Governo propõe super-desconto no IRS para futebolistas (e não só)

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O “Programa Regressar”, a nova medida fiscal que integra a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) e que visa fazer regressar a Portugal ex-residentes, abrange todo o tipo de profissões, incluindo futebolistas, sem olhar a rendimentos, com a garantia de um “super-desconto no IRS”.

O Expresso analisou os critérios do “Programa Regressar”, lembrando também o chamado Regime de Residentes Não Habituais (RRNH) que já vigora, para concluir que “quem trabalha e vive em Portugal paga sempre muito mais IRS do que quem vem de fora”.

O “Programa Regressar” foi apresentado por António Costa como uma forma de “fomentar o regresso a Portugal dos jovens que partiram, sem vontade de partir”, durante os anos da crise. E se for aprovado tal como está na proposta de OE2019, Portugal vai transformar-se “num paraíso fiscal para futebolistas“, constata o Expresso.

Mas, na verdade, o programa abrange todo o tipo de profissões, de rendimentos e de nacionalidades, promovendo “descontos fiscais agressivos e muito amplos” para convencer ex-residentes a voltarem para Portugal, como destaca o semanário.

A medida prevê que todas as pessoas que tenham tido residência em Portugal e que tenham saído do país até 31 de Dezembro de 2015, e que não tenham regressado em 2016, 2017 ou 2018, podem beneficiar de descontos no IRS.

Os que voltarem a Portugal em 2019 ou em 2020, só vão pagar aquele imposto sobre metade dos rendimentos do trabalho, durante cinco anos.

O único requisito para poderem beneficiar deste programa é não terem dívidas ao Fisco, nem à Segurança Social – ou se as tiverem, que estejam já ao abrigo de um plano de pagamentos a prestações ou num processo de contestação que passa pela prestação de uma garantia.

Note-se que o RRNH não abrange os profissionais da área do desporto, mas abarca também trabalhadores e não apenas reformados estrangeiros que venham para Portugal. No caso destes reformados, ficam com a garantia de dupla isenção de IRS, por cá e no país que lhes paga as pensões.

Já quanto aos trabalhadores estrangeiros que venham morar para Portugal, o RRNH permite pagar uma taxa fixa de 20% de IRS, qualquer que seja o rendimento auferido.

Os dois programas vão, assim, concorrer entre si, embora o RRNH não tenha como critério a estadia prévia em Portugal.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Bem Portugueses só temos que “abandonar” Portugal por um prazo mínimo depois regressamos e não pagamos impostos. Devemos fazer isto todos nós, depois queria ver do que viviam este politicos de Meia tijela.
    INCOMPETENTES…

  2. Para poderem reduzir o IRS a gente que ganha milhões, ROUBAM aos indefesos idosos pensionistas e reformados os seus já parcos recursos. Ficar sem os subsídios de férias e de natal, no caso de um viúvo reformado de baixos rendimentos para pagar o IRS, é normal num estado de direito? Numa democracia? É este o bem-estar prometido pelo PM aos Portugueses?

  3. fazem se descontos a quem ganha milhões (futebolistas) e as casas dos pobres pagam IMI de casas de luxo, como foi noticiado ontem nos telejornais….
    é justo… Alguem discorda?

  4. Pois, o artista do Costa montou bem o espectáculo, agora é só apreciá-lo!
    Ainda bem que este orçamento não é populista nem eleitoralista…

    • O Costa caminha a passos largos para ser o maior artista, o maior aldrabão e o político mais ruinoso de Portugal. Provavelmente aprendeu com o seu antigo patrão e mestre, o famoso 44!

  5. Futebolistas???Portanto se o rinaldo vier para portugal além de ganhar a monstruosidade bárbara que ganha ainda leva 50% de desconto no irs!Desculpem lá mas os politicos para variar continuam a lançar medidas sem fazerem qualquer estudo ou trabalho minimamente decente!

  6. Necessito urgentemente de um sócio, dos que fugiram de Portugal e nos deixaram a fazer sacrifícios que eles se recusaram fazer, para conseguir assim fazer face ás novas empresas que vão passar a trabalhar com impostos bem mais baixos.
    Quem ficou sacrificou-se e pagou a crise, agora para além da concorrência dos chineses vão receber os que saíram que vão ser recompensados por terem abandonado o pais.
    Essas pessoas que saíram podem abrir pequenas empresas e acabar com as que cá ficaram e pagaram a crise, porque não vão conseguir competir.
    O Pais vai voltar ao mesmo e desta vez já todos sabem o que fazer tem que sair porque se nunca abandonarem o Pais vão pagar sempre mais impostos.

RESPONDER

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …