“Ministra da Insensibilidade Social”. CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

Nuno Veiga / Lusa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos lares.

Numa reação à entrevista da ministra, publicada este sábado no semanário Expresso, o partido considera a morte dos idosos “um crime humanitário e um doloroso exemplo da decadência moral do Estado”, censurando a reação da governante quando desvaloriza o impacto da pandemia de covid-19 nos lares e diz que não leu o relatório da Ordem dos Médicos.

Para o líder democrata-cristão, Francisco Rodrigues dos Santos, as declarações da ministra, além de “exporem a sua total inabilidade para o cargo e espelharem uma negligência arrepiante”, parecem “retiradas de um filme de terror”.

“Portugal não tem uma Ministra da Solidariedade Social. Tem uma Ministra da Insensibilidade Social”, indica na nota do partido, sublinhando que 40% das mortes por covid-19 em Portugal ocorreram em lares.

Segundo o CDS, “o vírus é uma ameaça preocupante, mas a incompetência da ministra também”, acrescentando que Ana Mendes Godinho faz “vista grossa das estatísticas” e que “não aprendeu nada com gestão da pandemia”.

Nos lares, continua a faltar o básico, que o CDS exigiu ao Governo há cinco meses atrás: planos de contingência, com regras claras, procedimentos de atuação definidos, e fiscalização por parte da tutela”, sustenta o partido, destacando que continuam surtos ativos em 73 lares, que totalizam 545 idosos infetados.

A Reacção da Ministra da Solidariedade Social à morte de 18 idosos em Reguengos de Monsaraz é dizer que não leu o…

Publicado por Francisco Rodrigues Dos Santos em Sábado, 15 de agosto de 2020

Sobre a estratégia da Ministra para proteger os idosos, indica o CDS, “não se ouviu uma palavra” e uma semana depois do que aconteceu em Reguengos “não há uma explicação, uma resposta, uma estratégia, um plano, um pedido de desculpas”.

Para o CDS, um pedido de demissão de Ana Mendes Godinho é o passo seguinte. “A sua continuidade em funções é uma questão de saúde pública. Pedimos que se mantenha em férias e dê lugar a outro“, conclui Francisco Rodrigues dos Santos.

Na mesma linha, Ricardo Batista Leite, deputado do PSD, recorreu ao Twitter para mostrar a sua indignação. “Desvaloriza o problema, diz que não leu o relatório da auditoria (devastadora) sobre as mortes no lar de Reguengos de Monsaraz e afirma que não é nada com o seu Ministério”, escreveu. “Os mais velhos não podem ser vítimas dos jogos e irresponsabilidade do Governo“.

Na entrevista ao Expresso, a ministra da Segurança Social admitiu que faltam funcionários nos lares, lembrando que há um programa para colmatar essa falha, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 “não é demasiado grande em termos de proporção”.

Ana Mendes Godinho defendeu que não faz sentido falar de casos concretos de surtos de covid-19 em lares e sobre a situação ocorrida em Reguengos de Monsaraz disse que está a decorrer um inquérito por parte do Ministério Público e que é preciso esperar pelas conclusões.

Sobre o relatório que a Ordem dos Médicos lhe enviou e no qual são denunciadas situações de abandono terapêutico dos utentes do lar, a ministra defendeu que essa é “uma valência da Saúde”, escusando-se a comentar.

Para Ana Mendes Godinho, o seu papel à frente do Ministério deve ser o de apoiar e não o de procurar culpados.

A responsável sublinhou ainda a evolução positiva da pandemia nos lares: “Tivemos 365 surtos [em abril] e temos 69 agora. Claramente, temos menos incidência. Temos 3% do total dos lares e temos 0,5% das pessoas internadas em lares que estão afetadas pela doença! A dimensão dos surtos não é demasiado grande em termos de proporção. Mas, claro, isto não significa que não devamos estar preocupados”.

Contactado pela TSF, o PS não comentou o pedido de demissão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O CDS é engraçado, porque não pediu a demissão da Cristas quando ela aprovou a resolução dom BES sem o ler? E que dizer dom Telmo Correia quando assinou mais de 3000 despachos numa noite, o do Nuno Magalhães em que na A.R. disse que entre criminosos e inocentes estava do lado dos criminosos, como se o CDS fosse um partido mais sério que o PS ou o PPD, todos uma seita de Mafiosos.

RESPONDER

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …