Pedrógão fica de fora dos fundos europeus para incêndios

Miguel A. Lopes / Lusa

O apoio foi aprovado no Parlamento Europeu em maio e representa apenas 3,5% da totalidade dos prejuízos

Dos 50 milhões de euros enviados por Bruxelas do Fundo Solidário Europeu para os incêndios do ano passado, apenas 24 milhões serão utilizados para ajudar os concelhos afetados pelos fogos de outubro.

De acordo com o jornal i, que avança a notícia nesta terça-feira na sua edição impressa, os restantes 26 milhões vão ficar nos cofres do Estado, que cobriu parte dos prejuízos. Desta forma, mais de metade dos apoios da UE destinam-se ao Governo.

Poderão beneficiar do apoio “os municípios, suas associações e as empresas municipais com mais de 4500 hectares ou 10% da área ardida nos incêndios de 15 de Outubro”. As áreas atingidas pelos incêndios em junho – como é o caso de Pedrógão Grande – não vão receber qualquer apoio proveniente de Bruxelas.

De acordo com o diário, os 26 milhões de euros “excedentários” vão ficar para instituições do Estado – como GNR, Proteção Civil, Instituto de Conservação da Natureza e Fundo Florestal Permanente. O objetivo passa por repor veículos e reforçar o material de combate a incêndios.

Segundo o Governo, os prejuízos nos concelhos atingidos no ano passado já foram cobertos pelo Fundo de Emergência Nacional e pelo Programa Operacional do Centro.

O apoio, no valor de 50,6 milhões de euros, foi aprovado no Parlamento Europeu em maio e representa apenas 3,5% dos prejuízos provocados pelos incêndios, nota o Público.

“É um roubo”

Duarte Marques, deputado PSD, manifesta-se indignado com distribuição dos apoios europeus. “É um roubo”, afirmou o deputado oriundo de Mação em declarações ao jornal Público. “Sim, o Governo contabilizou os prejuízos ocorridos em cada concelho, os prejuízos para o dia-a-dia dos munícipes, mas reservou metade dessa verba para si”.

“Em vez de colocar como beneficiários deste Fundo de Solidariedade da União Europeia as pessoas, os concelhos, as aldeias do interior, os principais afetados, o Governo coloca a GNR, o ICNF, o Exército, a Marinha, a Autoridade Nacional de Proteção Civil, o Fundo Florestal Permanente e a Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna. Ou seja, aqueles que deviam ser financiados pelo Orçamento de Estado e que, fruto das cativações, não o são”, disse Duarte Marques.

Para o social-democrata, “o mais revoltante é que algumas destas entidades são precisamente aquelas que falharam no combate aos fogos como já todos percebemos, em particular a ANPC e o Ministério da Administração Interna. Isto é indecente e literalmente abaixo de cão. Desculpem, mas não consigo encontrar outra forma de o dizer”.

Mação tem a maior área ardida nos incêndios do ano passado, tendo declarado prejuízos de cerca de 3 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Os Ladrões dos politicos no seu melhor, antes era á escondida agora é a descarada. Até quando Povo LORPA vais aguentar este tipo de gentalha. Daqui a anda estamos iguais á Venezuela… ACORDEM antes que seja tarde.

  2. Cá está !
    Mais um enorme ROUBO deste governo.
    Dos 50 milhões de euros enviados por Bruxelas do Fundo Solidário Europeu para os incêndios do ano passado, 26 milhões vão ficar nos cofres do Estado.
    Será que Bruxelas tem conhecimento deste “desvio” ?!?
    No tempo do Sócrates, sabíamos que o dinheiro ia em malas para Paris.
    Agora está mais sofisticado. O dinheiro evapora-se nos cofres do estado !!

  3. Isto é um escândalo. Não foi com este fim que o dinheiro foi enviado. O Estado aproveita e fica com a massa. E uma vez mais o interior e o povo que se f&%$
    Por muito menos num país civilizado se fariam manifestações de rua. Isto é um país de mansos

  4. Cativações que o dinheiro em vez de ir para o devido destino fica nas mãos do Estado para que o governo satisfaça a exigências e promessas a certas classes e depois temos ainda que aquele que avança cai nas mãos do Poder local e cai vai disto, ajudar os amigos em vez dos necessitados, estamos entregues à bicharada!.

RESPONDER

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …

TikTok "esconde" publicações de pessoas feias e pobres para atrair novos utilizadores

O TikTok deu indicações aos seus moderadores para 'esconder' as publicações de utilizadores feios, pobres ou com deficiências. As suas audiências eram manipuladas para que os seus vídeos fossem vistos por menos pessoas. Antes conhecido como …