Costa lançou Marcelo para a recandidatura. Presidente (e PS) apanhados de surpresa

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro lançou Marcelo Rebelo de Sousa para uma recandidatura à Presidência da República. Em Belém, onde a notícia chegou com surpresa, diz-se que António Costa pode ter aproveitado o momento para gerar “ganhos políticos” e pôr na agenda um outro assunto que não o seu Governo.

Nesta quarta-feira, António Costa afirmou que espera voltar com Marcelo Rebelo de Sousa à fábrica da Autoeuropa, em Palmela, após a reeleição do atual Presidente da República, logo no primeiro ano do seu novo mandato, em 2021.

António Costa fez esta alusão à eventual recandidatura do chefe de Estado no final de uma visita de hora e meia à Autoeuropa, tendo o chefe de Estado ao seu lado, assim como o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira.

Segundo o primeiro-ministro, em relação à Autoeuropa, “estabeleceu-se uma nova tradição de que o Presidente da República e o primeiro-ministro visitam-na em conjunto”.

“Foi assim em 2016, no primeiro ano de mandato do Presidente da República, e foi agora no último ano do seu atual mandato. Tenho uma boa data simbólica a propor para fazermos uma terceira visita em conjunto e para partilharmos uma refeição com os colaboradores da Autoeuropa: A terceira data é no primeiro ano do próximo mandato do senhor Presidente da República”, declarou António Costa.

Numa outra declaração também na Autoeuropa, António Costa pareceu não ter dúvidas de que Marcelo se recandidatará e ganhará a corrida a Belém: “Como é sabido, sendo eu um otimista, não tenho a menor dúvida do que se seguirá no próximo ano”, afirmou.

Cá estaremos todos“, disse Marcelo Rebelo de Sousa depois de ouvir o primeiro-ministro a sugerir que será reeleito nas presidenciais de 2021.

“Nós vamos ultrapassar esta pandemia e os efeitos económicos e sociais este ano, no ano que vem, nos anos próximos. E eu cá estarei, e cá estaremos todos, porque isto é um espírito de equipa que se formou e que nada vai quebrar. Cá estaremos este ano e nos próximos anos a construir um Portugal melhor”, declarou, junto a António Costa.

Depois de se “deixar entusiasmar” com a declaração de António Costa, o Presidente da República moderou o discurso, dizendo não querer aprofundar o assunto sobre uma eventual candidatura a Belém. “Cá estaremos em qualquer caso. Não nos podemos substituir à vontade do povo português“, disse, recusando precipitações.

Costa apanhou Marcelo de surpresa

De acordo com o semanário Expresso, António Costa não contou a Marcelo Rebelo de Sousa que faria uma alusão a uma eventual recandidatura a Belém durante a visita à Autoeuropa. O chefe de Estado, conta o jornal Observador citando fontes da Presidência, foi apanhado de surpresa com uma situação que o deixou “estupefacto” e “desconfortável”.

As mesmas fontes contam que António Costa levava a frase “preparada”, visando “obter ganhos políticos”. “Pode ser a conjuntura a explicar que o primeiro-ministro, cercado por mais problemas dentro do Governo do que parece, tenha decidido criar um facto político para desviar as atenções”, avançam na Presidência ao Expresso.

Mas pode existir um segundo motivo que explique a atitude de António Costa: travar eventuais candidatos socialistas. “Também pode ter sido a necessidade de arrumar esta questão e travar as veleidades de alguns socialistas que queriam um candidato próprio”.

O semanário Expresso levanta ainda uma terceira hipótese: o Presidente não exclui que António Costa tenha desejado firmar o quanto antes uma espécie de pacto com o Presidente, de quem sabe ter muito a contar nos próximos tempos, sobretudo perante a crise económica e social que se avizinha.

O jornal Observador conta ainda que até o PS foi apanhado de surpresa com a declaração de António Costa. Contudo, fontes socialistas ouvidas pelo jornal online rejeitam que se trate  de um apoio direto à eventual candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa.

“Não foi bem um apoio, foi mais um piscar de olho, um sinal, uma indireta”, diz-se.

Com esta declaração, entendem os socialistas, António Costa chega-se à frente em primeiro lugar, “obrigando” o PSD e até mesmo o CDS a apoiarem o Presidente. Costa “aproveitou a janela de oportunidade”, adiantando-se ao líder do PSD, Rui Rio, que disse recentemente que um eventual apoio a Marcelo surgiria após o anúncio de recandidatura.

O Observador escreve ainda que na véspera da visita à Autoeuropa, isto é, na terça-feira, já corria nos bastidores a ideia de que iria haver um “número” de António Costa com o Presidente da República – só não se sabia qual.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Estes gajos merecem que os portugueses lhes mostrem um valente cartão vermelho. E no meu caso votarei no palerma do Ventura apenas para lhes dizer que estou-me a c$%& para eles todos.

  1. Pois é, Senhor Presidente…
    É no que dá apresentar-se como um servo deste governo oportunista, descarado e sem vergonha!!!
    Continue assim… e um dia será lembrado como o candidato (derrotado?) de uma esquerda sem moral nem princípios.
    Tenho feito parte de um conjunto de apoiantes incondicionais de Vossa Excelência, mas há limites para aceitar tamanha ingenuidade… ou compadrio.
    Na vida não vale tudo…
    Temo que com o meu voto não será reeleito…

  2. Nada como uma palavra de alento vinda de um político, sobretudo quando vivemos uma situação difícil.
    .
    Os indivíduos que melhor ultrapassam uma crise, são os políticos. Sobretudo os que estão no poder.
    .
    E esta é a segunda maior conquista da democracia.
    .
    Porque a primeira grande conquista é aquela que dá a qualquer indivíduo – seja ele idiota, xico-esperto, pária ou pulha, a possibilidade de exercer um alto cargo no poder, bastando para isso filiar-se num partido e ir gerindo as danças à sua volta.

  3. os dois bilderbergers que vão gerindo o circo do covid entendem-se às mil maravilhas, pena estarem-se borrifando para o país e para os portugueses, fazem o que as altas instâncias do grupinho lhe mandam e calam.

RESPONDER

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …

Petição para cancelar Jogos Olímpicos conta já com 200 mil assinaturas

Uma petição 'online' a pedir o cancelamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia da covid-19 ultrapassou esta sexta-feira as 200 mil assinaturas, avançou a agência Lusa. A campanha, lançada na quarta-feira pelo advogado e ativista …

“Não queremos estragar a nossa joia da coroa“. Governo pode limitar acesso da Peneda-Gerês

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza concorda com os autarcas, sobre o impacto positivo do turismo para as populações, mas nota que o sucesso do PNPG não pode pôr em causa os valores …

Fome e seca levam milhares de angolanos a fugirem para a Namíbia

A fome provocada pela seca extrema na província de Cunene, no sul de Angola, está a levar milhares de pessoas a fugir para a Namíbia. "A estiagem provocou a rutura de 'stocks' alimentares das comunidades e …

Governo britânico confirma Portugal na “lista verde” de viagens. Preço das viagens disparou

Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de maio, anunciou hoje o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps. Portugal …

Nova Zelândia vai proteger fiorde emblemático de turismo de massas

O Governo da Nova Zelândia anunciou que vai proteger do turismo de massas a paisagem natural do icónico fiorde Milford Sound-Piopiotahi, património mundial na ilha do Sul. O turismo em Milford Sound-Piopiotahi, considerado um dos principais …

Autárquicas são ensaio para o CDS. Nas legislativas, partido pode ser o "PEV do PSD"

Com o CDS a afundar nas sondagens, as legislativas já estão no campo de visão. As autárquicas que se avizinham vão ser um ensaio para os centristas: e se uns dizem que não, os críticos …

“O cenário é caótico“. Greve do SEF provoca ajuntamentos no Aeroporto de Lisboa e Porto

A greve convocada pelo sindicato do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) a decorrer esta sexta-feira está a provocar grandes ajuntamentos nos principais aeroportos do país. A greve de inspetores e funcionários do Serviço de Estrangeiros …

TAP no fim da lista de credores em caso de insolvência da Groundforce

A tensão entre a companhia aérea e a empresa de handling voltou a colocar o cenário de insolvência em cima da mesa. Mas isso pode vir a revelar-se um "calvário" para a TAP. De acordo com …

Governo propõe juízes diferentes nas fases de inquérito e instrução

O Governo enviou uma proposta de lei enviada ao Parlamento que prevê que o magistrado que acompanha uma investigação não possa continuar a intervir no processo após a acusação. O objetivo do Governo, de acordo com …