Se morte de Ihor não foi caso isolado, “então é o SEF que não serve”, avisa Marcelo

Mário Cruz / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou que é necessário apurar se a morte de Ihor “foi um caso isolado”. Caso não tenha sido, então “é o sistema que tem de ser substituído”.

Marcelo Rebelo de Sousa já tinha sido criticado por manter-se relativamente aparte da polémica da morte do cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa. Agora, o Presidente da República justificou a “postura cuidadosa” que tem adotado com o facto de haver um “processo criminal em curso”.

“Temos de apurar se foi um caso isolado”, começou por dizer Marcelo. Se não for esse o caso, “se o problema for do sistema”, então “é o sistema que tem de ser substituído”.

“Se não funciona este SEF, não serve e tem de se avançar para uma realidade completamente diferente”, atirou, citado pelo Observador.

Na eventualidade de ser o caso, Marcelo avisa que não está em causa “o A, o B, o C, ou o D”, mas “é todo o sistema que está errado e é preciso substitui-lo globalmente por outro”.

“Se é um ato isolado, em que há determinados responsáveis — eventualmente considerados como tal no fim do processo — é uma coisa; se isto é uma forma de funcionamento do SEF é outra coisa”, reiterou.

Depois de a viúva de Ihor Homeniuk ter acusado o Estado português de não a indemnizar pela morte do seu marido, o Governo garante que vai assumir o pagamento de uma indemnização à viúva e dois filhos do cidadão ucraniano morto no aeroporto de Lisboa. A informação foi adiantada pela ministra da Presidência Mariana Vieira da Silva, em conferência de imprensa.

Em declarações aos jornalistas, o também presente ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, realçou que Portugal é “uma referência global defesa intransigente dos direitos humanos” e que, por isso, a morte de Ihor Homeniuk “é absolutamente inaceitável” e “está em total contradição com os padrões dos direitos humanos que Portugal adota”.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, vai ser ouvido no parlamento na terça-feira sobre o caso da morte de um ucraniano, em março, nas instalações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), disse hoje à Lusa fonte parlamentar.

A audição de Cabrita, hoje comunicada aos deputados, vai acontecer na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias e decorre de pedidos do PSD e da deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira (ex-Livre).

A diretora do SEF, Cristina Gatões, que em novembro admitiu que a morte do cidadão ucraniano, da qual foram acusados três inspetores, foi resultado de “uma situação de tortura evidente”, demitiu-se na quarta-feira, nove meses após os acontecimentos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Marcelo quando devia ter falado não falou. Agora que já tem a sua reeleição como certa é que resolve falar. O seu jogo duplo fede a hipocrisia que tresanda. Pobre país nas mãos de políticos deste gabarito.

RESPONDER

"Vamos lutar até aos portões do inferno". Plano de vacina obrigatória de Biden suscita críticas e processos

O anúncio do plano de vacinação Joe Biden suscitou aplausos do lado Democrata, mas muitas críticas de governadores Republicanos, que estão a processar a administração norte-americana. Ainda não passou uma semana desde o anúncio, mas o …

Constitucional contra saída "desprestigiante" de Lisboa. PS critica eleitoralismo da proposta do PSD

O Tribunal Constitucional caracterizou como "desprestigiante" a saída de Lisboa para Coimbra proposta pelo PSD, o que motivou críticas. A decisão final só vai ser conhecida depois das autárquicas. Em causa está o projecto de lei …

Hospital de Nova Iorque deixa de realizar partos face à demissão do pessoal médico que recusa vacinar-se

Antes de sair de cena Andrew Cuomo emitiu um mandato que visava estabelecer a vacinação obrigatória entre profissionais de saúde do estado de Nova Iorque. Um pequeno hospital do condado de Lewis, no estado de Nova …

"Foi um grande erro". Morte de 1400 golfinhos num dia nas Ilhas Faroé criticada até por adeptos da caça

Quase 1500 golfinhos foram mortos no domingo na caça tradicional das Ilhas Faroé, o que motivou críticas até entre os defensores do ritual. Activistas que defendem o fim da caça afirmam que este foi o …

Teorias da 'Síndrome de Havana' "violam as leis da física", dizem cientistas cubanos

Cuba divulgou um relatório, o mais detalhado até à data, no qual cientistas locais criticam as alegações de que diplomatas norte-americanos e canadianos foram submetidos a ataques misteriosos quando estavam destacados no país. O relatório, desenvolvido …

Bill Gates diz que não estamos prontos para a próxima pandemia

Um novo relatório da Fundação Bill e Melinda Gates referiu que as nações não estão a fazer o suficiente para se prepararem para a próxima pandemia, desafiando os países a investir a longo prazo em …

Grécia investiga acidente que vitimou testemunha no julgamento de Netanyahu

As autoridades gregas abriram na terça-feira uma investigação sobre a queda de um avião privado israelita na qual morreu uma testemunha de acusação no julgamento de corrupção do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. O ex-oficial do Ministério das …

Gouveia e Melo: "Nós já ganhámos a este vírus"

O responsável pela 'task-force' que coordena o programa de vacinas contra a covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, assumiu esta quarta-feira que Portugal "já ganhou a este vírus". "Nós já ganhámos a este vírus, pelo menos, …

Mais 1247 casos e 10 mortos por covid-19. Incidência e R(t) descem

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 1247 casos de covid-19 e 10 óbitos. O número de doentes internados também baixou e o R(t) continua a recuar, estando perto do verde na matriz de risco. De …

PSG na Liga dos Campeões: que plantel tinha em 2012?

Messi, Neymar e Mbappé são três das "estrelas" do clube francês, que vai iniciar a sua 10.ª participação consecutiva no torneio. Na primeira, o elenco era bem diferente. Não serão todos os olhos postos, mas quase: …