Pedrógão fica de fora dos fundos europeus para incêndios

Miguel A. Lopes / Lusa

O apoio foi aprovado no Parlamento Europeu em maio e representa apenas 3,5% da totalidade dos prejuízos

Dos 50 milhões de euros enviados por Bruxelas do Fundo Solidário Europeu para os incêndios do ano passado, apenas 24 milhões serão utilizados para ajudar os concelhos afetados pelos fogos de outubro.

De acordo com o jornal i, que avança a notícia nesta terça-feira na sua edição impressa, os restantes 26 milhões vão ficar nos cofres do Estado, que cobriu parte dos prejuízos. Desta forma, mais de metade dos apoios da UE destinam-se ao Governo.

Poderão beneficiar do apoio “os municípios, suas associações e as empresas municipais com mais de 4500 hectares ou 10% da área ardida nos incêndios de 15 de Outubro”. As áreas atingidas pelos incêndios em junho – como é o caso de Pedrógão Grande – não vão receber qualquer apoio proveniente de Bruxelas.

De acordo com o diário, os 26 milhões de euros “excedentários” vão ficar para instituições do Estado – como GNR, Proteção Civil, Instituto de Conservação da Natureza e Fundo Florestal Permanente. O objetivo passa por repor veículos e reforçar o material de combate a incêndios.

Segundo o Governo, os prejuízos nos concelhos atingidos no ano passado já foram cobertos pelo Fundo de Emergência Nacional e pelo Programa Operacional do Centro.

O apoio, no valor de 50,6 milhões de euros, foi aprovado no Parlamento Europeu em maio e representa apenas 3,5% dos prejuízos provocados pelos incêndios, nota o Público.

“É um roubo”

Duarte Marques, deputado PSD, manifesta-se indignado com distribuição dos apoios europeus. “É um roubo”, afirmou o deputado oriundo de Mação em declarações ao jornal Público. “Sim, o Governo contabilizou os prejuízos ocorridos em cada concelho, os prejuízos para o dia-a-dia dos munícipes, mas reservou metade dessa verba para si”.

“Em vez de colocar como beneficiários deste Fundo de Solidariedade da União Europeia as pessoas, os concelhos, as aldeias do interior, os principais afetados, o Governo coloca a GNR, o ICNF, o Exército, a Marinha, a Autoridade Nacional de Proteção Civil, o Fundo Florestal Permanente e a Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna. Ou seja, aqueles que deviam ser financiados pelo Orçamento de Estado e que, fruto das cativações, não o são”, disse Duarte Marques.

Para o social-democrata, “o mais revoltante é que algumas destas entidades são precisamente aquelas que falharam no combate aos fogos como já todos percebemos, em particular a ANPC e o Ministério da Administração Interna. Isto é indecente e literalmente abaixo de cão. Desculpem, mas não consigo encontrar outra forma de o dizer”.

Mação tem a maior área ardida nos incêndios do ano passado, tendo declarado prejuízos de cerca de 3 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Os Ladrões dos politicos no seu melhor, antes era á escondida agora é a descarada. Até quando Povo LORPA vais aguentar este tipo de gentalha. Daqui a anda estamos iguais á Venezuela… ACORDEM antes que seja tarde.

  2. Cá está !
    Mais um enorme ROUBO deste governo.
    Dos 50 milhões de euros enviados por Bruxelas do Fundo Solidário Europeu para os incêndios do ano passado, 26 milhões vão ficar nos cofres do Estado.
    Será que Bruxelas tem conhecimento deste “desvio” ?!?
    No tempo do Sócrates, sabíamos que o dinheiro ia em malas para Paris.
    Agora está mais sofisticado. O dinheiro evapora-se nos cofres do estado !!

  3. Isto é um escândalo. Não foi com este fim que o dinheiro foi enviado. O Estado aproveita e fica com a massa. E uma vez mais o interior e o povo que se f&%$
    Por muito menos num país civilizado se fariam manifestações de rua. Isto é um país de mansos

  4. Cativações que o dinheiro em vez de ir para o devido destino fica nas mãos do Estado para que o governo satisfaça a exigências e promessas a certas classes e depois temos ainda que aquele que avança cai nas mãos do Poder local e cai vai disto, ajudar os amigos em vez dos necessitados, estamos entregues à bicharada!.

RESPONDER

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …