Ordem dos Médicos diz que não pode fazer auditoria ao surto em lar de luxo no Porto

A Ordem dos Médicos disse que não pode fazer uma auditoria clínica ao surto de covid-19 no lar de luxo Residência Montepio, no Porto, porque não recebeu qualquer queixa de falhas nos cuidados prestados na instituição.

A Residência do Montepio, no Porto, registou 48 casos positivos, 29 utentes e 19 profissionais. O surto neste lar de luxo levou à morte de 16 pessoas, havendo ainda mais três pacientes internados no hospital.

Em declarações ao jornal Público, o presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, António Araújo, explicou que, para fazer uma auditoria clínica semelhante ao que foi feito no caso do lar de Reguengos de Monsaraz, “teríamos que ter uma participação feita por alguém”.

“Não tendo a Ordem dos Médicos recebido nenhuma queixa, seja de doentes, familiares ou médicos, relativa ao lar mencionado, ou informações sobre alguma desconformidade no processo, não tem competência para desencadear uma auditoria autónoma, como a que aconteceu em Reguengos de Monsaraz”, referiu a Ordem dos Médicos, numa resposta escrita.

A OM garantiu manter “total disponibilidade para colaborar com as autoridades competentes no que entendam como necessário”, disse que vai “questionar diretamente as autoridades competentes sobre as investigações em curso” e sublinhou a necessidade de “um verdadeiro plano de inverno que dê resposta a várias questões, muito em particular aos lares”.

Por outro lado, a Direção-Geral de Saúde (DGS) e a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte garantiram, numa resposta conjunta, que a situação deste lar “teve a adequada intervenção das autoridades de saúde locais”.

Lar justifica óbitos com idade média de 90 anos

Em comunicado, a empresa que detém as oito residências de luxo garantiu que a taxa de letalidade se ficou pelos 22%, percentagem que diz ser “considerada baixa, atendendo à média de idade dos residentes – 90 anos”.

A Residências Montepio disse ainda ter feito tudo para prevenir a proliferação do novo coronavírus, não tendo conseguido evitar o desfecho que ocorreu. “Apesar de tudo ter sido feito no sentido de prevenir a propagação do vírus e combater a pandemia não foi possível evitar a situação de contágio identificada na Residência Porto Breiner e que resultou no falecimento de 16 residentes, ocorrência que lamentamos profundamente”, afirma a empresa.

O grupo garantiu que elaborou um plano de contingência para a covid-19 e que este foi “complementado” com medidas específicas no âmbito da higiene, limpeza, desinfecção, gestão de resíduos, distanciamento social, concentração de pessoas e ventilação dos espaços.

A Residência Montepio “garantiu o envio de informações periódicas e atualizadas sobre as situações em causa à direção clínica do Centro Hospitalar do Porto e à Unidade de Saúde do Porto, garantindo articulação próxima com os diferentes intervenientes no processo”.

O lar assegurou ainda que os seus profissionais são testados “com elevada periodicidade, no sentido da identificação de casos positivos o mais precocemente possível”. Entre os colaboradores infetados, sete já se encontram recuperados e seis destes já retomaram funções.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rúben Amorim arrisca suspensão de 1 a 6 anos após acusação de fraude

O Sporting está a ser acusado de fraude na inscrição de Rúben Amorim como treinador. Um caso que resulta de participação feita pela Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF) e que pode valer ao …

MAI impõe mínimo de mulheres no recrutamento para a GNR e PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) vai incluir nas regras de recrutamento em 2021 indicadores mínimos de 15% de mulheres na incorporação para guardas da GNR e de 20% para agentes da PSP. No âmbito da …

Pedro Nuno Santos diz que PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta

O ministro das Infraestruturas e da Habitação defendeu, este domingo, que o PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta, mas sim colaborar com BE e PCP porque a geringonça "não pode ser …

Joan Laporta eleito presidente do Barcelona (e já falou sobre o futuro de Messi)

Joan Laporta foi eleito presidente do FC Barcelona, este domingo, sucedendo ao contestado Josep Maria Bartomeu, ao recolher 30.184 votos (54,28% do total), nas eleições para os órgãos sociais do clube espanhol. Joan Laporta, que já presidiu …

Há cargos de supervisão há anos por preencher. João Leão assume atrasos

O Ministério das Finanças assume atrasos na procura por supervisores. Não podem vir do setor bancário e é preciso encontrar mulheres. O gabinete do ministro das Finanças, João Leão, assume atrasos na procura por administradores para …

"Temos de nos preparar". Benfica vai pôr travão no investimento

Após ter gasto mais de 100 milhões de euros em transferências, Jorge Jesus antecipa que o SL Benfica, assim como as outras equipas, vai ter de pôr um travão no investimento. O Benfica foi um dos …

Áustria retira por precaução lote da vacina AstraZeneca após morte de vacinada

As autoridades austríacas suspenderam por precaução as inoculações com um lote da vacina da AstraZeneca. O lote retirado não é usado em Portugal. A Áustria anunciou, este domingo, a retirada por precaução de um lote da …

Amorim não quer surpresas e prepara nuances na estratégia da equipa

Rúben Amorim vai promover alterações na estratégia da equipa para evitar que a equipa se torne previsível na fase final do campeonato. A segunda volta do campeonato está em andamento e o Sporting CP lidera categoricamente …

Medina sondou BE e PCP para coligação. Levou uma nega, mas o futuro depende do sucesso de Moedas

Fernando Medina quis uma coligação pré-eleitoral com Bloco de Esquerda e o PCP, mas os partidos não aceitaram. No entanto, a hipótese poderá voltar a estar em cima da mesa de Carlos Moedas começar a …

"Não é descabido”. Candidato liberal a Lisboa admitiu que nacionalização da TAP podia ser "excelente opção"

Miguel Quintas, o recém-anunciado candidato da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Lisboa, defendeu, no ano passado, que pensar numa nacionalização da TAP “não é de todo descabido” e que “tudo indica que poderá ser uma …