Ministra admite que não leu relatório sobre Reguengos (e desvaloriza surtos em lares)

António Cotrim / Lusa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

A ministra da Segurança Social admitiu, em entrevista ao semanário Expresso, que não leu o relatório sobre Reguengos de Monsaraz, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 em lares “não é demasiado grande em termos de proporção”.

Em entrevista ao semnário Expresso, a ministra Ana Mendes Godinho defendeu que não faz sentido falar de casos concretos de surtos de covid-19 em lares e sobre a situação ocorrida em Reguengos de Monsaraz, onde morreram 18 pessoas, lembrando que está a decorrer um inquérito por parte do Ministério Público (MP) e que é preciso esperar pelas conclusões.

“No caso de Reguengos, a grande dificuldade foi encontrar funcionários quando muitos ficaram doentes. É preciso aumentar a aposta nos recursos humanos do setor social. Em abril criámos um programa especial [do IEFP], inicialmente previsto por um período de três meses e que decidimos prolongar até ao fim de dezembro”, disse a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Segundo números avançados pela responsável, foram aprovadas até agora 5.800 pessoas para instituições do setor social, sendo que o objetivo é colocar cerca de 15 mil até ao final do ano.

Sobre o relatório que a Ordem dos Médicos lhe enviou e no qual são denunciadas situações de abandono terapêutico dos utentes do lar, a ministra defendeu que essa é “uma valência da Saúde”, escusando-se a comentar. “Não o li pessoalmente, mas a Ordem fez-me chegar o relatório e já pedi que o analisassem”, admitiu.

Nesse relatório, concluiu-se que dos 16 idosos que morreram no lar, grande parte morreu devido a desidratação ou agravamento das doenças crónicas que já padeciam.

Para Ana Mendes Godinho, o seu papel à frente do Ministério deve ser o de apoiar e não o de procurar culpados.

A responsável sublinhou ainda a evolução positiva da pandemia nos lares: “Tivemos 365 surtos [em abril] e temos 69 agora. Claramente, temos menos incidência. Temos 3% do total dos lares e temos 0,5% das pessoas internadas em lares que estão afetadas pela doença! A dimensão dos surtos não é demasiado grande em termos de proporção. Mas, claro, isto não significa que não devamos estar preocupados”.

Além disso, Ana Mendes Godinho lembrou que foi criada em março uma taskforce para “acompanhar as institui­ções para perceber onde são precisos mecanismos adicionais de ajuda. Os reforços financeiros já ultrapassam os 200 milhões de euros”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 754 mil mortos e infetou quase 21 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Portugal contabiliza pelo menos 1.772 mortos associados à covid-19 em 53.783 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

ZAP ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Não acredito no que li. – Então a Srª ministra recebeu o relatório da Ordem dos Médicos e (pessoalmente…) não o leu. – Depois disto só me apetece ir para a ILHA.

  2. O pior disto tudo é que temos pastas ministeriais entregues a pessoas que não têm perfil de governação, nem tão pouco experiência de vida e de profissão para honrar os cargos que representam. Assumem os cargos apenas por terem a mesma cor do partido. E esta “ministra” não é caso único neste governo e por muito que procure não encontra um verdadeiro estadista, mas com cariz de arruaceiros há fartura.

  3. Mas esta gentalha não sabe nada de nada. O de Tancos também dizia que não sabia nada e depois foi o que se viu. Esta também não sabe puto. Quando daqui a 10 anos o lítio for a tribunal o do ambiente também vai dizer que não sabia de nada?!

RESPONDER

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …