“Filme fantástico”. Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

Kevin Lim / The Straits Times / EPA

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre os dois líderes.

A relação entre os dois homens tem estado no centro da diplomacia entre Washington e Pyongyang, oscilando entre insultos e ameaças de guerra até uma declaração de amor de Donald Trump.

Para o seu novo livro, o famoso jornalista de investigação norte-americano Bob Woodward obteve as 25 cartas “até agora nunca divulgadas” que os dois líderes trocaram, segundo a editora norte-americana Simon & Schuster.

Nas suas cartas, “Kim descreve o vínculo entre os dois líderes como digno de um ‘filme fantástico’, já que os dois políticos embarcam num extraordinário minueto diplomático”, disse a editora numa página dedicada ao livro na plataforma digital Amazon.

O livro, intitulado “Rage” e com lançamento previsto para 15 de setembro, é uma sequência de “Fear, Trump in the White House”, publicado em 2018.

Donald Trump e Kim Jong-un encontraram-se três vezes, a primeira vez numa cimeira histórica em junho de 2018, em Singapura. No entanto, as negociações sobre a desnuclearização da Coreia do Norte não tiveram grandes progressos e estagnaram desde o fiasco da segunda cimeira em fevereiro de 2019, em Hanói.

No entanto, isso não impediu o Presidente norte-americano de elogiar regularmente as suas relações com Kim Jong-un, chegando a dizer que os dois homens se “apaixonaram”. “Ele escreveu-me lindas cartas, são lindas cartas. Nós apaixonámo-nos”, disse o Presidente dos Estados Unidos em setembro de 2018 aos seus apoiantes.

Em junho de 2019, Trump e Kim encontraram-se, pela terceira vez, na zona desmilitarizada entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul.

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, admitiu recentemente a hipótese de uma cimeira entre Trump e Kim Jong-un ainda antes das eleições presidenciais de novembro.

O jornalista Bob Woodward é conhecido por integrar as investigações do caso Watergate, que levou à renúncia do Presidente norte-americano Richard Nixon em 1974.

O Presidente dos Estados Unidos tentou várias vezes desacreditar o livro anterior de Bob Woodward, chamando-o de “piada” e “fraude”. No entanto, Trump disse em janeiro ao canal de televisão Fox News, que conversou com o jornalista para este novo livro.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Cerca de 5400 pessoas votaram antecipadamente no estrangeiro para as Presidenciais

Cerca de 5.400 cidadãos nacionais votaram antecipadamente no estrangeiro para a eleição do Presidente da República, tratando-se do número mais elevado de que há registo, segundo um comunicado do Ministérios da Administração Interna, da Defesa …

"Encomenda" do Governo. ACT inicia ação nacional de fiscalização, inspetores já falam em greve

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) inicia esta terça-feira uma grande ação nacional de fiscalização que foi organizada em menos de 24 horas e que deverá durar duas semanas. De acordo com o jornal …

Convívio de Natal provoca surto com mais de 50 casos em aldeia de Arganil

Um convívio informal na altura do Natal na aldeia de Maladão, em Arganil, provocou um surto com mais de 50 pessoas infetadas na localidade e quatro residentes já morreram como consequência direta da covid-19, confirmou …

Ministério Público acusa agressor de Bruno Candé de homicídio por ódio racial

O Ministério Público (MP) acusou o assassino do ator Bruno Candé do crime de homicídio qualificado, agravado por ódio racial. De acordo com o jornal Público, que teve acesso ao despacho de acusação, o Ministério Público …

SNS24 ultrapassa recorde semanal de chamadas com mais de 200 mil

O recorde semanal de chamadas atendidas no SNS24 foi ultrapassado na última semana, num aumento da procura para mais do dobro, de 126.860 para 279.279, em relação à última semana de 2020, foi esta terça-feira …

Entre críticas a Rio e Marcelo, Ventura teve um drive-in com música de baile (e comparou-se a Sá Carneiro)

Ventura demarcou-se dos insultos de apoiantes à comunicação social, mas não admitiu que o seu mandatário os incentivou, chamando “inimigos” aos jornalistas. Terminou o dia num comício na praia de Leça da Palmeira mas em …

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …