PGR não vai recorrer de acórdão polémico sobre violência doméstica

Pedro Nunes / Lusa

A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal

A PGR não vai recorrer do acórdão assinado pelo juiz Neto de Moura, do Tribunal da Relação do Porto, sobre o caso de violência doméstica. Esta sexta-feira, acontecem protestos em várias cidades do país.

A Procuradoria Geral da República não vai recorrer do polémico acórdão do Tribunal da Relação do Porto para o Tribunal Constitucional, avança o Observador. Em resposta ao jornal online, o gabinete da PGR diz que “o Ministério Público analisou a decisão e ponderou a possibilidade de recurso para o TC, tendo concluído não estarem verificados os pressupostos de recurso para aquele tribunal”.

Desta forma, uma vez que o Ministério Público (MP) não vai intervir na decisão do juiz Neto de Moura, apoiada pela desembargadora Maria Luísa Arantes, só a mulher agredida pode decidir recorrer para o Constitucional.

No acórdão, o juiz condenava dois homens a pena suspensa por violência doméstica e censurava a vítima devido a uma relação extraconjugal que manteve com um dos agressores. A mulher foi agredida pelo marido e sequestrada pelo amante.

“O adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade do homem. Sociedades existem em que a mulher adúltera é alvo de lapidação até à morte. Na Bíblia, podemos ler que a mulher adúltera deve ser punida com a morte“.

Depois desta descoberta, vários outros casos que relacionam mulheres adúlteras com violência doméstica – todos assinados pelo juíz Neto de Moura – têm sido tornados públicos.

Segundo o Diário de Notícias, a vítima, que diz estar “muito desgastada e cansada disto tudo”, pode ainda apresentar uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, porém, esta pode não ser aceite se o TEDH considerar que não foram esgotados todos os recursos em Portugal.

A conclusão da PGR acontece depois do pedido da associação Capazes que, juntamente com outras associações feministas, avançou com uma carta aberta ao Conselho Superior de Magistratura (CSM), já assinada por quase dez mil pessoas.

Em declarações ao DN, a equipa jurídica da associação diz que não percebe “porque é que, havendo revolta e sensação de impotência por parte da sociedade civil em relação à ausência de meios para reagir a uma inconstitucionalidade evidente, os órgãos públicos não se esforçam por saber extrair da Constituição as soluções criativas que garantam a proteção dos direitos”.

Entretanto, depois de o Presidente da República se ter pronunciado sobre o caso, o CSM decidiu abrir um inquérito disciplinar ao juiz.

Esta sexta-feira, estão convocados vários protestos. No Porto, o protesto está marcado para as 18h00, em frente à antiga cadeia da Relação, em Lisboa a manifestação acontece, à mesma hora, na Praça da Figueira, assim como em Évora, em frente ao Tribunal da Relação. Só em Coimbra o protesto começa mais cedo (17h30), na Praça 8 de Maio.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Como a PGR diz que não vai recorrer? se o juiz justifica o acordão com uma legislação REVOGADA, esta decisão é ILEGAL, pelo que tem que ser pedida a nulidade, bem como a EXPULSÃO desses juizes.

RESPONDER

Mais 458 casos e cinco mortes. Portugal tem mais de um milhão de recuperados de covid

Portugal registou mais 458 novos casos e cinco mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo os dados da Direcção-Geral da Saúde. Desde Junho que o país não tinha um número de novos casos tão …

Alemanha. Scholz vence segundo debate e consolida liderança a duas semanas das legislativas

O líder do SPD consolidou assim a sua liderança nas sondagens, apesar de Armin Lashcet, da CDU, ter saído mais ao ataque. O actual Ministro das Finanças da Alemanha e líder dos sociais-democratas, Olaf Scholz, foi …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Em tons de amarelo e vermelho

O energético clássico. O reforço da liderança do Benfica goleador. O regresso de Ronaldo com golos. O milésimo jogo de Mourinho. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder dá lição …

Açores querem alcançar em 2024 certificação de ouro como destino turístico sustentável

Autoridades pretendem fazer uma gestão do crescimento do turismo na ilha, de forma a evitar excessos que sejam prejudiciais para o ambiente. Os Açores querem "elevar os padrões de sustentabilidade" e alcançar, em 2024, a certificação …

Marine Le Pen e Anne Hidalgo lançam-se nas presidenciais francesas de 2022

Anne Hidalgo e Marine Le Pen anunciaram as suas respetivas candidaturas à presidência de França nas eleições do próximo ano. A campanha presidencial em França registou esta segunda-feira uma aceleração com a candidatura da responsável socialista …

Messi não saiu por motivos económicos: "O presidente da Liga tem uma obsessão pelo Barcelona"

  O melhor de sempre, segundo o presidente da Liga, poderia ter continuado em Barcelona, se a direção catalã quisesse. Presidente do clube já reagiu. Como se esperava, a saída de Lionel Messi do Barcelona continua a …

Task force não quer reabrir centro de vacinação do Queimódromo no Porto

A task force que coordena o plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal adiantou hoje que não se justifica a reabertura do centro de vacinação do Queimódromo, no Porto, face ao “baixo ritmo” de …

Na Hungria, Papa Francisco alerta para o anti-semitismo "à espreita" na Europa

Discrepância entre o tempo de estadia do Papa na Hungria (sete horas) e na Eslováquia (três dias) está a ser vista como um sinal que o responsável da igreja Católica quer enviar às autoridades húngaras. Numa …

Suspeito de violação viveu cinco anos como falso refugiado (e chegou a receber apoios do Estado)

O homem, natural de Marrocos, terá usado identidade para pedir proteção em Portugal. O Ministério Público (MP) acusa-o agora de violação. O cidadão marroquino está a ser acusado pelo Ministério Público de ter violado uma sem-abrigo, …

Polícia italiana desmantela poderoso clã mafioso do sul de Itália (e evita homicídio)

A polícia italiana desmantelou um poderoso clã da máfia na Sicília, no sul de Itália, após a prisão de oito dos seus membros, e evitou ainda um homicídio planeado pelo grupo, informaram esta segunda-feira as …