Costa chuta para canto assunto Centeno e diz que “não é preciso ser vidente” para ver Marcelo reeleito

Manuel de Almeida / Lusa

Esta segunda-feira, António Costa disse que não é preciso ser “vidente” para adivinhar a vitória de Marcelo Rebelo de Sousa nas Presidenciais. Sobre Centeno, a “polémica” está encerrada.

Na semana passada, numa visita à Autoeuropa, António Costa lançou a recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa: “Tenho uma boa data simbólica a propor para fazermos uma terceira visita em conjunto e para partilharmos uma refeição com os colaboradores da Autoeuropa: A terceira data é no primeiro ano do próximo mandato do senhor Presidente da República”, afirmou.

Esta segunda-feira, em entrevista à TSF, o primeiro-ministro preferiu ser mais cauteloso. Adiantando que “o voto é secreto”, Costa disse apenas que mantém o “compromisso de trabalhar com qualquer que seja o Presidente da República escolhido pelos portugueses”.

Ainda assim, com ou sem voto de Costa, a reeleição do atual Presidente está garantida: “Antecipar que, daqui a um ano, se houver candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, ele será o Presidente da República eleito… Não é preciso uma grande figura de análise política ou ser vidente“.

Em relação ao PS, Costa disse que o partido “tomará posição no momento próprio”, mas salvaguardou que a tradição é “apoiar candidatos” e não lançá-los. Apesar disso, sublinha que “André Ventura nunca terá seguramente o apoio do PS”.

Em relação a Mário Centeno, o assunto que marcou a agenda política da semana passada, António Costa deu a polémica por encerrada. “Já pedi desculpa a quem tinha de pedir desculpa. Senti que tinha havido falha de comunicação e foi explicada, se não tivesse aceitado as explicações, não tinha mantido a confiança”.

Apesar de reiterar a confiança política no ministro das Finanças, não confirma se Centeno colocou o lugar à disposição. “As conversas entre primeiro-ministro e os colegas de governo são as conversas entre primeiro-ministro e os colegas de governo.”

Sobre a eventual saída do ministro, Costa respondeu que “os governos têm dinâmicas, as pessoas têm as suas vidas”. Se o futuro de Centeno passará pelo Banco de Portugal, agora no cargo de governador, o governante respondeu que “tudo terá o seu tempo”.

Para a escolha do novo governador, garantiu, vai ouvir “os partidos, o Presidente da República e as instituições que devem ser ouvidas”. No entanto, é um assunto que será tratado “no momento próprio”.

Não há data para abertura de bares, discotecas e ginásios

Ainda não há data prevista para a reabertura de bares, discotecas e ginásios. “Ainda não está no nosso calendário, temos de ir fazendo de forma gradual”, admitiu Costa.

O desconfinamento da economia começou pelos “setores e atividades onde é mais fácil estabelecer normas de afastamento” e, segundo o primeiro-ministro, as “atividades que vivem da proximidade e da interação estarão no ultimo lugar das que poderão reabrir”.

Questionado sobre se os bares e discotecas poderão não reabrir durante o verão, o governante foi perentório: “Se for necessário, terá de ser. Se não for, melhor”.

Já sobre a reabertura dos ginásios, António Costa disse que o Governo “está em diálogo com a associação” setorial para implementar “critérios de higienização para a retoma de atividade”.

Portugal vai receber da China 500 ventiladores

O primeiro-ministro afirmou que estão já desde sábado na embaixada de Portugal em Pequim cerca de 500 ventiladores que foram pagos em março pelo Estado Português, mas que não foram entregues pelos fornecedores chineses.

“Desde sábado passado, a nossa embaixada em Pequim tem finalmente os famosos 500 ventiladores que tínhamos adquirido. Felizmente que até agora não foram necessários, mas a sua aquisição foi importante, porque temos de reforçar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde“, declarou o primeiro-ministro.

Até agora, dos 508 ventiladores encomendados, apenas poucas dezenas chegaram a Portugal. Os restantes ventiladores deveriam já ter chegado no dia 15 de abril.

No início deste mês, numa conversa telefónica com o Presidente da República Popular da China, Xi Jinping, o chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu-lhe que intercedesse para acelerar a entrega de material “encomendado e pago” à China, em particular ventiladores.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Sobre a polémica das presidenciais acho que o Costa teve visão porque sabe perfeitamente que não tem nenhum candidato do PS que bata o Marcelo.Assim sendo,tem o tacho garantido por mais alguns anos.

  2. Se à partida as eleições já estão ganhas, poupe-se então o custo desse acto e reconduza-se Marcelo como Presidente Vitalício.
    Há uma falta de respeito democrático quando se condiciona o voto dos eleitores, anunciando antes do” jogo o resultado final”.
    Mau exemplo Sr. António Costa……

  3. Anunciado o resultado antes do final do jogo, sim! Jogo baixo, é claro, que foi o anunciar da candidatura do PR numa fábrica de automóveis alemã! Que trapalhada! Ao que os políticos se sujeitam, meu Deus! Acho muito bem que a Ana Gomes se candidate, quanto mais não seja para inviabilizar o candidato único, que tem mesmo um cheirinho a União Nacional, o que favorece os movimentos extremistas que proliferam por aí!

  4. O Marcelo diz que no governo não há crise. O costa “empurra” o Marcelo para segundo mandato. Amor, perdão. favores com favores se pagam

RESPONDER

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …

"Vice" da bancada do PS contestado por pedir autocrítica do partido sobre Sócrates

Pedro Delgado Alves defendeu que o PS deveria refletir sobre a ação de José Sócrates. O deputado foi contestado por outros dirigentes do grupo parlamentar, nomeadamente Ana Catarina Mendes, que reagiu de forma dura à …

Japão responde à China e garante que derrame de Fukushima será seguro

O vice-primeiro-ministro japonês, Taro Aso, reafirmou esta sexta-feira, em resposta às críticas da China, que a descarga da central nuclear de Fukushima aprovada pelas autoridades japonesas estará dentro dos limites de segurança da água potável. "Estou …

Ninguém quer "a batata quente" do caso Sócrates. Ivo Rosa e Carlos Alexandre com nota máxima

Os juízes Ivo Rosa e Carlos Alexandre foram avaliados com a nota máxima de "Muito Bom" pelo Conselho Superior da Magistratura em inspecções realizadas entre 2013 e 2018, ou seja, abarcando o período da investigação …