Atribuição de nome de Mário Soares a avenida divide opiniões em Santa Comba Dão

José Sena Goulão / Lusa

O ex-presidente da República e ex-líder do PS, Mário Soares

O ex-presidente da República e ex-líder do PS, Mário Soares

Vários habitantes de Santa Comba Dão congratularam-se esta quarta-feira com a atribuição do nome de Mário Soares a uma avenida, enquanto outros preferiam ver prestada homenagem ao “filho da terra” António de Oliveira Salazar.

A Câmara de Santa Comba Dão aprovou, na terça-feira, um voto de pesar pelo falecimento do antigo Presidente da República Mário Soares e decidiu atribuir o seu nome a uma avenida da cidade.

“Esta decisão do executivo de Santa Comba Dão é um reconhecimento a Mário Soares, que ajudou a construir a liberdade. Fico muito contente em ver uma rua com o seu nome na cidade”, apontou Leopoldo Cruz, de 77 anos.

Também Alípio Gomes Calisto, de 74 anos, vê com bons olhos a decisão do executivo local, que vem homenagear alguém que “fez muito bem pelo país“.

“Também a uns dois quilómetros daqui nasceu uma figura da terra, que fez algumas coisas boas, outras más, num período em que cheguei a ser ameaçado que ia preso pela PIDE”, referiu, aludindo à figura maior do Estado Novo, António de Oliveira Salazar.

Para Joaquim Lopes, de 72 anos, Mário Soares foi um político que fez “coisas boas, mas também coisas más, tal como Salazar, que era do concelho de Santa Comba Dão”.

“Como Mário Soares foi um dos que mandou trocar o nome da ponte que Salazar mandou construir, de Ponte António Salazar para Ponte 25 de Abril, não sei se devia ter uma rua em Santa Comba Dão”, sustentou.

Por sua vez, José Alberto Santos, de 63 anos, discorda da atribuição do nome de Mário Soares a uma rua do concelho de onde António Salazar era natural.

“Nas vezes que Mário Soares por aqui passou nunca foi bem recebido e isto parece-me mesmo uma falta de respeito em terra de Salazar. Aliás, eu fui um dos deportados à conta de Mário Soares e, se não fosse ele, ainda estava em Angola”, disse.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares, advogado, combateu a ditadura do Estado Novo e foi fundador e primeiro líder do PS.

Após a revolução do 25 de Abril de 1974, regressou do exílio em França e foi ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, tendo pedido a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e assinado o respetivo tratado, em 1985.

Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996. Foi o responsável por pedir a adesão à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e a assinar o respetivo tratado, em 1985.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. O Governo português decretou três dias de luto nacional, até esta quarta-feira.

// Lusa

3 COMENTÁRIOS

    • Quando/como/quem viu isso a acontecer?!
      Supostamente não foi assim há tanto tempo e é estranho nunca aparecer ninguém que tenha realmente visto isso…
      Mas, deves ser um daqueles que também acredita que uma santa apareceu em Fátima em cima de um sobreiro e falou para os pastorinhos… ou outras estorias semelhantes para entreter palermas!.,..

RESPONDER

-

Seis mortos em deslizamento de terra na China e mais de 100 desaparecidos

Pelo menos seis pessoas morreram num deslizamento de terras na província de Sichuan, no sudoeste da China, e mais de 100 permanecem desaparecidas, segundo os últimos dados fornecidos pelas autoridades locais. A aldeia isolada de Xinmo foi …

-

Bombeiros pedem suspensão da entrega de bens solidários

O presidente da Associação de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande apelou este sábado para que as pessoas suspendam por "alguns dias" a entrega de ajuda. "É um sufoco. É muita coisa. São toneladas e toneladas de …

-

Pelo menos 27 edifícios no Reino Unido têm revestimento inflamável

Os inspetores identificaram pelo menos 27 edifícios de propriedade municipal no Reino Unido que não cumprem os requisitos de segurança anti-incêndios por estarem revestidos com material inflamável, informou este sábado o Governo. O Ministério que tutela …

-

Polícia espanhola detém suspeitos de pertencerem a rede de exploração de mulheres na Europa

A polícia espanhola anunciou este sábado que deteve 18 pessoas suspeitas de pertencerem a uma rede nigeriana de exploração sexual de mulheres, que atuava em Espanha, Itália, Alemanha e Bélgica. Com estas detenções, que ocorreram em …

-

Portugueses criam dispositivo que ajuda a superar medo de andar de avião

Um dispositivo médico de realidade virtual que auxilia os utilizadores a superar o medo de andar de avião está a ser desenvolvido por especialistas apoiados pelo Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade …

herminioloureiro

Escutas tramam Hermínio Loureiro suspeito de "dar" 23 milhões em ajustes directos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis e ex-presidente da Liga de Clubes, foi ouvido durante mais de 8 horas, no âmbito do processo de corrupção que terá sido despoletado por escutas telefónicas. O …

Leonor Poeiras e Iva Domingues no "Somos Portugal" da TVI

Altice prepara-se para comprar a TVI

O Grupo espanhol Prisa está em negociações "avançadas" com a Altice para a venda da TVI e o negócio pode consumar-se ainda neste Verão. O Governo já está a par do processo. Este cenário é avançado …

-

PJ está a investigar bilhetes oferecidos pelo Benfica no caso dos emails

A Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o Benfica por bilhetes para jogos de futebol que o clube ofereceu a elementos da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e …

Incêndio em Pedrógão Grande

Fotografia mostra quando começou o incêndio ("muito antes da trovoada")

As suspeitas de que o grande incêndio de Pedrógão Grande foi originado por mão criminosa crescem, com relatos de populares e de bombeiros. E o início do fogo está registado numa fotografia, que será a …

-

Analistas consideram que meta de 1,5% para défice é alcançável

Os analistas contactados pela Lusa consideram que o objetivo do Governo de reduzir o défice para os 1,5% este ano "continua a ser alcançável", depois de o INE ter apurado um défice de 2,1% até …