Ministro do governo catalão demite-se em desacordo com opção de Puigdemont

Quique Garcia / EPA

O “Ministro da Indústria” da Catalunha, Santi Vila (dir) à saída do Palácio da Genaralitat após a sua demissão. À esquerda, carles Puidgemont

O ministro regional com a pasta da Indústria do governo regional catalão, Santi Vila, demitiu-se hoje em desacordo com a decisão do presidente Carles Puigdemont de deixar para o parlamento regional uma eventual declaração de independência.

“Demiti-me. As minhas tentativas de diálogo fracassaram novamente. Espero ter sido útil, até ao último minuto, ao presidente Carles Puigdemont e aos catalães”, disse o ‘conseller’ de Empresa e Conhecimento, Santi Vila.

Nos últimos dias – e entre muitos rumores de que estaria prestes a demitir-se – Vila foi uma das vozes mais fortes no governo regional a favor de uma convocatória de eleições antecipadas e da necessidade de evitar uma declaração de independência.

Santi Vila era o ‘conseller’ mais moderado do Governo regional catalão e entrou para o lugar em junho, em substituição de Jordi Baiget, que tinha sido destituído após ter expressado em público dúvidas sobre a realização do referendo a 01 de outubro.

Na sequência do referendo de 1 de Outubro e das posições do governo regional, mais de 1.300 empresas catalãs mudaram a sede social ou fiscal para outras regiões de Espanha, um êxodo com consequências ainda por calcular para a economia catalã.

Carles Puigdemont pôs hoje de parte a hipótese de convocar eleições antecipadas na Catalunha para travar as medidas que o Governo de Madrid se prepara para ver aprovadas no Senado para restaurar a legalidade na região.

O presidente regional acabou por fazê-lo após demonstrações públicas contra si protagonizadas pelos independentistas e depois de alguns deputados do seu partido, o Partido Democrático Europeu da Catalunha (PDeCAT), se terem demitido.

Dois deputados do PDeCAT no parlamento catalão anunciaram a saída do partido, em protesto contra a eventual decisão do presidente do governo regional, tal como dava conta a imprensa catalã e madrilena de hoje.

Puigdemont acabaria por recuar nessa ideia, mas pelo menos o autarca de La Seu d’Urgell (Lleida), Albert Batalla, e o deputado Jordi Cuminal apresentaram mesmo a decisão.

Anterior responsável da Convergência Democrática da Catalunha (CDC, antecessora do PDeCAT) e do executivo anterior, liderado por Artur Mas, Cuminal divulgou uma mensagem semelhante: “Não partilho a decisão de ir a eleições. Renuncio ao meu lugar de deputado e saio do PDeCAT”.

O PDeCAT integra, juntamente com a Esquerda Republicana Catalã e outros partidos, a coligação Junts pel Sí, que apoia o governo catalão no parlamento regional.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …