Costa chuta para canto assunto Centeno e diz que “não é preciso ser vidente” para ver Marcelo reeleito

Manuel de Almeida / Lusa

Esta segunda-feira, António Costa disse que não é preciso ser “vidente” para adivinhar a vitória de Marcelo Rebelo de Sousa nas Presidenciais. Sobre Centeno, a “polémica” está encerrada.

Na semana passada, numa visita à Autoeuropa, António Costa lançou a recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa: “Tenho uma boa data simbólica a propor para fazermos uma terceira visita em conjunto e para partilharmos uma refeição com os colaboradores da Autoeuropa: A terceira data é no primeiro ano do próximo mandato do senhor Presidente da República”, afirmou.

Esta segunda-feira, em entrevista à TSF, o primeiro-ministro preferiu ser mais cauteloso. Adiantando que “o voto é secreto”, Costa disse apenas que mantém o “compromisso de trabalhar com qualquer que seja o Presidente da República escolhido pelos portugueses”.

Ainda assim, com ou sem voto de Costa, a reeleição do atual Presidente está garantida: “Antecipar que, daqui a um ano, se houver candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, ele será o Presidente da República eleito… Não é preciso uma grande figura de análise política ou ser vidente“.

Em relação ao PS, Costa disse que o partido “tomará posição no momento próprio”, mas salvaguardou que a tradição é “apoiar candidatos” e não lançá-los. Apesar disso, sublinha que “André Ventura nunca terá seguramente o apoio do PS”.

Em relação a Mário Centeno, o assunto que marcou a agenda política da semana passada, António Costa deu a polémica por encerrada. “Já pedi desculpa a quem tinha de pedir desculpa. Senti que tinha havido falha de comunicação e foi explicada, se não tivesse aceitado as explicações, não tinha mantido a confiança”.

Apesar de reiterar a confiança política no ministro das Finanças, não confirma se Centeno colocou o lugar à disposição. “As conversas entre primeiro-ministro e os colegas de governo são as conversas entre primeiro-ministro e os colegas de governo.”

Sobre a eventual saída do ministro, Costa respondeu que “os governos têm dinâmicas, as pessoas têm as suas vidas”. Se o futuro de Centeno passará pelo Banco de Portugal, agora no cargo de governador, o governante respondeu que “tudo terá o seu tempo”.

Para a escolha do novo governador, garantiu, vai ouvir “os partidos, o Presidente da República e as instituições que devem ser ouvidas”. No entanto, é um assunto que será tratado “no momento próprio”.

Não há data para abertura de bares, discotecas e ginásios

Ainda não há data prevista para a reabertura de bares, discotecas e ginásios. “Ainda não está no nosso calendário, temos de ir fazendo de forma gradual”, admitiu Costa.

O desconfinamento da economia começou pelos “setores e atividades onde é mais fácil estabelecer normas de afastamento” e, segundo o primeiro-ministro, as “atividades que vivem da proximidade e da interação estarão no ultimo lugar das que poderão reabrir”.

Questionado sobre se os bares e discotecas poderão não reabrir durante o verão, o governante foi perentório: “Se for necessário, terá de ser. Se não for, melhor”.

Já sobre a reabertura dos ginásios, António Costa disse que o Governo “está em diálogo com a associação” setorial para implementar “critérios de higienização para a retoma de atividade”.

Portugal vai receber da China 500 ventiladores

O primeiro-ministro afirmou que estão já desde sábado na embaixada de Portugal em Pequim cerca de 500 ventiladores que foram pagos em março pelo Estado Português, mas que não foram entregues pelos fornecedores chineses.

“Desde sábado passado, a nossa embaixada em Pequim tem finalmente os famosos 500 ventiladores que tínhamos adquirido. Felizmente que até agora não foram necessários, mas a sua aquisição foi importante, porque temos de reforçar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde“, declarou o primeiro-ministro.

Até agora, dos 508 ventiladores encomendados, apenas poucas dezenas chegaram a Portugal. Os restantes ventiladores deveriam já ter chegado no dia 15 de abril.

No início deste mês, numa conversa telefónica com o Presidente da República Popular da China, Xi Jinping, o chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu-lhe que intercedesse para acelerar a entrega de material “encomendado e pago” à China, em particular ventiladores.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Sobre a polémica das presidenciais acho que o Costa teve visão porque sabe perfeitamente que não tem nenhum candidato do PS que bata o Marcelo.Assim sendo,tem o tacho garantido por mais alguns anos.

  2. Se à partida as eleições já estão ganhas, poupe-se então o custo desse acto e reconduza-se Marcelo como Presidente Vitalício.
    Há uma falta de respeito democrático quando se condiciona o voto dos eleitores, anunciando antes do” jogo o resultado final”.
    Mau exemplo Sr. António Costa……

  3. Anunciado o resultado antes do final do jogo, sim! Jogo baixo, é claro, que foi o anunciar da candidatura do PR numa fábrica de automóveis alemã! Que trapalhada! Ao que os políticos se sujeitam, meu Deus! Acho muito bem que a Ana Gomes se candidate, quanto mais não seja para inviabilizar o candidato único, que tem mesmo um cheirinho a União Nacional, o que favorece os movimentos extremistas que proliferam por aí!

  4. O Marcelo diz que no governo não há crise. O costa “empurra” o Marcelo para segundo mandato. Amor, perdão. favores com favores se pagam

RESPONDER

Portugal tem o segundo melhor ataque do Euro. E a terceira pior defesa

Fechada a segunda jornada da fase de Grupos do Euro 2020, a seleção nacional tem o segundo melhor ataque da prova, com 5 golos marcados, atrás apenas da Itália. Mas tem também a terceira pior …

Espanha 1-1 Itália | Hino ao desperdício trama La Roja

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, empatou hoje a um golo com a Espanha, em Sevilha, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Euro2020, mantendo-se ambas sem vitórias. A formação espanhola, que …

Já pode ajudar a NASA a batizar o manequim que vai até à Lua

A agência espacial norte-americana está a pedir ajuda para batizar o "Moonikin", o manequim que vai a bordo da nave Orion, durante a missão lunar Artemis I, ainda este ano. Quando a nave espacial Orion, da …

Portugal em Europeus: as últimas três derrotas foram (todas) contra a Alemanha

Em 90 minutos, Portugal não era derrotado numa fase final de um Europeu desde a estreia no Europeu 2012. Recorde as seleções que bateram Portugal, até agora. "Já não posso ver os franceses à frente". Esta …

Spotify lança Greenroom (e abre concorrência ao Clubhouse)

O Spotify lançou na quarta-feira, dia 16 de junho, uma app de conversas por áudio em direto chamada Greenroom, uma resposta do gigante sueco de streaming de música à popular plataforma Clubhouse. O Greenroom permite que …

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …