Paulo Rangel diz que Stayway Covid “não é eficaz”. Por isso, “não faz sentido” falar em direitos

Paulo Rangel, eurodeputado social-democrata, disse que não vale a pena abordar a questão dos direitos “se a própria aplicação não é eficaz”.

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel disse, este sábado, que “não faz sentido” falar dos direitos dos cidadãos quanto à obrigatoriedade do uso da aplicação de telemóvel StayAway Covid, uma vez que aquela app “não é eficaz”.

“Não faz sentido pôr-se a questão dos direitos se a própria aplicação não é eficaz. Eu só quero uma coisa que viola direitos se ela for eficaz: aí posso ver se vale a pena violar os direitos, comprimi-los ou não. Eu acho que não vale, em qualquer caso”, afirmou Paulo Rangel à Lusa.

O eurodeputado social-democrata falava em Ponta Delgada, nos Açores, à margem da campanha eleitoral para as eleições regionais de dia 25, na qual acompanhou o líder do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro.

Os eurodeputados do PSD questionaram a Comissão Europeia sobre a obrigatoriedade do uso da aplicação StayAway Covid, considerando que com esta proposta o Governo português “está a violar duplamente as orientações” de Bruxelas.

“Se for ver a informação da Comissão Europeia, que foi o que justificou a nossa pergunta, ela diz que se a aplicação não for voluntária, ela é menos eficaz. Portanto, uma aplicação obrigatória, porque gera resistências, é menos eficaz do que uma aplicação voluntaria”, acrescentou Rangel.

O deputado no parlamento europeu destacou que não existe uma contradição com a posição do líder do PSD, Rui Rio, porque, segundo Rangel, o responsável máximo pelos sociais-democratas não concordou com a obrigatoriedade do uso da app, antes salientou que “não havia eficácia da aplicação que justificasse o seu uso”.

“Como vê não há contradição nenhuma, mas se houvesse também não fazia mal. Eu estava na mesma contra a obrigatoriedade da aplicação porque no partido podemos divergir, mas, neste caso concreto, embora nem toda a gente se aperceba disso, nem há uma contradição”, afirmou.

O Governo entregou esta semana no parlamento uma proposta de lei para que seja obrigatório quer o uso de máscara na via pública quer a utilização da StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico, bem como nas Forças Armadas, Forças de Segurança e na administração pública, tendo a obrigatoriedade da app gerado uma onda de críticas.

Segundo o comunicado enviado hoje às redações, os eurodeputados do PSD questionaram a Comissão Europeia para saber se obrigar o uso da app StayAway Covid “cumpre com o Regulamento Geral de Proteção de Dados e se a imposição de uma multa até 500 euros respeita o princípio da proporcionalidade, pilar do estado de direito”.

Precisamente o PSD entregou na sexta-feira um diploma no parlamento português que impõe a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços públicos, praticamente idêntico ao do Governo, retirando as referências à aplicação StayAway Covid e acrescentando um período de vigência.

Aquando do anúncio deste diploma do PSD, o líder social-democrata, Rui Rio, admitiu que possa vir a ser obrigatória a utilização desta app, desde que haja garantias da sua eficácia, que considerou não existirem na atual proposta do Governo.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …

Açores e Madeira acusam DGS de não usar dados verdadeiros nos boletins

A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira garantiu que os números reportados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) esta sexta-feira não correspondem à realidade. A DRS dos Açores também assume a existência …

Resorts do Reino Unido criaram uma lista de "hóspedes indesejáveis" (com nomes irlandeses)

Uma rede de resorts da Grã-Bretanha tinha uma lista de "hóspedes indesejáveis" com apelidos irlandeses numa tentativa de impedir a entrada de membros da comunidade de viajantes irlandeses (Pavee). Esta notícia foi avançada por uma investigação …

Tensão entre China e Austrália pode beneficiar Portugal na exportação de vinho

Em novembro, a China impôs tarifas paralisantes sobre o vinho australiano. Portugal pode ser o beneficiado desta "guerra" alfandegária. O presidente da Associação Comercial Internacional para os Mercados Lusófonos (ACIML) disse, este sábado, à Lusa que …

Índice de transmissibilidade sobe. É de 0,71 em Portugal Continental (e acima de 1 nas ilhas)

O índice de transmissibilidade da covid-19 subiu ligeiramente a nível nacional nas últimas duas semanas. Entre 24 e 28 de fevereiro, o índice foi de 0,71. O índice médio de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 está …

Museu Neandertal responde a Joe Biden. "Eram mais espertos do que pensa"

O Museu Neandertal, na Alemanha, endereçou um convite ao Presidente norte-americano Joe Biden, depois de o governante ter considerado a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara um …

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …