“Golpe de estado”. Montenegro candidato para salvar o PSD (“Rio não alinha em foguetes”)

José Coelho / Lusa

O ex-líder parlamentar do Partido Social Democrata (PSD), Luís Montenegro

Luís Montenegro cumpriu o que se tinha anunciado e avançou a sua candidatura à liderança do PSD, desafiando Rui Rio a “não ter medo” de convocar já eleições e de se recandidatar. Rio ainda não reagiu, mas a vice-presidente do PSD, Isabel Meireles, fala em “golpe de Estado”.

Numa declaração sem direito a perguntas, Montenegro criticou duramente o PSD de Rui Rio, considerando que esta direcção está a levar o partido para “o abismo” e para “uma derrota humilhante” nas eleições, “deixando de ser um grande partido nacional” para se tornar num partido “pequeno e irrelevante”.

“É preciso e urgente mudar este estado de coisas” e “salvar o PSD do caminho para o abismo em que está mergulhado”, frisou perante os jornalistas, antes de se anunciar como candidato à liderança do partido.

Montenegro desafiou Rio a mostrar “coragem” e a marcar eleições antecipadas de imediato. “Não tenha medo do confronto”, atirou ao presidente do PSD, desafiando-o também a não se justificar “atrás de questões formais” para não o fazer.

“Rio não alinha em foguetes”

Rui Rio ainda não reagiu a estas declarações e espera-se que só tome uma posição oficial em Coimbra neste sábado, onde haverá um Conselho Extraordinário Nacional do PSD.

Depois de ter sido convocado por Marcelo Rebelo de Sousa para um encontro no Porto, no seguimento das declarações de Montenegro, Rio recusou abordar o assunto, prometendo que “com calma, na devida altura”, vai falar. “Não vou fazer de conta que nada aconteceu”, salientou ainda, vincando contudo que não tem que “andar aqui a correr”.

Fontes do PSD garantiram ao Diário de Notícias que Rio vai recusar o desafio de Montenegro. “Rui Rio não alinha em foguetes”, garantem.

Depois da conferência de imprensa de Montenegro, foi anunciada uma reacção da direcção do PSD, mas a vice-presidente do partido, Isabel Meireles, surgiu a sublinhar que manifestaria apenas a sua posição “pessoal”.

Antes já tinha antecipado em declarações à Agência Lusa, que o anúncio de uma candidatura de Montenegro seria um “golpe de Estado” que prejudica o PSD e o país, prometendo que a direcção vai cumprir “à risca” os estatutos sociais-democratas.

Isabel Meireles acusou ainda Montenegro de ter “um plano arquitectado do passado” com vista a “salvar as pessoas que o rodeiam e a ele próprio”. “Ele mente porque disse no ano passado que só faria oposição ao senhor António Costa, ao Bloco de Esquerda e ao PCP”, apontou ainda, acusando “o tom de politiqueiro de quem só diz mal”.

Montenegro já falou como candidato a primeiro-ministro

Na sua declaração no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, Montenegro traçou um quadro negro da situação actual do partido, falando de “um PSD frouxo a fazer oposição” e onde “não há uma crítica do Dr. Rui Rio a António Costa”.

“O estado a que o PSD chegou é mau, é preocupante e é irreversivel com esta liderança”, salientou, frisando que Rio “falhou” nas diversas promessas que fez.

“Rio prometeu fazer do PSD uma alternativa e uma oposição firme ao Governo”, mas “não se lhe reconhece um projecto, uma estratégia, um posicionamento, uma mensagem diferenciadora e mobilizadora”, disse.

“Rio prometeu unir o PSD”, mas “foi instigador do confronto interno, hostilizando quadros e estruturas do PSD, numa lógica de divisão entre os bons e os maus”, acrescentou Montenegro. “Prometeu fazer o PSD subir nas sondagens” e também “falhou”, já que estas “nunca como hoje foram tão baixas“, frisou.

“Rio prometeu levar o PSD a ganhar eleições e em vez disso resignou-se e deitou a toalha ao chão”, lamentou ainda.

Montenegro acusou também a actual direcção de colocar o PSD como “muleta do PS” e “Rui Rio como bengala de António Costa“.

“Tudo isto é mau porque a democracia precisa de uma oposição como deve ser, firme e determinada, capaz de mobilizar os portugueses, com missão e espírito ganhador”, vincou Montenegro.

“Não me resigno a um PSD pequeno, perdedor, irrelevante, sem importância política e relevância estratégica”, justificou o antigo deputado. “Estou aqui para dizer ao país que precisamos de um Governo novo e de um novo primeiro-ministro” e “para ser o adversário que o dr. António Costa não teve ao longo do último ano”, atirou ainda.

E já num discurso como candidato a primeiro-ministro, Montenegro realçou que pretende “lutar com toda a força pelo interesse nacional e pelo futuro de Portugal”. “Estou aqui para galvanizar os portugueses em torno de um tempo de esperança”, notou, dirigindo-se a empresários, trabalhadores, aos mais desfavorecidos, aos reformados e aos jovens.

SV, ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

A primeira exolua alguma vez descoberta vai ficar escondida durante a próxima década

Uma boa exolua é difícil de encontrar e provar que a primeira lua em torno de um exoplaneta realmente existe pode levar até uma década. "Estamos a enfrentar alguns problemas difíceis em termos da confirmação da …

Por um euro, é possível comprar casa na cidade italiana do "Esplendor"

O município italiano de Sambuca, localizado na região italiana da Sicília, está a vender casas por um euro (1,14 dólares), visando travar o declínio populacional que a zona tem sofrido nos últimos anos.  A pequena cidade, cheia …

Pela felicidade dos professores, escola chinesa cria “licença do amor”

A escola secundária de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta terça-feira a "licença do amor", que visa melhorar o humor dos seus professores e, consequentemente, o trabalho que fazem com os alunos. …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta quarta-feira nas revistas ScienceAdvances e Global …

Norte-americanos morrem mais por overdose do que por acidente de carro

Pela primeira vez na História, os norte-americanos estão mais propensos a morrer por 'overdose' de opióides do que por acidente de carro, sendo a morte devido ao consumo excessivo destas substâncias considerada uma epidemia que …

Choques elétricos e chicotadas: relatório denuncia tortura de mulheres sauditas

Um relatório da Human Rights Watch ​​​​​denuncia que a Arábia Saudita prendeu e torturou ativistas e dissidentes, nomeadamente mulheres que lutam pelos seus direitos. Segundo o "Relatório Mundial 2019" da organização não governamental Human Rights Watch …

"Robôs" podem eliminar um milhão de empregos (e criar outros tantos) até 2030

A adoção da automação em Portugal pode levar à perda de 1,1 milhões de empregos na indústria e comércio até 2030, mas criar outros tantos na saúde, assistência social, ciência, profissões técnicas e construção. Segundo um …

Hacker Rui Pinto admite ser denunciante no Football Leaks

Os advogados de Rui Pinto, o alegado 'hacker' que terá acedido ilegalmente a e-mails do Benfica, defenderam esta quinta-feira a sua conduta, por denunciar "práticas criminosas", e vão opor-se à sua extradição da Hungria, onde …

Duarte Lima recorre para plenário do Constitucional e suspende ida para a prisão

Duarte Lima recorreu esta quinta-feira para o plenário do Tribunal Constitucional (TC) evitando que comece a cumprir a pena de seis anos de prisão a que foi condenado no caso BPN/Homeland, disse à agência Lusa …

Coreia do Norte pede assinatura de tratado de paz antes de nova cimeira com EUA

A imprensa norte-coreana pediu a assinatura do tratado de paz inter-coreano, numa altura em que é esperado nos Estados Unidos um alto dirigente norte-coreano, no âmbito da preparação de uma segunda cimeira bilateral. No editorial, o …