/

Portugal regista mais 1.278 casos. É o segundo pior dia desde o início da pandemia

Manuel de Almeida / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido (E), acompanhada da Coordenadora do Inquérito Serológico Nacional Covid-19, Ana Paula Rodrigues (D).

Portugal regista hoje mais 1.278 casos e dez mortes. No que toca ao número de infeções, este é o segundo pior dia desde o início da pandemia de covid-19.

De acordo com os dados revelados esta quinta-feira no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal soma mais 1.278 casos positivos e dez mortes por covid-19. Feitas as contas, Portugal contabiliza, desde o início da pandemia, um total de 82.534 casos e 2.050 mortes.

António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, já tinha admitido esta manhã que Portugal ultrapassou os 1.000 casos de covid-19 nas últimas 24 horas. “Temos de nos preparar para o que aí vem”, disse.

De momento, há 28.967 casos ativos, mais 788 do que ontem. Enquanto isso, há 46.182 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 159 do que ontem.

A DGS revela que há mais 37 pessoas internadas em hospitais, elevando o número de internamentos para 801. Em unidades de cuidados intensivos, há mais 11 nas últimas 24 horas, totalizando 115 pacientes.

Esta é a terceira vez que Portugal regista mais de mil novos casos positivos. A primeira foi a 31 de março, quando registou 1.035 casos e a 10 de abril, quando registou mais 1.516 infeções.

A região de saúde do Norte é aquela que regista hoje o maior aumento, quer de novos casos, quer de mortes, totalizando agora 30.111 casos confirmados de covid-19 (mais 642 do que na quarta-feira), e 905 mortes (mais cinco), escreve o SAPO24.

Por sua vez, na região de Lisboa e Vale do Tejo, contam-se agora 41.707 casos positivos, mais 482 em comparação com quarta-feira, e 814 óbitos, mais três do que ontem.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE