No adeus ao Prédio Coutinho, últimos 12 moradores recusam entregar chaves

Abel F.Dantas / ZAP

Os últimos 12 moradores do prédio Coutinho em Viana do Castelo recusaram, nesta segunda-feira, 24 de junho, entregar a chave das habitações à VianaPolis no prazo fixado para aquela sociedade tomar posse administrativa das últimas frações do edifício.

Situado em pleno centro da cidade, o edifício Jardim, localmente conhecido como prédio Coutinho, de 13 andares, tem demolição prevista desde 2000 no âmbito do programa Polis.

Hoje, em declarações aos jornalistas, os vários moradores afirmaram que o seu representante legal terá interposto uma ação de intimação pela defesa dos direitos, liberdades e garantias, um procedimento que segundo os mesmos não terá efeitos suspensivos.

No local estão mais de uma dezena de agentes da PSP para garantir a ordem pública num jardim marginal fronteiro ao prédio Coutinho, onde se juntaram vários populares.

Esta ação de despejo estava prevista cumprir-se às 9 da manhã na sequência de uma decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga de abril passado, que declara improcedente a providência cautelar movida pelos moradores em março de 2018.

No dia 30 de maio, o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, informou que os últimos 12 moradores no prédio Coutinho tinham de abandonar o edifício até 24 de junho, garantindo que as notificações começaram nessa semana a ser enviadas.

O edifício de 13 andares, que já chegou a ser habitado por 300 pessoas, está situado em pleno centro histórico da cidade e o programa Polis prevê a sua demolição para ali ser construído o novo mercado municipal.

Segundo José Maria Costa, “o projeto do novo mercado está em apreciação na Direção Regional de Cultura do Norte e estão a ser desenvolvidos os estudos de especialidade”.

Desde 2005 que a expropriação do edifício estava suspensa pelo tribunal, devido às ações interpostas pelos moradores a exigir a nulidade do despacho que declarou a urgência daquela expropriação.

A empreitada de demolição do prédio Coutinho foi lançada a concurso público no dia 24 de agosto de 2017, por 1,7 milhões de euros, através de anúncio publicado em Diário da República.

Em outubro, a VianaPolis anunciou que a proposta da empresa DST – Domingos da Silva Teixeira venceu o concurso por apresentar a proposta mais favorável, orçada em 1,2 milhões de euros.

De acordo com José Maria Costa, “o projeto de desconstrução está à espera de visto do Tribunal de Contas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Com tanta pessoa sem abrigo, há quem se dê ao luxo de sem nenhuma razão valida que se justifique expropiam a habitação de outros mesmo quando estes não tem interesse em mudar de habitação. Nem mercados nem autoestradas nem coisa nenhuma justifica destruir, principalmente destruir num país tão pobre como o nosso. Se há dinheiro para demolições gaste-se esse dinheiro em construir algo de novo, porque muita gente precisa e porque se pagam tantos impostos. Não se gaste dinheiro em destruir, muito menos destruir aquilo que é dos outros. Se alguem acha que o predio está mal ou que é feio, os que acham isso é que estão mal e são feios.

    • “…há quem se dê ao luxo de sem nenhuma razão valida que se justifique expropiam a habitação..”
      É?! A sério? E quem disse?
      Se não sabes NADA sobre o caso, porque insistes em escrever disparates?!
      O que vale opinião de alguém sobre um assunto em que NUNCA sequer viu o prédio em questão?
      Pois…

  2. … demonstra bem o tipo de Democracia que este pobre país tem e mostra o poder daqueles que nada fazem exceto destruir vidas inteiras, pobre país, pobre democracia com carisma de desleixo para com os seus cidadãos.

    • A qualidade da democracia é bastante boa quando, pessoas como tu, que NADA sabem sobre o caso (e provavelmente nem sequer conhecem o prédio), mas podem disparatar à vontade!…

  3. quando ha interesses por tras das decisoes, tudo se estraga.
    tanto sitio para fazerem um mercado e têm que deitar o predio abaixo para o construir.
    pelo que conheço, o local tambem nao da um grande mercado, ha locais melhores e com maiores areas para o fazerem

  4. Coitadinhos!…
    Só que nada sabe sobre este caso é que pode estar do lado dos “moradores”; moradores entre aspas, porque nenhum deles é morador do prédio Coutinho!…
    Quem me dera ser mesmo morador!!

  5. no fim de contas ainda vamos ficar a saber que os politicos desta comarca mais a empresa de demolicäo mais os oficiais de justica assim como o juiz mais a empresa de projecto do mercado mais empresa que irá ganhar adjudicacäo do prjecto – säo todos cumplices, primos, amisgos, e comem todos do mesmo prato

RESPONDER

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …