Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Sena Goulão / Lusa

O primo de José Sócrates, José Paulo Pinto de Sousa,

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao processo.

Pinto de Sousa esteve esta terça-feira mais de seis horas a ser interrogado no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, na fase de instrução do processo, dirigida pelo juiz Ivo Rosa, contestando a versão do Ministério Público que acredita serem de Sócrates os milhões que aquele movimentou em várias contas bancárias, algumas na Suíça.

Para o MP, José Paulo Pinto de Sousa, que está acusado de dois crimes de branqueamento de capitais, em coautoria com José Sócrates, Ricardo Salgado, Helder Bataglia e Carlos Santos Silva, aceitou, a troco de dinheiro e a pedido do antigo primeiro-ministro, que várias contas bancárias, algumas sediadas na Suíça, fossem utilizadas para movimentar fundos do ex-governante, com o objetivo de ocultar a origem e o destinatário.

Os movimentos terão sido feitos entre 2006 e 2007, segundo detalha o jornal Público.

O MP acredita que José Paulo Pinto de Sousa entregou nove milhões de euros ao antigo primeiro-ministro através de várias contas offshore, sendo o seu primeiro “testa de ferro”, antes do amigo de ambos e também arguido Carlos Santos Silva.

O arguido contraria a posição do MP e, segundo a fonte, disse que o dinheiro que depositou em Portugal, nomeadamente em contas do BES, era seu e não do primo.

Primeiro interrogatório em Portugal

Esta foi a primeira vez que o arguido foi interrogado pessoalmente em Portugal, já que durante a investigação o MP só o conseguiu questionar através de carta rogatória enviada para Angola e depois de ultrapassadas algumas dificuldades na sua localização.

Joaquim Barroca, ex-administrador do Grupo Lena, é o último arguido do processo a ser ouvido em tribunal, em 18 de fevereiro.

A Operação Marquês conta com 28 arguidos – 19 pessoas e nove empresas – e está relacionada com a prática de mais de 150 crimes de natureza económico-financeira. Sócrates está acusado de crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada.

No processo da Operação Marquês foram ainda acusados, entre outros, o empresário Carlos Santos Silva (apontado como “testa de ferro” de Sócrates), o ex-administrador do Grupo Lena Joaquim Barroca, Zeinal Bava, ex-presidente executivo da PT, Armando Vara, antigo deputado e ministro e ex-administrador da CGD, Henrique Granadeiro (ex-gestor da PT) e José Paulo Pinto de Sousa (primo de Sócrates).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Para que não hajam duvidas é fazer o levantamento da vida deste gajo desde que nasceu para se ver de onde vem o dinheiro que ele diz que é dele… estão á espera de quê?

    • É uma hipótese. Pode ser dinheiro que o Socas ganhou a fazer projetos na Cova da Beira. Pode ser resultante de prémios monetários de melhor aluno ao domingo. Pode ser dinheiro do monopólio. Há várias hipóteses sobre a mesa. Nesta fase estão a tentar aferir qual é a hipótese que o Juiz está disponível para engolir.

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …

Shakhtar derrota Real Madrid. Em Espanha, comparam Zidane a Lopetegui

O Shakhtar Donetsk, treinado pelo português Luís Castro, surpreendeu e venceu o Real Madrid, por 2-3, no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões. Os ucranianos chegaram a estar a vencer por três …