Petição contra nome de Mário Soares no novo aeroporto já chegou ao Parlamento

António Cotrim / Lusa

O ex-presidente da República e ex-líder do PS, Mário Soares

O ex-presidente da República e ex-líder do PS, Mário Soares

O novo aeroporto de Lisboa, no Montijo, ainda é só um projecto, mas já há polémica quanto ao nome a atribuir-lhe. E depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter sugerido baptizar o recinto com o nome de Mário Soares, chegou ao Parlamento uma petição que quer evitar que isso aconteça.

A petição, intitulada “Impedir o nome Mário Soares no aeroporto do Montijo”, foi lançada no site Petição Pública e já atingiu o mínimo necessário para chegar à Assembleia da República, ultrapassando as 9.510 assinaturas.

O Público refere que o documento já chegou ao Parlamento e, agora, os signatários desta petição esperam que seja definitivamente colocado de parte “o nome de Mário Soares para esse Aeroporto ou qualquer obra de Grande envergadura”, conforme sublinham no texto publicado no site.

O documento pede ainda respeito “por mais de um milhão de portugueses que foram mais que prejudicados por esse fulano“.

Os autores da petição consideram que o novo aeroporto, que vai situar-se no Montijo, deve ser baptizado com o nome de “heróis aeronáuticos portugueses”, como Gago Coutinho ou Sacadura Cabral, ou de “verdadeiros heróis da Revolução”, como o general Jaime Neves ou o capitão Salgueiro Maia.

Marcelo Rebelo de Sousa sugeriu o nome de Mário Soares para o Aeroporto do Montijo no passado 12 de Fevereiro, na sequência da morte do ex-Presidente da República a 7 de Janeiro, após vários dias hospitalizado, e no seguimento da assinatura do memorando de entendimento entre o Governo e a ANA – Aeroportos de Portugal que concretiza o projecto.

Na altura, a decisão de atribuir o nome de Mário Soares a uma avenida em Santa Comba Dão também dividiu opiniões.

ZAP //

PARTILHAR

78 COMENTÁRIOS

  1. A bestialidade fascista a pôr-se em “bicos dos pés” !!!!!!!!!
    Pode não ser agora, mas o Homem da Liberdade vai ter um lugar na História. É só uma questão de tempo.

    • Madala – Qual homem da liberdade qual carapuça? Este homem é responsável pela desgraça de milhares de pessoas brancos, com a desgraçada descolonização, Negros que foram abandonados e entregues a bandos de criminosos os quais com a ganancia do Poder mataram milhares atirando-os para o mais completa miséria. Se hoje tens liberdade a mesma a ficas a dever a Homens com H grande tais como, Presidente Ramalho Eanes, Jaime Neves esses sim, que acompanhados de uns tantos heroicos militares deram o corpo á balas e foram desalojar dos quarteis a corja que, na altura, nos queria impor uma ditadura pior daquela que havíamos saído. Vai ganhar juízo pois é o que te falta.

      • Ramalho Eanes? Ramalho Eanes? Só podes estar a gozar! “Vai ganhar juízo pois é o que te falta”! E muito! A grande maioria que vossa excelência fala (“responsável pela desgraça de milhares de pessoas brancos, com a desgraçada descolonização”) foram para lá explorar os negros. E O Mário Soares salvou muitos (algo que é difícil admitir ao restolho do Estado Novo). E; caso não saiba, o (grande) Sr Mário Soares não foi o único envolvido na descolonização. Não sabia?
        Esse Ramalho Eanes veio a reboque do movimento 25 de Abril. Se teve alguma coisa a ver com a liberdade que tens, isso aconteceu por acaso e com muito pouca contribuição. “Vai ganhar juízo”!

        • VAMOS LÁ FALAR A SÉRIO. Deixem-se de brincadeiras de mau gosto. Isto é um assunto de interesse nacional e patriótico. Já aqui li nomes como os de Mário Soares, Ramalho Eanes, Jaime Neves, José Sócrates, Cavaco Silva, Passos Coelho, etc., etc., etc.
          Está tudo maluco, ou quê? Com personalidades da nossa História, como por exemplo LUIS DE CAMÕES, VASCO DA GAMA, FERNANDO PESSOA, MOUZINHO DE ALBUQUERQUE, e porque não.. SACADURA CABRAL, estão agora a falar do Mário Soares? Está tudo maluco mesmo!

      • Psss, quando se perceber a real (in)conveniência que esta brilhante ideia de “criar” aeroportos para (des)motivar o turismo em lisboa e arredeores, sem acautelar o transfer em condições de centenas de pessoas incautas à mercê dos srs dos carros de 2 cores… repete-se a estória da galinha dos ovos de ouro.
        Se fosse um outro tipo de povo, até acreditaria que a coisa estivesse pensada. Mas, ao observar o geral sistema de valores só posso admitir o pior.
        Assim sendo, se calhar o nome proposto até é merecido.

      • Tens razão ELE devia ter prolongado a descolonização ad aeternum até que de todos os colonos não restasse um, assim já não vos ouviamos gornir a toda a hora. vocês não tem voto nesta matéria porque além de terem dado de frosques foram viver á custa dos nativos africanos e das vidas dos jovens que morreram naquelas matas para que pudessem levar vida de nababos na cidade. não há nem um de vocês ao qual a democracia deva algo, como tal remete-te à tua insignificancia.

        • Pobre ignorância! Quando hoje tens milhares de africanos a fugirem diariamente arriscando a vida no deserto e no Mediterrâneo a fugir da fome e da guerra em África ainda tens coragem para falar de um assunto que pela linguagem nem passaste nem conheces um pouco certamente.

      • E durante os anos todos da ditadura, este senhor não fez nada???? Pode não se gostar do que ele fez após o 25 de Abril, mas antes…..

        • Antes? Esse cobardolas era conhecido pelo der spiegel como gangster e enquanto estavam jovens a morrer em África estava em paris esse bandalho que pisou a bandeira!? No Ritz Hotel entravam malas de dólares de sangue e de diamantes com o carlucci metido com o nosso vigarista!? Vá ver o acervo do Pacheco Pereira que está disponivel ao público e vai ver o que dizia a imprensa alemã desse criminoso, carrasco de muitos portugueses!? Vá informar-se para depois vir ‘práqui’ mandar bitaites verdadeiros!

        • Sabe mesmo o que é que ele fez durante os anos da ditadura? Não deve saber de certeza. Se algum Soares lutou pela liberdade durante os anos da ditadura foi o pai dele. Esse sim, lutou pela liberdade. Durante esses anos – alguns – o Soares filho passava os dias confortavelmente instalado em luxuosos hotéis em Paris, outros em férias douradas em S. Tomé pagas pelo estado, e quando nada tinha para fazer divertia-se a espezinhar a bandeira de Portugal. Depois do 25 de Abril sim, ainda fez alguma coisa nas questões da liberdade do povo português, mas se o fez foi porque se apercebeu que a coisa estava a descambar para o lado dele.

      • Aplaudo a sua clareza, porque é graças a esses homens que temos democracia em Portugal. O que trouxe a liberdade a Portugal foi o 25 de Novembro, porque o projecto do 25 de abril era trocar uma ditadura por outra.

        • “Aplaudo a sua clareza”. Hah! “porque o projecto do 25 de abril era trocar uma ditadura por outra.” Parece que resultou. Toda a gente sabe que a outra palvara para ditadura é… DEMOCRACIA! Mais claro que isto não é possível. Obrigado Sr Chico Zé pelo esclarecimento iluminado.

    • Homem da liberdade para vigaristas e ladrões. Sim porque esses é que ganharam liberdade. Outros ganharam-na mas não a utilizam. Se a utilizassem estavam podres de ricos!!

    • “Bestialidade” quê? Fascista? Oh meu caro recordo-lhe os crimes fascistas de Estaline e os “gulags” que conhecemos…E o que fez Soares para merecer termos de ouvir “Aeroporto Mário Soares” quando se fala no futuro Aeroporto do Montijo? Quando ele anunciou salvo erro em 1983 uma desvalorização do escudo com semanas de antecedência também foi um acto de liberdade ou uma forma de beneficiar amigos e outros que tais??? Quer saber uma coisa: o país esta como está por ter existido em Portugal um Mário Soares a mexer na Descolonização da forma que conhecemos…Nunca lhe perdoaremos todo o mal que causou a este país! E não me venha com essa treta da “bestialidade fascista”, Já cheira mal, meu caro; cheira a merda!!

    • MARIA JOÃO MARQUES, economista e empresária, é colunista do site de notícias português Observador. Graduada pela Universidade Católica Portuguesa, é mestre em Estudos Orientais pela mesma instituição
      Mário Soares da discórdia

      Algumas pessoas em Portugal estão por estes dias espantadas pela ausência –gritante e ostensiva– do povo comum português nas cerimônias fúnebres de Mário Soares, morto no último dia 7.
      Houve funeral de Estado cuidadosamente preparado e executado –e bonito. Os políticos louvaram em abundância Soares. Os jornalistas lamentaram-se como se tivesse morrido o gatinho preferido. As televisões e jornais esqueceram que existia resto do mundo.

      A população? Não quis saber.

      Mas não há razão para espanto. Qualquer pessoa da minha geração (nasci no ano da revolução que tornou Soares um titã nacional) assistiu apenas a erros atrás de erros do político que em 1975 fez parar a intentona comunista de instaurar em Portugal uma ditadura pró-soviética, salvando a incipiente democracia mesmo à beira do precipício.

      Nos últimos anos, Soares escrevia colunas repletas de maluquices que provocavam risadas gerais.

      Declarou apoio ao ex-primeiro-ministro José Sócrates (investigado sob suspeita de corrupção), que garantia ser um preso político. Qual dono do regime, ameaçou até os magistrados que tutelam o processo.

      Estranhamente, para tão convicto democrata, dedicou-se a decretar ilegítimo o anterior governo, escolhido por mais de 50% dos votos em eleições mas (pecado mortal) de centro-direita, e convidou o povo, com muito pouca sutileza, a usar a violência contra os então primeiro-ministro e presidente da República.

      Recuando no tempo, as proezas não melhoram. Em 2005, com 81 anos, Soares candidatou-se a um terceiro mandato como Presidente da República. Motivo? Cavaco Silva (o tal presidente do parágrafo acima) havia-se candidatado, e Soares não concebia que o único político dos tempos democráticos que com ele rivalizava pudesse suceder-lhe como presidente.

      Os eleitores presentearam tais motivações com um terceiro lugar e 15% dos votos. O rival foi eleito no primeiro turno.

      Mais para trás: depois dos seus dois mandatos como presidente, recusou o recato. Candidatou-se, pelo seu partido de sempre, o Partido Socialista, ao Parlamento Europeu. Prometia durante a campanha que seria presidente da Casa.

      Não foi. Perdeu para Nicole Fontaine, francesa a quem Soares cuidou de apelidar de “dona de casa”. (Mas, atenção, para as feministas de esquerda, tal tirada machista é irrelevante.)

      Termino com a calamitosa descolonização de África no pós-revolução de 1974, ainda não perdoada. Soares, então ministro dos Negócios Estrangeiros, preferiu ser fiel à ideologia anticolonial que defender os interesses dos portugueses que viviam nas colônias africanas.

      Muitos perderam todas as suas poupanças e bens e regressaram a Portugal para serem tratados como empecilhos pelo governo. Soares nunca mostrou remorso ou empatia com as agruras dessas pessoas. Os retornados ainda estão vivos e compreensivelmente não nutrem afeto pela memória de Soares.

      Sim, alguns escandalizaram-se pela falta de emoção popular nas cerimônias fúnebres de Soares, queixando-se que não lhe sabíamos agradecer a democracia.

      Mas, em boa verdade, foi Mário Soares que nas últimas décadas da sua vida não esteve à altura do seu momento dourado, quando enfrentou os comunistas em 1975.

      MARIA JOÃO MARQUES, economista e empresária, é colunista do site de notícias português Observador. Graduada pela Universidade Católica Portuguesa, é mestre em Estudos Orientais pela mesma instituição

  2. O aeroporto devia chamar-se Camilo Mortágua porque foi na margem sul que “ganhou” o dinheiro com que se sustentou aburguesadamente. Sim os mesmos que as filhas atacam.

    • Mário Pereira – Porque não Francisco Louçã? Não é que o homem ganhou o gosto por ser importante? De homem sem gravata passou a usa-la por ser importante. De professor passou a acumular o tacho de Conselheiro de Estado, importante. De critico do Governador do BdP passou a conselheiro do mesmo, importante. Mais ha-de vir.

    • Respeite um Partido que lutou contra a ditadura e a liberdade… Esta que hoje tem, e que pensa que é boa, não passando de um jogo virtual de marionetes de políticas corruptas e capitalistas. Disfarce essa sua ignorância.

      • Pelo mão do seu querido partido comunista, nunca teríamos liberdade em Portugal. O que acha que foi o PREC, a não ser a substituição de uma ditadura, por outra? Quem mandava nessa altura?

  3. É lamentável que hajam pessoas que se oponham ao nome de Mário Soares, quando ele foi o co-autor da nossa Democracia; É evidente que outros como Ramalho Eanes Jaime Neves, Salgueiro Maia e outros outros mais anónimos.. Mas Mário Soares, além do que lutou pela democracia, evitou por duas vezes com a sua dinâmica e sentido de um Grande Estadista 1 Guerra Civil provocada pela extrema Esquerda e Outra da Extrema direita, quando exigir que esses revoltosos respeitassem as outras convicções políticas. Além da negociações pelo seu perfil com os Democratas da Europa mais desenvolvida.
    Sejamos sérios e, aqueles que hoje em dia teem menos de 55 anos, leiam a história recente e sobretudo analisem o que era o atraso CRÓNICO do n/ País, e o que apesar de tudo hoje somos…

      • Eu tenho essa idade e falo assim! Quem mandou para a morte 5.000 jovens portugueses foi o ditador fascista salazar! Mário Soares merece tudo e mais alguma coisa pois se não fosse ele teríamos uma mais que provável guerra civil e adeus à Democracia.

        • Mas, convenhamos que, como herói deu de “frosques” da guerra do Ultramar e só regressou (rápidamente) para assegurar o taxo.

  4. Já que os homens não o conseguiram julgar que a História o julgue e, certamente, muitos podres lhe serão encontrados, que impedirão que, nestas circunstâncias a bajulice da classe política actue.

    • Isso de ser a história a julgar, tem muito que se lhe diga!
      Depende da forma que for contada! Todos sabemos que muito do que sabemos hoje foi adulterado!
      A mesma situação vivenciada por varias pessoas, terá sempre histórias diferentes!

  5. Na petição entre muitos comentários está um de uma senhora que diz o seguinte: “Gago Coutinho ou Sacadura Cabral eram aviadores !!!” e Eu digo: sá carneiro era páraquedista. esta imensidão de 9 mil e muitas pessoas (9.349) que assinaram esta petição devem ser gente muito interessantes que com certeza os outros, muito poucos, 9.990.651 de Portugueses gostariam de conhecer pessoalmente e até quiçá conviver com eles. tristes o ou os autor/es da dita propõem o nome do fulano Jaime Neves que aberração.

    • Por favor, não me ofenda ao incluir-me na massa acarneirada dos outros. Pelo simples facto de não ser um dos assinantes da peticão, não significa que não esteja de acordo com eles e que já seja mais um dos incluidos nos 9.990.651 como o VesPerTino. Cheira-me a mais uma avenca que anda por aí para defender os “bons nomes das esquerdas”.

      • “bons nomes das esquerdas”? Bons nomes da DEMOCRACIA! É uma chatice esta invenção, não é? Não é só da esquerda… É também da LIBERDADE. Um conceito que lhe deve ser bem estranho.

        • Talvez tenha razão, amigo. Desde que aterrou em Lisboa um tal de Cunhal, oriundo da grande URSS, a falar em DEMOCRACIA e amplas LIBERDADES, fiquei confuso quanto ao conceito de DEMOCRACIA e LIBERDADE. Em 1973-1974, nos meus 20 aninhos, era livre como um passarinho. Jogava futebol, que era o que eu mais gostava de fazer, ía para as cervejarias em Alcântara nos fins de semana à noite, onde comia e bebia até às tantas da noite, andava por onde queria e me apetecia, ía para onde queria e me apetecia, e quer saber uma coisa? Nunca fui preso e nunca ninguém me importunou. O mesmo não aconteceu após o 25 de Abril. Tentei levar a minha vida de antes, livre como um passarinho, e não me foi permitido. Era trabalhador-estudante, trabalhava de dia e estudava à noite, e tinha que seguir as directivas dos comités instalados na escola e na vida diária. Se não era por eles era contra eles e não tinha a vida fácil. Talvez seja a única altura em que o Mário Soares se portou à altura de um grande lutador pela liberdade. Nessa altura sim, foi um lutador, mas se não o fizesse estava tramado porque as coisas estavam a descambar para o lado dele. Agora sou eu que lhe digo. Muito provavelmente o seu conceito de liberdade é muito limitado, e provavelmente imposto por directivas dos comités que ainda andam por aí

          • O meu “conceito de liberdade é muito limitado”. Se não fosse tão sério, partia-me a rir! Mas é sério. Então diz que em 73 “era livre como um passarinho”. Por acaso podia expresar a sua opinão em termos políticos (só havia um partido, não?)? Podia? Tinha logo a PIDE ou um delator em cima! Não quero fazer qualquer acusação, mas corrija-me se estiver errado: Alguém que vive “livre como um passarinho”, ou tem uma sorte desgraçada (deveria jogar a lotaria) ou é informante. Concorda? Perda de liberdade após o 25 de Abril. Talvez… Para quem continuava os “bons hábitos” do Estado Novo. Para os ricos que enriqueceram à custa dos (muito) pobres e incultos (porque Salazar não queria gente instruida). Talvez para si que queria que o Salazar voltasse.
            É curioso como há tão poucas pessoas com a nostalgia da DITADURA que existiu até “1973-1974”. Talvez porque a maioria fosse oprimida, talvez… Mas posso estar enganado. Pode ser que na escola (e em casa) me tenham enganado. Talvez o 25 Abril tenha sido para nos libertar da democracia para vivermos numa ditadura.
            O Sr diz “Muito provavelmente o seu conceito de liberdade é muito limitado” e eu digo-lhe, com toda a certeza, que o seu conceito de liberdade é bem torpe. Sem dúvida nenhuma imposta pelas ideologias da Estado Novo. Mas até o desculpo. O seu cérebro sofreu uma intensa lavagem, provavelmente na Mocidade Portuguesa que terá (penso eu) pertencido. Se não se conheceu outra coisa que a “liberdade” imposta pelo partido único, custa muito viver com a VERDADEIRA LIBERDADE. Tenho pena de si. Houve muitos como o senhor, que passaram pela mesma coisa (ou pior) e ultrapassaram esse trauma. Alguns festejaram até a VERDADEIRA LIBERDADE.
            Fala do PC e de um grande homem como o Álvaro Cunhal. Posso até nem concordar com muitas das suas ideias (e ideais) mas sei que foi um grande homem que contribuiu muito para a VERDADEIRA LIBERDADE que temos agora. Admito que as ideias do comité central do PC (“oriundo da grande URSS”) fossem absurdas e nada respeitadoras da liberdade. Mas vejo que ficou confuso (penso que está ainda) com a diferença (e semelhança) entre DEMOCRACIA e LIBERDADE. Não vou estar com lições de meia tigela e explicar-lhe o que quer dizer cada uma delas, assim como as suas diferenças e semelhanças. Digo-lhe apenas que a Democracia; se aplicada sem malícia e distorção, leva à VERDADEIRA LIBERDADE (e as pessoas devem ser livres de escolher a DEMOCRACIA!). Mas a liberdade não é total, pois claro (como diz que é agora, após o 25 de Abril)! Não é. E sabe porquê? Porque a liberdade de um termina quando interfere na liberdade de outro. Isso é que é a liberdade numa Democracia! Mas compreendo que tenha dificuldade em compreender (aceitar) este facto e todo o meu comentário. Só espero que os seus filhos (e família – com todo o respeito) estejam integrados no significado da VERDADEIRA LIBERDADE. A que vivemos não é perfeita, bem sei (há muita gente a abusar dela – e não o digo no bom sentido – e outros que não a respeitam). Ainda há muito a fazer, mas que é bem melhor que a “liberdade” que tinha antes de 1974… Lá isso é.

            Seja feliz…

            • Rica retórica, sim senhor! Que idade tinha o senhor em 74-75-76? Deveria ser muito jovem de certeza, porque se já tivesse idade para perceber seja o que for, sentiria na sua pele o perigo que todo o cidadão livre estava correndo. Nada disso lhe foi explicado nos seus manuais escolares, até porque o ensino estava deturpado nessa altura, se calhar mais deturpado ainda do que nos anos do Marcelo Caetano. Em 73 havia mais que um partido, fique sabendo. MDP CDE não lhe diz nada? Em 74-75-76, o PPD e CDS eram perseguidos, ou ninguém lhe falou no assunto? Em 74/75 estudava eu à noite no Liceu Camões, para acabar o antigo 7o Ano e lembro-me bem do que acontecia nas escolas. Apenas um exemplo: escritores portugueses de renome, como por exemplo Luis de Camões, Alexandre Herculano, e outros, foram simplesmente esquecidos, para não dizer banidos, e substituidos por outros, como por exemplo Samora Machel, Agostinho Neto, Amilcar Cabral, etc. O seu texto é muito bonito, não há dúvida. Pena que contenha todos os tiques dos iluminados de esquerda, que se sentem donos da VERDADE ABSOLUTA e para quem todos os outros não passam de pobres ignorantes. E volto a repetir – em 73 era livre como um passarinho – trabalhava de dia, estudava à noite – como vê o Marcelo Caetano dava condições aos jovens para se instruirem, divertia-me, e quer saber uma coisa? Política, legião, pide, informantes, tudo isso que o senhor fala, nada disso me interessava mesmo. Nem antes, nem depois do 25 de Abril. Nunca me interessei por política e pelo blá blá blá dos politicos. Deixei de votar há dezenas de anos. Mas a sua VERDADEIRA LIBERDADE está aí, de regresso e com todos os seus tiques. Portugal entalado até ao pescoço, mas isso que interessa? De joelhos perante a Europa, mas isso que interessa? Com uma dívida que nunca vai poder pagar, mas isso que interessa? Gostava de saber que raio de LIBERDADE sente estando o país no estado em que está. Os seus manuais escolares deveriam tê-lo elucidado no mínimo sobre as condições em que estava o país na altura em que o Salazar foi para o poder, aquilo que ele conseguiu fazer sem endividar o país, e as condições em que o deixou, que se fossem devidamente aproveitadas logo após o 25 de Abril, a situação económica e financeira do país poderia ter sido projectada para outro patamar completamente diferente daquele que temos agora. Mas tudo isso que lhe interessa a si? Nada! Falou na minha família, mas eu prefiro falar-lhe nas famílias dos portugueses que olham com preocupação para o futuro do país e dos queridos filhos. O país está falido, nas mãos de interesseiros que se interessam mais pelas sedes dos seus partidos do que por Portugal, e que não se importam de o afundar ainda mais desde que isso lhe traiga algum proveito político. Mas eu, como sou um gajo com muita sorte e informado, acho que vou conseguir passar incólume por esta nova onda de iluminismo.

              Passe bem e seja feliz também….

            • Obrigado, Sr João Campos, por comprovar tudo aquilo que disse no comentário anterior. Enfim… A lavagem foi funda. Deixe estar… Não é culpa sua.

              Nota: Faz muito bem em não votar! O 25 de Abril serviu para restaurar a liberdade aos portugueses e, uma delas era a liberdade de votar (em mais que um partido). Mas também era (e devia continuar a ser) uma obrigação cívica para que a “liberdade” que fala, não voltasse jamais! Por isso compreendo que não vote. Mas acredite que Salazar não volta! NUNCA!

  6. A petição contará com 9 mil, entre ressabiados, ex-colonos, salazarentos e fascistas.
    Mas ainda há portugueses para além desses, não há?!
    Portugueses que elegeram o visado vezes sem conta, seguramente por o quererem nos lugares que ocupou.
    9 mil e tal manifestaram-se?!
    E isso serve para quê?!
    Para que saibamos que entre nós ainda há ressabiados, ex-colonos, salazarentos e fascistas?
    Já sabíamos isso.

    • Jorge Silva – Ressabiados, salazarentos e fascistas devem ser tu e toda a tua família. Estás contra esta Petição porque deves ser um dos chulos deste País, que vivem á custa do Estado dependente, quem sabe com regalias de Barbeiro, lavagem do carro, roupa lavado, transporte gratuitos para toda a família etc. etc. Porque este nos lugares que ocupou e não outros que ocuparam, durante o mesmo ou mais tempo, os mesmos lugares? Para que saibas aqueles a quem chamas, pejorativamente, ex-colonos vieram dar um grande impulso a este pobre País atrasado, o seu empenho no desenvolvimento foi tal que não á comparação. Fala-te a terceira idade.

    • VAMOS LÁ FALAR A SÉRIO. Deixem-se de brincadeiras de mau gosto. Isto é um assunto de interesse nacional e patriótico. Já aqui li nomes como os de Mário Soares, Ramalho Eanes, Jaime Neves, José Sócrates, Cavaco Silva, Passos Coelho, etc., etc., etc.
      Está tudo maluco, ou quê? Com personalidades da nossa História, como por exemplo LUIS DE CAMÕES, VASCO DA GAMA, FERNANDO PESSOA, MOUZINHO DE ALBUQUERQUE, e porque não.. SACADURA CABRAL, estão agora a falar do Mário Soares? Está tudo maluco mesmo!

    • Sr. Jorge Silva. Não são só 9 mil, são milhões os portugueses que ainda sentem orgulho em ser portugueses, que sentem o Hino Nacional e a BANDEIRA PORTUGUESA. Chame-lhes o que quizer: ressabiados, salazarentos, fascistas, mas por favor trate-os pelo nome: PORTUGUESES de gema, que adoram o seu país, que adoram ser portugueses, apesar de tão matratados pelos políticos que surgiram após o 25 de Abril e que nos puseram de joelhos a pedir dinheiro para a nossa sobreviência. Por enquanto uma pequena parte da pesada heranca – 800 toneladas em ouro – que o fascista e salazarento SALAZAR nos deixou ainda persiste. Quando acabar, só Deus nos pode valer.

      • Esqueceu-se… Esqueceu-se de dizer que essas “800 toneladas em ouro” eram “800 toneladas em ouro” nazi! Rica herança… Acredito que já tenha acabado há muito! Mas não deixa de ficar a nódoa.

        • Não, ainda não acabaram. Parece que ainda estão mais de 300 toneladas no Banco de Portugal. Esse ouro foi a forma de pagamento da Alemanha, um país independente, e que na altura era governado pelo Partido Nacional Socialista. O que é que Portugal tem a ver com a forma como esse ouro foi angariado? Quando o senhor recebe um pagamento pergunta qual a origem do dinheiro? Não, não pergunta.

          • Sim! Pergunto! Só gente que não é séria é que não se preocupa com a proveniência! Mas para si ouro é ouro, não é? Nem que seja proveniente de jóais, anéis e… dentes de judeus. Não… Isso não o preocupa. Se calhar também não se importa de receber pagamento que venha de drogas ou de pedofilia, não? Dinheiro é dinheiro, não é?

  7. Os ressabiados das colónias continuam a querer denegrir o nome do único estadista, digno desse nome, que Portugal teve no século XX.
    É lamentável que esses indivíduos continuem a não quererem perceber as circunstâncias em que se deu a descolonização.

    • Vai tomar banho… Ressabiada é a avozinha!… Esse energumeno disse que resolvia o problema dos refugiados atirando-os ao mar. Pisou a nossa bandeira e queimou-a! Desbaratou a nossa fortuna e levou nos a várias banca rotas… Haja imbecilidade para não se ver isto.

      • É realmente uma perda de tempo entrar nestes debates quando os parceiros do debate não passam de energúmenos.
        Eu estive na vossa coutada de 66 a 68.
        Sei muito bem o que vocês faziam, aprendam a democracia ou vão para lá outra vez.

      • Uau! Uns dizem que ele pisou a bandeira. Outros dizem que pisou-a. Outros ainda dizem que cuspiu nela. Você descobriu outra versão (alternativa – dentro dos “factos alternativos”). Não contente em queimá-la (a bandeira do país que ele se sacrificou para libertar) também a queimou! Não terá sido ao contrário? Queimou-a e depois, arrependido (ou preocupado com a segurança de quem estava por perto) pisou-a para a apagar? Será que cuspiu antes de a pisar, pensando que o cuspe seria suficiente? Terá sido isto que se passou? Serei imbecil o suficiente para não compreender isto?

  8. Aeroporto Passos Coelho, porque não? já temos um Sá Carneiro, porque não continuar na mesme linha política?
    Sá Carneiro nada fez pela nação e temos que levar com ele, já agora Passos Coelho, esse pôs muitos portugueses a pão e água, algo que deve ser muito saudável no entendimento de algumas das pessoas que andam por aqui.

    • Pois eu como muitos milhões de Portugueses, tenho a opinião de k o sr Mário Soares, apenas se governou, roubou e muito aos Portugueses, foi o maior burguês, a exemplo de mt Socialistas, mas não generalizando.
      Ele devia agradecer àqueles que lhe abriram o caminho para ele encher os bolsos.

    • Pois, o Sá Carneiro, mataram-no, para que ele não os desmascarasse, certamente, lutou mais do que muitos desses que andam por aí a intitular-se de democratas, e não fogiu para o estrangeiro, e andou a assaltar bancos e a gosar à conta dos roubos, aoo contrário do Sr. Mário Soares, que ainda beneficiou do assalto ao banco de Portugal na Figueira da Foz, em 1968

  9. Faz todo o sentido porem o nome dele!

    MS – o político que em apenas 15 anos de mandatos ( 5 anos PM e 10 anos PR) tomou o avião para visitar 57 países.

    Já agora não esqueçam de colocar uma estátua com ele montado numa tartaruga…e assim ficamos todos a sonhar com uma viagem até às Seychelles.

  10. Deixar o nome de um corrupto no aeroporto ficará bem chamativo. a seguir a esse tb sugiro Aeroporto Engenheiro Socrates e fica perfeito.

    • Olhe! Já que está numa de parvoíce, porque não Aeroporto Durão Barroso? Ou Aeroporto Cavaco Silva? Ou Aeroporto Passos Coelho? Que tal? E onde foi buscar essa de corrupto? Ao saco do lixo? À sanita (antes de puxar o autocolismo)? Ficaria bem apelativo é se não dissesse tanto disparate. Duas linhas e taaaaaanta parvoíce. Deve ser um recorde!

  11. Estas pessoas que tem o atrevimento de excluir o Nome do Dr. Mário Soares não têm conhecimento do que se passou no antes no durante e nem depois do 25 de Abril.
    Se são retornados das ex-colónias Portuguesas ainda posso permitir que pelo facto da forma como decorreu o processo de descolonização não gostem dele mas olhem que eu estive no ultramar, Guiné, Angola e Moçambique e quase que era unânime a opinião dos Portugueses que lá viviam tinham em que os da metrópole eram portugueses de segunda eles é que eram importantes e quase todos queriam a independência de Portugal ( estavam de barriga cheia ).
    Quando vieram para Portugal estiveram a ser tratados ( pelo IARN ) ou seja pela Nação que repudiavam quando lá estavam, só que aqui existiram muitos casos de retornados que tiraram lugares aos que cá estavam pois havia na altura um acordo que eles estavam primeiro pois necessitavam de ser reintegrados.
    Já não quero referir os que se apresentaram com cursos superiores e intermédios sem diploma pois tiveram de fugir e não trouxeram os diplomas mas alguns conseguiram trazer diamantes e outros bens.
    Claro que no meio desta confusão existiram os que vieram sem nada e viveram muitas dificuldades face ao que estavam habituados mas sempre que existem estas situações existem injustiças.
    Engraçado que quando o nome do Dr. Sá Carneiro foi atribuído para o aeroporto do Porto não houve qualquer contestação.
    É por sermos mesquinhos e presunçosos nestas questões que somos considerados o CU da Europa e não é pela posição estratégica é mesmo pelos Portugueses serem assim pequeninos e sem memória e também só olham para dentro deles esquecendo por vezes que somos um País dos mais velhos da Europa e com uma História rica em acontecimentos que agora alguns querem destruir de qualquer forma e não olham a meios.

    • E tu por acaso já pensaste que todos desde o Mário Soares ao Alvaro Cunhal, sempre só tiveram inveja do que os outros tinham, nunca fizeram nada a favor do povo, tudo o que fizeram em nome de liberdade e do povo foi roubar-nos e criarem maiores fortunas próprias do que havia antes do 25 Abril.
      As descolonizações qual foi o povo que beneficiou delas, duas ou três famílias de bandidos amigos deles, e o povo continua a morrer à fome como nunca aconteceu antes do 25 Abril.
      A onde está a liberdade que tantos falam, liberdade sim para esses bandidos roubarem o povo e criarem fortunas pessoais.
      Num comentário em cima houve quem dissesse que ninguém se opôs ao nome do Sá Carneiro ao aeroporto do norte, pois não ninguém tinha razões para se oporem, porque tanto o Sá Carneiro como o Adelino Amaro da Costa foram assassinados por terem descoberto o que esses bandidos andavam a roubar.

  12. O defunto defendia a Ota, não era? Lutou com unhas e dentes contra o Montijo porque não lhe dava dinheiro a ganhar… Então que não se lhe dê o nome!… A algo que não queria que existisse!!!

    Quanto aos assinantes… Parabéns! Tomara que existisse mais gente esclarecida como eles!!!

    (Tem de haver quem oriente os rebanhos)

    (E… uma coisa é defender a democracia pelo ideal, outra é aproveitar-se dela para encher os bolsos e as bochechas! … A democracia ia chegar a Portugal de qualquer modo… e certamente de modo mais positivo, se não tivesse existido a influência do defunto!)

    • A democracia é, realmente, mais pobre com pessoas como o senhor (refiro-me a si, Sr(a) Era contra O Montijo!, caso não tenha percebido). É verdade… Pena…

  13. esse senhor foi tão heroi como os nossos pais e não vão lá colocar o nome do meu!
    que foi esse homem antes e depois do 25 de abril? alguém que apenas se aproveitou da situação, enriqueceu ainda mais e de bonzinho com uma associação a receber dinheiro de todos nós. fugiu para frança enquanto os outros enfrentavam o ”fascismo” e, segundo dizem, até queimou a bandeira portuguesa.
    tenham bom senso e vergonha ao sugerir o nome. sejam realistas e não tendenciosos ou são….quanto mais me bates mais gosto de ti…. sim, snr. presidente actual foi infeliz na sua sugestão… porque não o nome do pobre da esquina que esteve até bem de vida e que não teve a sorte de mário soares que engordar a fortuna!…….. não fez nada por portugal, foi sempre arrogante, etc…. apenas funcionava a hipocrisia que continua em alguns fanáticos……. e já diz a biblia, cego é aquele que não quer ver…. povo, abram esses olhos!!!! temos bons e melhores marios soares em portugal á espera de serem reconhecidos

  14. O problema é que continua a quem meta interesses politicos à frente dos olhos e nao veja mais nada. Soares està morto e enterrado e nao chorei a sua morte,pelo contrario. Mas n foi por politica,foi por ver o homem e nao o partido.
    Quem meta politiquices à mistura muito possivelmente deve ser os que aparecem a chamar por politicos como miudas de 13 anos a ver anselmo ralph…
    Metam aeroporto socrates ja agora,jà que o proprio diz que o soares foi um pai para ele e lhe ensinou tudo o que sabe…
    Para bom entendedor…

  15. A petição, assino coerentemente, mas, coitado, não digam mal do homem, ele deixou um bochechas mais novo para revolucionar a cultura, mas não deu. Foi bom homem, até me deixou apanhar caracóis na casa de Nafarros. Dr. Marcelo deixe-se de tretas e ocupem o tempo a trabalhar. Não se dá afetos aos mortos.

  16. A minha opinião em 8/12/2014 e que ainda se mantém àcerca deste chulo.
    À data,infelizmente,ainda era vivo.O defensor da liberdade

    O ex-Presidente da República Mário Soares arroga-se de ser o defensor
    da liberdade.
    Fui ao sótão e encontrei uma crónica contundente com imensas
    verdades da autoria do Advogado e Jornalista António Marinho que foi
    publicada em 15 de Março de 2000 no Diário do Centro sob o
    título:”Mário Soares e Angola”.
    Mário Soares não tem princípios mas sim fins.
    Na mesma podem ler-se as várias jogadas políticas daquele demagogo
    da liberdade.
    E cito algumas.
    1-É-lhe atribuída a célebre frase:”Em política,feio feio é perder”.
    Em Coimbra,como primeiro-ministro,foi confrontado com uma
    manifestação de trabalhadores com salários em atraso.
    Não gostou do que ouviu e alguns trabalhadores foram presos pelos
    polícias e presentes a tribunal.
    O juiz libertou-os porque não tinha sido apresentada a queixa crime
    por parte do “ofendido” exigida na altura.
    O “ofendido” insultou publicamente esse magistrado.
    Ao regressar a casa logo tratou de modificar o Código Penal em
    relação à defesa dos interesses pessoais das figuras políticas.
    Humilhou publicamente um soldado da GNR que fazia a escolta da sua caravana presidencial.
    Ele é que mandava.
    Quem não lhe obdecia era simplesmente triturado.
    As pressões exercidas por ele sobre os magistrados foram sempre o
    seu apanágio e continuam a ser com as recentes declarações que fez em
    relação ao caso mediático da prisão de Sócrates.
    2-Impôs aos portugueses que quisessem ir ao estrangeiro o limite de 7.500$00.
    Um membro do seu governo foi descoberto a depositar na Suiça,ao
    tempo,uma quantia de milhares de contos sob a capa de um passaporte
    diplomático.
    O dinheiro de Macau nunca mais foi visto.
    Quando Presidente da República viajou pelo mundo inteiro à custa dos
    contribuintes portugueses como nunca outro Presidente o tinha feito.
    Fez uma Fundação com o seu nome,à custa dos contribuintes,cuja
    utilidade é sòmente perpetuar a sua prepotência.
    3-Com o apoio do seu filho João Soares insultou o Estado angolano e
    os seus governantes e concordou com outros políticos daquele país que
    seguiam o seu pensamento de prepotência.
    Como eu lamento tanto o nascimento dos avós deste “defensor” da liberdade.

      • Não. Sabe? Desistem por causa da parvoíce sem sentido ou qualquer réstia de verdade. Toda a gente sabe que tudo o que se encintra no sotão é “verdade”, não é? Se não gosta do Mário Soares, está no seu direito; (embora o seu fundamento seja completamente… infundado) faz parte dos direitos que ele (e mais gente) lutou para que todos os tivessemos. Agora acusar e “interpretar” de forma facciosa, não tem o direito! Isso não! Se quer viver na nostalgia do estado Novo, faça-o, mas não mostre muito… Fica-lhe mal. Eu diria mais: Fica ridículo!

    • Sim, sim. Os juízes que se cuidem. Quando o Banco de Portugal tomou a decisão de afastar o salgado, esse velho veio dizer que ainda se haviam de arrepender. Agora acusam o Costa de não o ter feito mais cedo. Quanto ao processo da operação marquês disse: os juízes que se cuidem.

  17. Eu não assinei porque não soube. Mas houver mais alguma contem comigo. E para quando alterar o nome da ponte sobre o Tejo? O que é que a ponte tem a ver com o 25 de Abril e o que é que o 25 de Abril tem a ver com a ponte??? CORJA!!!

    • Eu assinaria uma petição para deportar anor mais como vossa excelência. O país já está muito mal por causa de gente (como você) com a cabeça no Estado Novo. Com a nostalgia da ditadura. Estivemos perto (com o Cavaco o Durão e o Passos) mas felizmente estamo-nos a afastar dela, novamente. Graças à democracia (você, provavelmente diria a “esquerdalha”).

      • A ignorância intelectual é uma doença…grave..porque pode prejudicar parte da sociedade…Vá ao médico…cuide-se para bem da humanidade.

        • Concordo totalmente. Penso que devia seguir o seu próprio conselho. Mas é livre de não o fazer porque estamos numa DEMOCRACIA!!!

  18. Isto é que é democracia, apontar o dedo e levantar a voz conta os que se intitularam de democratas e salvadores da pátria vigarizaram os portugueses e ainda tiveram o desplante de criar fundação com o dinheiro do povo O anterior regime não era denocrata mas não faziam destas

    • Sim! Numa democracia, as pessoas têm todo o direito de dizer disparates. Não têm é o direito de caluniar um grande homem que contribuiu (assim como outros) para que o Sr Manuel Rego possa aqui (e noutros lugares) expressar as sua parvoí… opiniões!
      “O anterior regime não era denocrata mas não faziam destas” Não? Então estava distraído. Mas ainda vai a tempo de se informar. leia (muitos) livros de História e contacte algumas pessoas que viveram na altura.

RESPONDER

Dez rinocerontes brancos assassinados por caçadores furtivos em reserva queniana

Dez rinocerontes brancos foram assassinados por caçadores furtivos na reserva queniana de Lewa, no condado de Neru, segundo um comunicado publicado na segunda-feira pelo parque. Os caçadores furtivos atacaram na noite do passado sábado a reserva …

Inscrições nas pinturas rupestres de Foz Côa custam 125 mil euros a ciclistas

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra dois indivíduos que fizeram várias inscrições numa rocha do Parque Arqueológico do Vale do Côa classificado como Património Mundial pela UNESCO. O caso aconteceu durante um passeio de BTT …

Governo lança em 2020 campanha de sensibilização para o consumo de "informação séria"

O Governo anunciou na segunda-feira o lançamento, no início de 2020, de uma campanha de sensibilização que visa a convivência democrática entre uma "comunicação social livre e uma população formada e capaz de exigir e …

Novo Star Wars pode causar ataques epilépticos

A Walt Disney Studios e Epilepsy Foundation publicaram na sexta-feira passada um aviso a dar conta de que Star Wars: Rise of Skywalker contém "várias sequências de imagens com luzes intermitentes que podem afetar quem …

Arqueólogos ativaram (acidentalmente) as "bombas de mau cheiro" mais antigas do mundo

Arqueólogos do Reino Unido lançaram acidentalmente as "bombas de cheiro mais antigas do mundo" quando descobriram ovos de galinha com cerca de 1.700 anos. Durante o longo trabalho de escavação na cidade de Aylesbury, no condado …

Timor atribui nacionalidade a Max Stahl. Jornalista é reconhecido por luta pela libertação do país

O Parlamento Nacional timorense deliberou esta terça-feira, por unanimidade, atribuir a nacionalidade ao jornalista britânico Max Stahl, que filmou o massacre de Santa Cruz, em reconhecimento pelo seu papel na luta pela libertação de Timor-Leste. "É …

Benfica 3 - 0 Zenit | “Pizzão” aos russos vale Liga Europa

O Benfica garantiu o apuramento para a Liga Europa. A formação “encarnada” precisava de um enquadramento especial de resultados e tal acabou por acontecer. O Lyon empatou em casa com o Leipzig, enquanto a formação portuguesa …

Aldeia francesa proíbe habitantes de "morrer em suas casas aos sábados, domingos e feriados"

A presidente da junta de La Gresle, Isabelle Dugelet, assinou um decreto improvável que impede que os habitantes da aldeia francesa de morrer em casa aos fins de semana e feriados. "É proibido que os habitantes …

Lisboa-Porto por cinco euros. CP oferece 80% de desconto no Natal

A CP - Comboios de Portugal está a oferecer descontos de 80% em mais de 4.500 viagens de comboio até 15 de janeiro. Quem viajar de comboio no período de Natal e Ano Novo terá …

Transformer da vida real. Aquanaut é o robô que se transforma em submarino debaixo de água

https://vimeo.com/378556715 Um transformer da vida real: o novo robô autónomo Aquanaut consegue mudar de fisionomia num abrir e fechar de olhos. Num momento assume uma forma humanóide, semelhante a uma sereia, e no outro uma forma …