políticos. Foi já …

Marcelo será mais exigente com as leis orgânicas do EMGFA e dos ramos militares

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aprovou a nova arquitetura do comando superior das Forças Armadas, que entrará em vigor com a alteração das leis orgânicas do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) …

Terminou "possível sequestro" de petroleiro na costa dos Emirados Árabes Unidos

O grupo que terá entrado no petroleiro Asphalt Princess sem autorização abandonou esta quarta-feira a embarcação, informou a marinha britânica. "A embarcação está segura", disse aquela autoridade, citada pela EuroNews. Na terça-feira, fonte do ministério da Defesa …

Adeptos voltaram aos estádios (racismo e violência também)

Jogo da Liga dos Campeões foi interrompido e adeptos entraram mesmo no relvado, na Colômbia. A nova temporada começa e os estádios de futebol vão abrindo as portas aos adeptos em muitos países, incluindo Portugal. A …

Maiores bancos portugueses recusaram apoio à Dielmar

Os quatro maiores bancos nacionais fecharam a porta ao pedido de ajuda da empresa de vestuário, uma vez que não tinha garantias públicas. A empresa de vestuário Dielmar, com sede em Alcains, Castelo Branco, pediu a …

Jesus: "Quem se vai defrontar são duas equipas e não dois treinadores"

O treinador do Benfica relativizou o conhecimento que Rui Vitória tem dos encarnados e recordou que quem se vai defrontar, esta quarta-feira, "são duas equipas e não dois treinadores". "Obviamente que os treinadores portugueses conhecem …

Supremo manda refazer normas de declarações de rendimentos dos juízes. Tudo para evitar vinganças

O Supremo Tribunal de Justiça decidiu que o Conselho Superior da Magistratura (CSM) deve refazer as normas que regulam a apresentação de declarações de rendimentos de juízes. O jornal Público avança, esta quarta-feira, que o Supremo …

Profissionais de saúde já realizaram 11,5 milhões de horas extras em 2021. Estão prestes a bater novo recorde

Em apenas seis meses, os profissionais de saúde do SNS realizaram dois terços de todas as horas extraordinárias prestadas em 2020. Segundo noticia o jornal i, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) deverá, este ano, bater …

Portugal vai reconhecer AstraZeneca de fabrico indiano e chinesa Sinovac

Portugal prepara-se para reconhecer as vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca de fabrico indiano e a chinesa Sinovac, que são usadas noutros países. A SIC Notícias avança, esta quarta-feira, que a decisão da Autoridade Nacional do …