Nostradamus profetizou para 2016 uma grande guerra e a morte dos ricos

Tenha sido um profeta, vidente, adivinho ou charlatão, há quem diga que ao fim de quase 500 anos as profecias do médico e astrólogo francês de origem judia Michel de Nostredame são válidas – e que muitas delas até já se cumpriram.

Mais conhecido como Nostradamus, o boticário nascido em 1505 em Provence deixou ao mundo em 1555 uma série de profecias envoltas em metáforas, cifradas de forma difusa e geralmente pouco específicas.

Certo é que ao longo dos anos, muitas das profecias do vidente foram sendo interpretadas como válidas e apresentadas como tendo antecedido em séculos os eventos que alegadamente descreviam – seja o ataque ao World Trade Center em 2001 ou a ascensão de Napoleão e Hitler.

Mais certo ainda é que sempre que um fim de ano se aproxima, logo meio mundo corre a tentar entrever nas palavras de Nostradamus as profecias para o novo ano que se aproxima.

Tal é o caso do diário mexicano Excelsior, que recolheu das palavras do profeta as previsões para o ano de 2016. E venham elas a revelar-se verdadeiras, muita razão temos todos para nos alarmar.

Segundo o jornal, Nostradamus previu para 2016 uma guerra mundial em grande escala, com uso de armas nucleares, que duraria 27 anos.

Como se não bastasse, no auge desse conflito terá lugar um evento astronómico de grandes proporções – mais concretamente, a aproximação à Terra de um gigantesco planeta – que dará origem a grandes catástrofes naturais.

Segundo o profeta, o Vesúvio acordará finalmente do seu sono profundo e entrará em erupção – uma das mais desastrosas da história, seguida de uma série de terramotos, que causarão milhares de mortos.

Também os Estados Unidos serão atingidos pelo maior terramoto da sua história, tão potente que afectará toda a região.

O boticário francês profetizou ainda para 2016 que “os ricos vão morrer muitas vezes” – ou, como acreditam os seguidores do profeta, que a economia mundial terá um colapso global.

O adivinho previu também o aquecimento global e o buraco do ozono, num sinal de que não acreditava na eficácia do acordo alcançado na Cimeira do Clima de Paris. “Os Reis roubam os bosques, o céu abrir-se-á e os campos serão queimados pelo calor“, disse Nostradamus.

Mas nem tudo será mau. A medicina registará enormes avanços em 2016, que permitirão à Humanidade aumentar a esperança de vida – se descontarmos a tal guerra nuclear dos 27 anos, claro.

Globalmente, o futuro do planeta em 2016 apresenta-se sombrio. Mas nem todas As Profecias de Nostradamus (ou as suas interpretações) vieram de facto a concretizar-se. Por exemplo, o profeta garantiu que em 2015 os impostos iriam acabar.

E, como muito bem sabemos, tal não aconteceu.

AJB, ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

    • Se tivesse visto um filme que foi feito sobre Nostradamus e as suas profecias apresentado por Orson Wells, no mínimo ficaria com muitas dúvidas se Nostradamus não saberia muito bem aquilo que estava a escrever… É impressionante a quantidade de previsões que se realizaram, e mais impressionante ainda aquilo que ele previu para o n/ futuro. E o pior é que faz sentido. Veja bem que a guerra que ele previu teria inicio com um príncipe árabe que lançaria um ataque contra o “Novo Mundo”. Isso não lhe diz nada? Nessa altura ainda não havia Estados Unidos (Novo Mundo) nem conflitos entre muçulmanos e cristãos … E que a guerra se estenderia a todo o mundo, e não ficaria pedra sobre pedra…

  1. Maioria dos videntes falam por metáforas, na língua materna. Traduções sobre traduções é nisto que dá: mensagens deturpadas e a descrença. Quem sabe ao certo o que este senhor previu e o que quis dizer?

  2. Até os jornalistas ficam confusos com Nostradamus. No sumario é médico, mas no inicio da noticia já é boticário (farmacêutico)…..Confuso tal como Nostradamus 🙂

  3. Previu coisa nenhuma. O livro dele é uma confusão de estrofes sem sentido que não querem dizer nada, apenas que o autor era louco. Como tal, teve seguidores ao longo destes séculos…

  4. Existe um filme (suponho dos anos 80) com o titulo de Nostradamus em que retrata as previsões de Nostradamus. O filme tem um “antes” e um “depois” da data em que foi feito. O “depois” são as previsões à data. Lembro-me perfeitamente que no filme está retratado o atentado 11 de setembro – o realizador refere-se como um atentado com 4 misseis aos USA em que um é destruido e os outros 3 atingem os alvos (no caso real 2 aviões atingem as torres gemeas, outro atinge o pentagono e outro despenha-se). Fala também no aparecimento de um anti-cristo árabe (bin laden) e de uma guerra na europa (associo à guerra na Servia). Lembro-me de o ter visto numa das salas do então Cinema Lumiere no Porto.

  5. Eu acredito em tudo. Só não acredito numa guerra nuclear de 27 anos.
    Basta apenas 1 dia e desaparecemos todos da face da terra. 🙂

Polícias pedem comprovativos de deslocações, mas lei não permite

As forças de segurança fizeram ações de fiscalização rodoviária para controlar a circulação nas estradas. Foram pedidos comprovativos de deslocações, embora a lei não o contemple. Com o país em estado de emergência, a quarentena é …

Bebé com menos de um ano morre de Covid-19 nos EUA

Um bebé com menos de um ano morreu, nos Estados Unidos da América (EUA), vítima de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, anunciaram as autoridades do Estado de Illinois. A doença já provocou mais de …

Até as bactérias precisam de espaço. Células esmagadas desligam a fotossíntese

Quando as bactérias ficam esmagadas, podem entrar num modo de defesa e desligar a fotossíntese, concluiu uma investigação recente, levada a cabo por cientistas da University of Colorado Boulder, nos Estados Unidos. A equipa da universidade …

Siza Vieira admite aulas por canais "estilo youtube" ou TV por cabo

O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os alunos têm acesso aos conteúdos educativos no terceiro período, adiantou o ministro da Economia. O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os …

Retificação ao diploma do lay-off simplificado trava despedimentos

Uma retificação ao diploma inicial do ‘lay-off’ simplificado, hoje publicada, vem acautelar que nenhum trabalhador de empresas que recorra a este apoio pode ser alvo de despedimento coletivo ou extinção de posto de trabalho. O decreto-lei …

Rocha desafia teoria da escassez de oxigénio na Terra primitiva

Uma rocha sedimentar única rica em carbono, depositada há dois mil milhões de anos, deu aos cientistas novas pistas sobre as concentrações de oxigénio na superfície da Terra nessa época. De acordo com a agência Europa Press, …

As bactérias formam comunidades na nossa língua (e uma imagem revela como)

Cientistas norte-americanos descobriram que as bactérias que vivem na nossa língua têm uma organização complexa e altamente estruturada. Os micro-organismos estão em toda a parte - até no interior da nossa boca. Um novo estudo revela …

Como sobreviver ao isolamento? Astronautas explicam

Em todo o mundo, cidades e até países inteiros estão em quarentena como forma de travar a propagação do novo coronavírus, Covid-19. Alguns astronautas deixaram conselhos sobre como sobreviver ao isolamento. Para alguns, o auto isolamento …

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …