Nobel da Medicina diz que a covid-19 foi criada em laboratório em Wuhan

Prolineserver / Wikimedia

Luc Montagnier foi laureado com o Nobel da Medicina em 2008.

O cientista laureado com o prémio Nobel da Medicina em 2008, Luc Montagnier, defende que o novo coronavírus foi criado num laboratório em Wuhan, na China.

Luc Montagnier foi o laureado com o Nobel da Medicina, em 2008, após ter ajudado a identificar o vírus do HIV. Numa opinião altamente controversa, o especialista diz que o novo coronavírus foi criado num laboratório em Wuhan, na China, o epicentro original da pandemia.

A teoria de Montagnier foi anteriormente contradita num estudo, publicado no mês passado na revista científica Natural Medicine. Um grupo de cientistas conseguiu comprovar que o vírus é um produto da evolução natural, refutando assim as teorias da conspiração que sugeriam que o novo coronavírus era uma arma biológica criada em laboratório.

Em entrevista ao Porquoi Docteur, Montagnier diz que a versão relatada de que o vírus terá começado a ser propagado num mercado de Wuhan é uma “história da carochinha”.

O virologista e médico francês de 87 anos alega que o genoma completo do novo coronavírus possui sequências de outro vírus, nomeadamente o HIV. “É o trabalho de um aprendiz de feiticeiro”, sustenta o prémio Nobel da Medicina de 2008.

De acordo com a revista Sábado, Montagnier acredita que a sequência do HIV terá sido inserida no genoma do coronavírus na tentativa de fazer uma vacina contra o HIV.

“O laboratório da cidade de Wuhan especializou-se neste tipo de coronavírus desde o início dos anos 2000. Eles têm experiência nessa área“, explicou o especialsita. “Não fomos os primeiros, já houve um grupo de cientistas indianos tentou publicar um estudo que mostrava que o genoma completo deste coronavírus possuía sequências de outro vírus, o HIV, o vírus da SIDA”.

Luc Montagnier tem estado no centro de várias polémicas nos últimos anos, tendo mesmo publicado vários artigos muito mal recebidos por diversos cientistas, escreve o Observador. O investigador francês já sugeriu também, por exemplo, tratar o autismo com antibióticos e chegou a defender a homeopatia e a anti-vacinação.

ZAP //

PARTILHAR

34 COMENTÁRIOS

  1. Acredito mais nesta versão do que qualquer outra, no entanto nunca se saberá ao certo, porque do país de onde vem a origem do mal jamais sairá qualquer informação fidedigna. Uma coisa é certo, continuar a Europa de cocaras perante os interesses da China, será a nossa ruína completa, é altura para meditar e repensar o futuro quanto ao sistema de globalização a seguir.

    • Pois claro. Desses amarelos, vermelhos, etc., só pode vir maldade, não é? Vamos desconfiar porque fomos amestrados para isso. De cócoras nunca! A não ser… aos EUA, à União Europeia, à Arábia Saudita, a Israel…

      • Amestrados? Já vivi em dois regimes e nenhum me limitou o pensamento, portanto você é que parece sofrer de vesguice política ao se recusar reconhecer a forma do regime em causa e a forma como a UE abdicou da sua capacidade tecnológica, científica e industrial para entregar de mão beijada quase tudo isso nas mãos dos asiáticos, se não consegue ver agora uma dependência destas em coisas tão simples como luvas ou máscaras, jamais conseguirá detectar qualquer outra anomalia.

        • “De mal a pior”, concordo em absoluto com o seu comentário.
          Infelizmente, tudo o que referiu é o resultado da ganância desmesurada. A troco de custos de produção mais baixos, nomeadamente baixos vencimentos, muitas das empresas de topo europeias e não só, deslocalizaram a produção dos seus produtos para a China, entregando, como bem referiu, todo o “know-how” de “bandeja”. Eles, que não são parvos, aproveitaram a oferta e, agora, que já dominam tecnologias e formas avançadas de produzir, fazem-no, estabelecendo um novo paradigma, ou seja, os “aprendizes pobrezinhos”, que trabalham em formato de semi-escravatura, pela “tacinha diária de arroz”, tornaram-se nossos concorrentes. Estes empresários, imbecis e ganaciosos, involuntáriamente e numa incomensurável estupidez, pautados pela falta de visão de longo prazo, acabaram por “acordar o gigante” e torná-lo um sério concorrente.

  2. “Eu tenho um Nobel e posso dizer o que quiser: abaixo as vacinas, os chineses são maus e amarelos e criam bichos, vamos tratar o autismo com antibióticos, o cancro com água benta e canela… Eu tenho um Nobel!”

    • Completamente!
      Na cabeça de um alucinado que acredita em tratamentos à base de água com “memória”, tudo é possível!…
      Curiosamente não apresenta qualquer indício que corrobore os disparates que diz!
      “Eles têm experiência nessa área”
      Eles quem?
      Qual laboratório?
      Parece mesmo conversa de taxista (sem ofensa) e não de um médico, mas, há malucos para tudo e idade também não perdoa!…
      Curiosamente, esta também é a tese de outro cientista de renome: Trump!!

    • Jorge Matos: Não vale a pena insistir, porque enquanto eu e outros se baseiam aqui em desconfianças mais do que justificáveis, você já demonstrou perfeitamente estar baseado apenas na defesa de um regime e até note-se agora, no ataque disfarçado a uma religião, quase que apostava se a origem viesse dos EUA e um qualquer Nobel aparece-se com a mesma afirmação, você estaria de pedra e cal de acordo com ele. Para mim qualquer um seria duvidoso, para mais tratando-se de uma super-potência, neste caso, para além dessa qualidade existem outras visíveis e inegáveis que poderão reforçar a suspeição e é apenas isto!

      • Obviamente que o SARS-CoV-2 foi editado! 1+2=3 já dizia o meu avô que não sabia ler nem escrever! Quer dizer num país tāo grande o vírus tinha logo que surgir a curta distância do único BioLab com seg.nível 4 da china!
        E já não é a primeira vez no mesmo local! Os tipos desse instituto andarm todos fazer doutoramentos e trabalharam nos laboratórios mais avançados da Europa, Canadá e USA.

        No laboratório mais avançada do planeta que trabalha com vírus, no Canadá, uma equipa de cientistas chineses foi expulsa por espionagem e por terem roubado e enviado para China amostras de vírus letais. Isto foi público e gerou uma crise diplomática.

        A CIA, NSA, e os israelitas têm provas! O Trump não fala á toa.

        Há uma coisa que me intriga, quem está a pagar a certos cientistas para virem defender a China? Cientistas da treta como aquele Artigo da Nature que é uma aberração. O título do artigo diz tudo sobre a honestidade dos seus autores!
        Está na hora do nosso Governo pedir contas à China pelos Danos causados, a começar pelas Portugueses e Portuguesas que morreram da covid-19.
        Estão á espera de quê para expulsar os chineses da EDP?À que arrestar, e nem para uma décima parte do prejuízo chega!

    • Também não duvido nada da opinião dele… Sempre achei muito estranho este vírus especialmente pelo facto de desde o início dizerem que acaba os idosos principalmente e nunca se falou nos bebés. Estudo da enfermagem na década de 80 fui enfermeira durante 12 anos e sempre percebi que os bebés e os idosos eram os mais vulneráveis para as doenças contagiosas. Porque será que este vírus escolhe mais os velhos!?
      Sempre mexer ou a estratégia de poupança monetária para os comandantes do mundo!

    • Completamente errado!!
      Em ciência não há “autoridades”; antes pelo contrário!!
      Ou ele demonstra o que diz através de algo minimamente comprovável ou é apenas mais um a mandar bitates!!
      Tirar conclusões baseadas na autoridade/reputação e não em factos, só pode dar asneira!!
      É a falácia da autoridade:
      pt.wikipedia.org/wiki/Argumentum_ad_verecundiam

  3. Se ele tem ou não razão, nenhum de nós saberá. Agora que tem uma valentíssima cara de bêbedo, isso ninguém o pode negar!
    O álcool liberta(-nos do virus)!.

    Mantenham-se ébrios, mas sãos, camaradas!

    • Americano não! Estado-unidense! Americanos são os habitantes ou naturais do continente América, que vai desde o Canadá até a Argentina, incluindo as Caraíbas. «O pai americano» a que te referes é apenas dos Estados Unidos, logo estado-unidense.

  4. Um artigo que é uma tragicomédia, que devia começar pelo seu fim: “O investigador francês já sugeriu também, por exemplo, tratar o autismo com antibióticos e chegou a defender a homeopatia e a anti-vacinação.” O nível intelectual da coisa. Um cientista que não acredita na ciência e nos resultados objetivos, portanto.

    • Caro leitor,
      O artigo é a notícia de um facto, tal como relatado: um cientista e Nobel da Medicina defendeu uma opinião, que o artigo começa por dizer que é controversa.

  5. Como bem diz o António Machado, trata-se de um cientista que não acredita na ciência. É o mesmo que um padre não acreditar em Deus, acrescento.

    • Exactamente!!
      Um cientista a defender vigarices anti-ciência como a homeopatia ou está maluquinho ou é um charlatão!!
      Tudo aponta para a primeira!….

      • Já pararam para pensar que esse médico pode saber algo mais que nós nem desconfiamos? É fácil julgarmos os outros sem tentarmos perceber os motivos que os levam a defenderem certas ‘teorias’. Vou citar um provérbio português que me parece adequado a este tipo de situações: «Quem anda no convento, sabe o que se passa lá dentro.» Não estou a defendê-lo, mas mantenho-me neutro em relação a certos temas; e a possibilidade de este vírus ter sido criado/manipulado num laboratório chinês me parece bastante provável. Acho que muitas das ditas «teorias da conspiração» têm uma certa lógica. O povo português também costuma dizer que: «Onde há fumo, há fogo!» Portanto, vamos parar para escutar mais, pesquisar mais, refletir imenso e julgar menos. Por outras palavras: não julguem precipitadamente…

        • Bem… tanta coisa para não dizer nada!…
          Se ele tem alguma informação “especial”, que a divulgue!
          Não é só mandar bitaites!…
          Até lá é só mais um maluquinho com teorias… com a agravante de ter sido um médico conceituado que recebeu um prémio Nobel. Quando se reformou foi para a China e depois começou a debitar diparates e tem vindo a ser cada vez mais desacreditado pela comunidade científica – há quem diga que sofre de demência.
          Teorias e ZERO provas ou indícios, portanto….

          • A intenção dos meus comentários não é expor neles as provas do que afirmo, até porque como disse “mantenho-me neutro em relação a certos temas”, porém desconfiado e alerta, e creio que é dessa maneira que as outras pessoas deveriam agir também. Esse «maluquinho com teorias» é médico francês com um prémio Nobel e é mais uma pessoa a dizer o que nós já ouvimos outros dizerem. Será realmente mera especulação? Será que ele diz aquilo sem ter provas? Que lógica teria um médico famoso, vencedor de um prémio Nobel, vir a público com uma «teoria da conspiração» que contradiz os livros de medicina e de ciência? Com que intenção? Apenas para manchar a sua imagem, ser desacreditado, ficar exposto a ridicularização dos demais e correr o risco, eventualmente, de ser assassinado? Porque se aquilo que ele afirma é verdade, poderá então estar a mexer com algumas verdades inconvenientes para certas pessoas. Que benefício ele teria se isso tudo que ele afirma for mentira e uma mera «teoria da conspiração»? Eu não estou a defendê-lo, mas me parece um absurdo pensar que um cidadão renomado como esse médico francês iria dizer algo assim sem saber o que de facto está afirmando e sem provas. Ou não soubeste o que aconteceu com certas pessoas na China após divulgarem o que estava ocorrendo por lá no início da pandemia? Eles iam se expor a contar o que contaram se não fosse verdade para correrem depois o risco de ‘desaparecerem’?! Vamos parar para pensar e julgar menos. Eu não sou dono da verdade, mas não creio que as chamadas teorias da conspiração sejam de todo absurdas. Nenhum de nós tem a capacidade de estar presente em todo o mundo ao mesmo tempo. Cada um de nós é limitado na capacidade de absorver informação acerca do mundo. Por outas palavras, precisamo-nos de uns e de outros. Logo, apesar de haver muita mentira no mundo, temos que ter o cuidado de não tirar conclusões precipitadas quando alguém nos conta algo que à partida possa parecer absurdo. E para terminar, quem é que afirma que esse médico «sofre de demência»?

            • Acho muito bem que tudo seja questionado – por isso é que eu não sou crente – tudo (dentro do possível) tem que ser comprovado através da ciência!
              Não é só dizer; tem que demonstrar com evidências porque o diz!!
              Senão, é apenas uma crença e, para isso, já existem as religiões.
              .
              Vi numa reportagem na tv alguém do seu círculo a dizer que ele apresenta sinais de demência… e nos últimos anos não falta quem lhe aponte o dedo pelas inúmeras incoerências e declarações dividosas.
              De qualquer modo, um médico que se tornou anti-vacinas e que defende vigarices como a homeopatia, claramente, não está bem!
              Daqui a pouco está a defender o Calcitrin ou a astrologia!…
              Como alguém referiu atrás, um médico que não segue o método científico é como um padre que não acredita em Deus!!

          • O facto de «alguém do seu círculo a dizer que ele [ou seja, o tal médico] apresenta sinais de demência» não significa rigorosamente que seja verdade; os outros médicos estariam provavelmente a defender a sua honra, o seu status quo e o seu negócio. Ou pensas que a medicina ocidental, apesar de muitos e valiosos progressos para a nossa sociedade, não é também e ao mesmo tempo um enorme negócio? É mais fácil tentar descredibilizar um indivíduo, mesmo que sendo médico, do que este por em causa toda a medicina ocidental, ao defender o que parecem ser absurdos ‘heréticos’ que possam abalar o prestígio da ciência. A minha postura, e volto a repetir, não é defender ninguém, mas simplesmente acho fundamental estarmos atentos e abertos a várias possibilidades sem descartar nenhuma. Não devemos ser precipitados a tirar conclusões e ‘condenar’ um dos lados de uma determinada questão. Antes é preferível questionar tudo, pesquisar bem e refletir muito, e só então é que tiramos uma conclusão, se tal nos for possível.
            É certo que há muitos vigaristas e muitas ‘soluções’ duvidosas. Mas, me parece que acusar esse médico de mentiroso ou de charlatão, sem tentarmos saber o verdadeiro motivo pelo qual ele tem aquele posicionamento (aparentemente absurdo), seja talvez demasiado precipitado.
            Quanto ao «Calcitrin» e à «astrologia» ou quaisquer outras chamadas medicinas alternativas ou pseudociências, posso afirmar que há quem recorra as mesmas, se dê bem e até, eventualmente, sugere-as a outras pessoas. Posso afirmar também, e isto é mesmo verdade, um familiar meu sofreu imenso de dores nos ossos durante muitos anos, e depois de recorrer a médicos sem obter resultados satisfatórios, socorreu-se então, como última esperança, numa determinada curandeira. Desde os tratamentos com essa curandeira até hoje, esse meu familiar nunca mais se queixou de dores nos ossos. Nunca mais voltou a sentir aquelas dores. Essa curandeira é a Romilda! Não estou querendo fazer qualquer tipo de publicidade, mas achei que deveria contar-te isto. Certamente que há curandeiros que não são bons profissionais, mas de igual modo se pode encontrar maus profissionais em qualquer ramo laboral.
            Isto serve para levarmos sempre em conta que nem tudo é necessariamente negro e branco. A Vida e o Mundo têm outras cores! Sejamos sempre livres para pensar por conta própria e não para sermos ‘escravos’ daquilo que oficialmente nos contam como sendo verdades dogmáticas e insubstituíveis! Como alguém há muito tempo afirmou: “A Verdade vos libertará.”

  6. “O investigador francês já sugeriu também, por exemplo, tratar o autismo com antibióticos e chegou a defender a homeopatia e a anti-vacinação.” No Coments

    • Meu caro essa tática de usar algo negativo para tirar credibilidade não cola, toda gente conhece! E o burro é você que não sabe somar 1+2. Não precisa ciência nem artigos da treta da Nature que já há muitos anos é tb ela uma grande treta, para pôr os neurónios a funcionar e concluir que não existem coincidências. E o problema com o SARS-CoV-2 é que elas são muitas e estão muito bem documentadas, desde o local de origem do vírus (quer dizer num país tāo grande e tinha que ser logo ao lado do dito laboratório, aliás único na China), a morte do médico, as movimentações do ministro da ciência, as demissões no dito laboratório.
      , O artigo chinês que revela a origem do SARS-CoV-2 que foi retirado do research gate, etc, etc, …. Portugal tem que exigir reparação pelos Danos causados à China! À que arrestar a EDP, isto para começar…

      • “Não precisa ciência…”
        Pois… lamento informar mas somar 1+2 é ciência!
        De resto, o discurso de “iluminado” à Bolsonaro, dá o belo resultado que se vê!…

  7. Com ciência ou sem ciência, da China, para mim, nada. Pena é que o mundo está cego e os governos encandeados com as coisas chinesas. Portugal só tinha que trabalhar, e ter juízo, não precisaria nada da China. Só made in Portugal, Se mandasse EDP e outras empresas compradas pela China voltariam de imediato para Portugal. Todos estamos a pagar para eles nos envenenar e contentinhos.

Responder a Eu! Cancelar resposta

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …