Nostradamus profetizou para 2016 uma grande guerra e a morte dos ricos

Tenha sido um profeta, vidente, adivinho ou charlatão, há quem diga que ao fim de quase 500 anos as profecias do médico e astrólogo francês de origem judia Michel de Nostredame são válidas – e que muitas delas até já se cumpriram.

Mais conhecido como Nostradamus, o boticário nascido em 1505 em Provence deixou ao mundo em 1555 uma série de profecias envoltas em metáforas, cifradas de forma difusa e geralmente pouco específicas.

Certo é que ao longo dos anos, muitas das profecias do vidente foram sendo interpretadas como válidas e apresentadas como tendo antecedido em séculos os eventos que alegadamente descreviam – seja o ataque ao World Trade Center em 2001 ou a ascensão de Napoleão e Hitler.

Mais certo ainda é que sempre que um fim de ano se aproxima, logo meio mundo corre a tentar entrever nas palavras de Nostradamus as profecias para o novo ano que se aproxima.

Tal é o caso do diário mexicano Excelsior, que recolheu das palavras do profeta as previsões para o ano de 2016. E venham elas a revelar-se verdadeiras, muita razão temos todos para nos alarmar.

Segundo o jornal, Nostradamus previu para 2016 uma guerra mundial em grande escala, com uso de armas nucleares, que duraria 27 anos.

Como se não bastasse, no auge desse conflito terá lugar um evento astronómico de grandes proporções – mais concretamente, a aproximação à Terra de um gigantesco planeta – que dará origem a grandes catástrofes naturais.

Segundo o profeta, o Vesúvio acordará finalmente do seu sono profundo e entrará em erupção – uma das mais desastrosas da história, seguida de uma série de terramotos, que causarão milhares de mortos.

Também os Estados Unidos serão atingidos pelo maior terramoto da sua história, tão potente que afectará toda a região.

O boticário francês profetizou ainda para 2016 que “os ricos vão morrer muitas vezes” – ou, como acreditam os seguidores do profeta, que a economia mundial terá um colapso global.

O adivinho previu também o aquecimento global e o buraco do ozono, num sinal de que não acreditava na eficácia do acordo alcançado na Cimeira do Clima de Paris. “Os Reis roubam os bosques, o céu abrir-se-á e os campos serão queimados pelo calor“, disse Nostradamus.

Mas nem tudo será mau. A medicina registará enormes avanços em 2016, que permitirão à Humanidade aumentar a esperança de vida – se descontarmos a tal guerra nuclear dos 27 anos, claro.

Globalmente, o futuro do planeta em 2016 apresenta-se sombrio. Mas nem todas As Profecias de Nostradamus (ou as suas interpretações) vieram de facto a concretizar-se. Por exemplo, o profeta garantiu que em 2015 os impostos iriam acabar.

E, como muito bem sabemos, tal não aconteceu.

AJB, ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

    • Se tivesse visto um filme que foi feito sobre Nostradamus e as suas profecias apresentado por Orson Wells, no mínimo ficaria com muitas dúvidas se Nostradamus não saberia muito bem aquilo que estava a escrever… É impressionante a quantidade de previsões que se realizaram, e mais impressionante ainda aquilo que ele previu para o n/ futuro. E o pior é que faz sentido. Veja bem que a guerra que ele previu teria inicio com um príncipe árabe que lançaria um ataque contra o “Novo Mundo”. Isso não lhe diz nada? Nessa altura ainda não havia Estados Unidos (Novo Mundo) nem conflitos entre muçulmanos e cristãos … E que a guerra se estenderia a todo o mundo, e não ficaria pedra sobre pedra…

  1. Maioria dos videntes falam por metáforas, na língua materna. Traduções sobre traduções é nisto que dá: mensagens deturpadas e a descrença. Quem sabe ao certo o que este senhor previu e o que quis dizer?

  2. Até os jornalistas ficam confusos com Nostradamus. No sumario é médico, mas no inicio da noticia já é boticário (farmacêutico)…..Confuso tal como Nostradamus 🙂

  3. Previu coisa nenhuma. O livro dele é uma confusão de estrofes sem sentido que não querem dizer nada, apenas que o autor era louco. Como tal, teve seguidores ao longo destes séculos…

  4. Existe um filme (suponho dos anos 80) com o titulo de Nostradamus em que retrata as previsões de Nostradamus. O filme tem um “antes” e um “depois” da data em que foi feito. O “depois” são as previsões à data. Lembro-me perfeitamente que no filme está retratado o atentado 11 de setembro – o realizador refere-se como um atentado com 4 misseis aos USA em que um é destruido e os outros 3 atingem os alvos (no caso real 2 aviões atingem as torres gemeas, outro atinge o pentagono e outro despenha-se). Fala também no aparecimento de um anti-cristo árabe (bin laden) e de uma guerra na europa (associo à guerra na Servia). Lembro-me de o ter visto numa das salas do então Cinema Lumiere no Porto.

  5. Eu acredito em tudo. Só não acredito numa guerra nuclear de 27 anos.
    Basta apenas 1 dia e desaparecemos todos da face da terra. 🙂

Estados Unidos podem vir a acusar Cilia Flores, mulher de Maduro, por narcotráfico

Os Estados Unidos podem vir a acusar formalmente a mulher do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por crimes de tráfico de droga e corrupção. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Reuters, que cita quatro fontes diferentes. …

PSD quer lay-off até final do ano e Estado menos "dorminhoco"

O PSD apresentou hoje um conjunto de 26 "ideias e sugestões" na área social, incluindo o prolongamento do 'lay-off' simplificado até ao final do ano, a reafetação de recursos na administração pública e um Estado …

Trump prepara ordem executiva contra redes sociais. Quer reduzir proteções legais das empresas

O Presidente norte-americano, Donald Trump, vai assinar esta quinta-feira uma ordem executiva sobre as redes sociais, anunciou a Casa Branca, dois dias depois de o Twitter ter assinalado mensagens de Donald Trump com alertas de …

Mais 13 mortes e 304 novos casos. Reabertura da economia em Lisboa questionada

Embora a região Norte continue a ser a mais afetada pela pandemia, a situação na região da Grande Lisboa tem piorado. O Governo está a estudar o adiamento de algumas medidas de reabertura da economia …

Queixas de consumidores sobre vendas online sobem 250%

A Associação de defesa de consumidores Deco recebeu 3.500 reclamações relativas a compras online entre janeiro e maio, um aumento de 250% face ao número registado em igual período do ano anterior. Paulo Fonseca, da Deco, …

Alto político russo demitido por Vladimir Putin recorre ao Supremo

Um alto responsável político russo, demitido pelo Presidente Vladimir Putin em janeiro devido a acusações de vários escândalos, contestou a decisão perante a mais alta instância judicial do país. É a primeira vez em vinte anos …

Moratória do Estado poderá ser alargada ao crédito pessoal e aos emigrantes

O Governo está a preparar uma revisão da moratória pública do crédito, que será estendida no tempo e incluirá outras categorias de financiamento, passando ainda a abranger as casas dos emigrantes e o crédito ao …

Lone Star põe Novo Banco em Espanha à venda

O presidente executivo do Novo Banco já terá informado os trabalhadores da sucursal espanhola que o negócio vai para a frente. A notícia foi avançada, esta quarta-feira, pelo jornal El Confidencial. O fundo norte-americano Lone Star …

Autoridades preparam encerramento dos cafés no bairro da Jamaica para conter surto

As autoridades de saúde estão a preparar o encerramento dos cafés no bairro da Jamaica, no Seixal, para conter o surto de covid-19 detetado entre os moradores. A informação foi avançada à agência Lusa pelo delegado …

Aviação continua a despedir. EasyJet vai dispensar um terço dos trabalhadores

A companhia aérea britânica EasyJet anunciou a redução de 4.500 postos de trabalho, quase um terço dos seus efetivos, para fazer face à pandemia. A EasyJet, cuja atividade está parada há semanas, diz que desta forma …