Surto envolto em “secretismo” em lar de luxo no Porto faz 16 mortos

A informação sobre o surto na Residência do Montepio, no Porto, “circulava em circuito fechado”. Em 48 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, morreram 16 pessoas.

A Residência do Montepio, no Porto, registou 48 casos positivos, 29 utentes e 19 profissionais. O surto neste lar de luxo levou à morte de 16 pessoas, havendo ainda mais três pacientes internados no hospital, avança o jornal Público.

De acordo com o matutino, o surto foi envolto em “secretismo”, sendo que a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte só divulgou os números após vários pedidos de informação.

O surto foi detetado no início de agosto e desde a semana passada que o jornal tenta obter informações para fazer um balanço. Finalmente, esta segunda-feira, a ARS divulgou os dados. Fonte do Hospital de Santo António, onde foram internados os infetados, deu conta que os mortos seriam todos utentes do lar de luxo.

O número de óbitos em utentes foi o mesmo que se verificou no lar de Reguengos de Monsaraz, embora neste caso a taxa de letalidade tenha sido bem maior: 55% em comparação com os 20% do lar de Évora.

A Residência do Montepio oferece aos idosos um ginásio, sala de cinema e música, biblioteca, entre outros.

“Atualmente podemos informar que a situação respondeu positivamente às medidas apertadas de controlo e mitigação implementadas pela empresa, encontrando-se em fase de normalização, de acordo com os planos de contingência em vigor”, esclareceu a empresa em resposta ao jornal Público.

No início do mês, a agência Lusa noticiou a subida do número de casos positivos de 44 para 46. Na altura, a ARS escreveu que o surto estava “controlado”. Até agora não tinha sido noticiado qualquer morte derivada deste surto envolto em secretismo.

O presidente da união de freguesias do centro histórico do Porto diz que a informação sobre o surto “circulava em circuito fechado”.

“Como autarca preocupa-me esta falta de informação numa instituição que deveria dar o exemplo. O lar está inserido numa zona habitacional e a comunidade está exposta sem saber”, disse António Fonseca.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. A culpa é nossa (povo português) que somos uns “morcões” que aceitamos tudo e não nos revoltamos. Devíamos fazer sentir a nossa indignação na rua. Na net somos os maiores. POBRE POVO!
    Grande classe politica que nos rouba tudo e nos rimos com eles. Só espero é que os jornalista não sejam morcões e revelem sempre a verdade.

    • Atenção que os portugueses não são todos como tu e os teus!…
      Pior, só mesmo os “revoltados” ignorantes – que nem sequer sabem o que estão a comentar!
      O que tem os “políticos” a ver com um lar de luxo??
      Os utentes do lar não se revoltaram… os familiares também não – portanto, só sobrou a “revolta” da carneirada indignada do Facebook!!
      Next!…

  2. Para não afetar o negócio do luxuoso lar convém saber guardar segredo, lamentável os que morreram, mas, por outro lado, felizmente que a morte não esquece ninguém nem olha a classes sociais.

  3. Para informar, que só estão a contabilizar os que foram para o hospital de Sto António, porque muitos deles, como o meu avô, foram para hospitais privados e faleceram, para informar também, que pelo menos um utente foi para o Sto Antonio, sem conhecimento da família, que só mais tarde foi informada pelo hospital e não pela instituição montepio.
    Investiguem bem, e os números reais, muito superior aos mencionados, irão surgir.
    Instituição de luxo, só mesmo pelos preços exorbitantes que praticam……

  4. Exactamente por ser um Lar de Luxo é que houve que manter segredo bem guardado, pois são bem pagos para manter o sigilo absoluto.
    Claramente muitos dos “clientes” não querem ver revelados os casos de alguma morte “muito natural” de um familiar, que originou uma oportuna herança de alguma pessoa de idade avançada, que não largava a vontade de se perpetuar nesta vida terrena.
    Vá-se lá saber o que está a acontecer um pouco por todos os lares deste país.
    Muitas “encomendas”, perdão, mortes “naturais” devidas a este vírus estarão a ocorrer e a provocar heranças “inesperadas” e “nada desejadas”, por cada cantinho deste mundo em pandemia.
    Pois, pois… Cala-te boca!

RESPONDER

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …

"Sinto que desci ao inferno". Polícias recordam ataque ao Capitólio

"É assim que vou morrer", "sinto que desci ao inferno" e "corri o risco de ser morto" são alguns dos relatos de polícias que presenciaram a invasão ao Capitólio. Começaram as audiências na comissão da Câmara …

Pandemia aumentou o preço dos carros usados. Venda de veículos novos caiu a pique

A procura por usados aumentou com a pandemia. Com menos carros novos a saírem dos concessionários, também por causa da crise dos chips, a oferta de usados é escassa, levando os preços a subirem. Um choque …

Jogos Olímpicos: três polémicas de arbitragem em 24 horas

Depois da pontuação controversa no surf, uma decisão que quase ninguém entendeu, no basquetebol, e uma revisão discutível no judo. A arbitragem não é, ou não é suposto ser, o foco de qualquer edição dos Jogos …

Rui Vitória quer levar Manafá para o Spartak Moscovo

O Spartak Moscovo, treinado por Rui Vitória, desistiu da contratação de Gabriel e apresentou agora uma proposta por Wilson Manafá. Desde que chegou a Moscovo para treinar o Spartak, Rui Vitória tem sondado alguns jogadores que …