“Lamentável e deprimente.” Ana Gomes admite refletir sobre candidatura à Presidência da República

Tiago Petinga / Lusa

Ana Gomes

Ana Gomes ficou chocada depois de ouvir António Costa declarar apoio a uma recandidatura de Marcelo Rebelo e Sousa e admitiu refletir sobre uma potencial candidatura à Presidência da República.

A ex-eurodeputada socialista Ana Gomes afirmou, este domingo, que vai refletir sobre as presidenciais, por considerar que “mudou muita coisa” com o primeiro-ministro a antecipar um segundo mandato de Marcelo Rebelo de Sousa. No seu espaço de comentário na SIC Notícias, Ana Gomes anunciou que estaria “a refletir” numa candidatura.

Na quarta-feira, no final de uma visita à Autoeuropa, António Costa fez alusão à eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Ana Gomes não gostou: “Acho que neste momento todos temos todos de refletir na implicações do que se passou, nas implicações que vai ter na democracia”, disse.

Para António Costa, “estabeleceu-se uma nova tradição de que o Presidente da República e o primeiro-ministro visitam em conjunto” a Autoeuropa.

“Foi assim em 2016, no primeiro ano de mandato do Presidente da República, e foi agora no último ano do seu atual mandato. Tenho uma boa data simbólica a propor para fazermos uma terceira visita em conjunto e para partilharmos uma refeição com os colaboradores da Autoeuropa: A terceira data é no primeiro ano do próximo mandato do senhor Presidente da República”, afirmou.

Este domingo, Ana Gomes indicou que era necessário refletir porque eram declarações que trazem consequências. “Acho que todos os democratas têm de refletir. Isto tem consequências. Haver um candidato do regime [Marcelo Rebelo de Sousa] que polariza a sociedade, faz o jogo da extrema-direita. É muito perigoso para a democracia. Todos temos de refletir e eu também vou refletir.”

Questionada pela jornalista da SIC sobre se admite avançar com uma candidatura às presidenciais, Ana Gomes respondeu que “admito refletir. É isso que vou fazer“.

Para a ex-eurodeputada, o episódio foi “lamentável, deprimente mesmo“. “Nunca se viu. O lançamento do Presidente da República ser anunciado numa fábrica de automóveis por alguém que nem sequer estava na qualidade de dirigente partidário, mas na qualidade de primeiro-ministro”, afirmou.

Na sua opinião “a democracia não está suspensa”, mas “parece que alguns pensam que está suspensa no PS”.

Ana Gomes criticou então o presidente do PS, Carlos César, pelas suas declarações ao jornal Público, em que remeteu o congresso previsto para este ano para depois das eleições presidenciais, acusando-o de falar com “uma leviandade paternalista insuportável”.

Ressalvando que no presente não é candidata e nem ambicionava sê-lo, Ana Gomes reforçou a mensagem de que “o que se passou é tão grave, tem tantas implicações para a democracia” que impõe “uma reflexão”, porque “a situação não é igual ao dia anterior”.

“Eu fico muito preocupada pelo meu partido e pela democracia. E acho que muitos portugueses do centro-esquerda, da esquerda e da própria direita democrática estão preocupados – porque isto tem repercussões, obviamente, para o PSD”, disse.

Nas últimas eleições presidenciais, em 2016, em que o antigo presidente do PSD Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito com 52% dos votos, houve dois candidatos da área política do PS, Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa, e o partido não declarou apoio oficial a nenhum.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

27 COMENTÁRIOS

  1. Como pode alguém acreditar que esta senhora alguma vez venha a ser presidente da republica.Quanto mais leio sobre o assunto mais me revolta esta democracia francamente,as pessoas estão passadas da Mona.

    • Certo é que o 1º Ministro, lançou uma “Baboseira” de tal tamanho, que no meu ver o erro será irrecuperável !…. Quanto a ser Candidato(a) a Presidência da Republica,é acessível a qualquer Cidadão logo que cumpra os requisitos, é isso a Democracia, mesmo que imperfeita, prefiro-a a outro qualquer Regime Autoritário, Ditador ou Fascista. Mas claro é a minha escolha, entre o pior e o menos mau (porque perfeito, não existe) escolho o menos mau. Para ser perfeito seria pedir a um Governante de agradar a Gregos e Troianos, facto que nunca aconteceu na história da Humanidade.

    • Qual é o problema da Ana Gomes?
      Será honesta e directa demais para PR?
      Esta democracia é a mesma que já nos “deu” uma múmia como Presidente…

  2. Força, Ana Gomes, a democracia precisa de si.
    Muitos portugueses não precisam de palmadinhas nas costas, nem que lhes passem a mão pelo pêlo.
    O que os portugueses precisam é de alguém que cumpra o seu trabalho e que ajude a criar condições para os portugueses fazerem o seu.
    O que muitos portugueses precisam é de justiça, de alguém que acabe com os podres que arruínam este país, tal como a corrupção, os tachos, os privilégios exagerados e injustificados de alguns e o calvário de outros, a partidarização exacerbada em todos os setores estatais, a ausência de meritocracia…
    Força Ana Gomes. Muitos portugueses estão à espera de uma pessoa como vocês. Muitos mais portugueses do que aqueles que alguns pensam!

    • Ela vai ter votos; votos de bandidos, de criminosos, de anarquistas, de fracassados e de outros grupelhos de marginais da sua estirpe. No entanto, como esta é uma franja residual da nossa sociedade, 1% com certeza que já lhe satisfaz o ego, pois nem os seus antigos colegas de partido, antes do tacho a atrair, o MRPP, vão votar nela porque sabem o que a casa gasta.

    • Eu gosto muito da Ana Gomes, embora por vezes pareça um pouco desbocada e pouco refletida. Não sei se a sua frontalidade chega para que chegue a candidata. É politicamente incorreta, diz o que ninguém tem coragem para dizer, mas infelizmente não é isto que a maioria das pessoas quer ouvir.

      • Já ouvir dizer que num manicómio também dizem tudo o que a maioria das pessoas não tem coragem para dizer… nem quer ouvir

  3. Se Ana Gomes se candidatar eu voto nela. Pelas suas qualidades e porque estou farto de um Presidente (MRS) que transformou o seu mandato numa campanha perpétua de promoção da sua imagem.

  4. Lá vem a conversa da extrema-direita…
    É tipo a história do papão… mas ela que saiba que se surgir é por causa da constante corrupção da qual o seu partido tem uma boa parte de culpa!

    • Também estou farta do bicho papão, quando o nosso problema é antes do mais, a frente unida de gente sem escrúpulos e para quem a direita ou a esquerda sao meros detalhes. Mas gosto da Ana Gomes, que apesar de poiiticamente incorreta, diz o que ninguém tem coragem para dizer. Corajosa, sem duvida, mas se fosse um pouco mais humilde e refletida nas suas intervenções, chegaria bem mais longe.

  5. Esta parvalhona que vá para casa passar a roupa a ferro, limpar o pó, cozinhar, ou vá trabalhar para a limpeza fazendo o papel de mulher a dias para ver o que custa a vida.

  6. Por vezes estou de acordo com algumas ideias dela, outras não, portanto se se candidatar será mais uma a dar oportunidade àqueles que partilham do seu ponto de vista.

  7. Estes senhores e senhoras que estão aqui a criticar Ana Gomes, em poucas palavras só querem, praias, vinhos, gajas… o trabalho que se lixe… pessoas incultas… à espera do estado que lhes dê… querem vão trabalhar, o país e o mundo a passaram por uma situação complicada de saúde e o que povinho quer praia, esplanadas… também o António Costa e Marcelo, sabem o povinho, que têm de atrasados mentais… Força Ana Gomes, André Ventura, pessoas que não têm problemas fizeram a verdade…

  8. Ana Gomes (!!!???)
    É esta senhora que:
    1. defendeu os terroristas árabes quando eram transportados para Guantanamo?
    2. defendeu o Sócrates até à exaustão?
    3. Nunca fez absolutamente nada de útil como eurodeputada?
    4. Defende bandidos, piratas e anarquistas aliando-se a advogados estrangeiros de muito duvidosa seriedade?
    5. ainda alinha as suas ideias pelas do fantasmagórico MRPP?
    6. Nas suas intervenções espuma raiva contra tudo e todos que não partilham da sua astigmática e complexada forma de ver (centrada num materialismo dialético obtuso e anquilosado)?
    APRE!
    PS: só gostava de saber se o(s) ordenado(s) que recebe são pagos com os meus impostos…

  9. Para quê destilar tanto ódio contra uma pessoa que se limita a mostrar o que está mal na sociedade, incluindo no seu próprio partido? Só podem ser direitinhas, amigos da ISABELINHA, OU BENFIQUISTAS CORRUPTOS. Não devem gostar que ela apoie o Rui Pinto, por certo! Não pode ser Presidente da República porquê? Não teve um excelente papel enquanto embaixadora!?. Ou será por ser mulher? Não terá muito mais mérito do que uma múmia que lá tivemos tanto tempo? Tenham tento e meçam as palavras!

  10. Mas esta defensora de terroristas, que é o que ela tem sido sempre, também queria ser presidente de república?

  11. Esta defensora de terroristas não devia estar no ps. Devia estar no berloque ou ainda mais à esquerda Só defende terroristas e gente fora-da-lei

  12. Eu votei na candidata politicamente incorrecta Ana Gomes não só por concordar com as suas ideias mas também porque são necessárias pessoas politicamente incorrectas na política, capazes de dizer as verdades e de afrontar os mais poderosos, inclusive aqueles do seu próprio partido. Se Ana Gomes não tem dificuldades em ser politicamente incorrecta com toda a direita, ainda mais de louvar é o facto de ser politicamente incorrecta com José Sócrates, que era do seu partido. Foi ainda a única candidata capaz de fazer frente ao professor Marcelo nos debates. Nada a ver com aquele senhor (citando Ana Gomes), que dá pelo nome de André Ventura, que de politicamente incorrecto nada tem mas tem muito de factualmente incorrecto, um criminoso e pseudo-patriota conhecido por organizar comícios enquanto todos os dias o Covid matava centenas em Portugal e financiado por milionários estrangeiros e cujo sonho molhado é lamber as botas aos meus poderosos enquanto o povinho que se lixe e morra de Covid. Precisamos de mais pessoas como Ana Gomes na política portuguesa e de menos ventiras, menturas ou andrébices.

RESPONDER

Relógio japonês parado pelo terramoto de 2011 volta a funcionar novamente (graças a outro sismo)

Um relógio japonês com 100 anos de idade que deixou de funcionar depois do devastador terramoto de 2011 voltou a trabalhar após um novo sismo este ano. De acordo com o jornal Maunichi Shumbun, o relógio, …

Ventura tem "receio" que partido seja ilegalizado

Este domingo, o Chega vai organizar uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura admitiu ter um "receio muito significativo". O Observador avança que a manifestação tem início no Príncipe Real, passa pelo Tribunal Constitucional …

Três mortos e 441 novos casos em Portugal

Este domingo, Portugal regista mais três mortes e 441 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Autoridades brasileiras ilibam João Loureiro

João Loureiro já não é suspeito no processo que envolve a apreensão de um avião com 500 quilos de cocaína, segundo as autoridades brasileiras. As autoridades brasileiras descartaram, este sábado, qualquer ligação do advogado português João …

No Canadá, há dois rios que se encontram (mas não se misturam)

Em Nunavut, no Canadá, há dois rios que se encontram, mas não perdem a sua aparência individual enquanto se movem sinuosamente pela tundra. O Back River flui para o norte em direção ao Oceano Ártico. Ao …

Russos acusados de explosão na República Checa são suspeitos de envenenar Skripal

Os dois suspeitos russos, envolvidos na explosão que matou duas pessoas em 2014 na República Checa, têm os mesmos passaportes que os dois homens acusados de envenenar, com o agente nervoso novichok, o espião Sergei …

Numa cidade na Nova Zelândia, a Páscoa resume-se a exterminar coelhos

Em Alexandra, na região de Otago, os coelhos são considerados pragas, uma espécie que ameaça a biodiversidade do país e a agricultura. Elle Hunt, correspondente do The Guardian em Auckland, na Nova Zelândia, escreveu um artigo …

Reavaliação de barragens da EDP ficou por fazer, depois de Governo ter recuado na decisão

No início do ano passado, o ministério do Ambiente considerou ser necessário reavaliar as barragens da EDP, mas a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Parpública disseram não ter competências para fazer a avaliação …

Portugal bateu recorde de vacinação no sábado. Foram administradas 120 mil vacinas

Este sábado, Portugal registou um recorde diário de pessoas vacinadas contra a covid-19. No total, foram administradas 120 mil doses da vacina. De acordo com os números avançados pela task force responsável pelo plano de vacinação, …