Dos 200 euros aos 19 milhões. Ministério já começou a publicar ajustes diretos na Saúde

Tiago Petinga / Lusa

O Ministério da Saúde já começou a publicar no portal Base todos os ajustes diretos que está a realizar no âmbito da pandemia do novo coronavírus (covid-19), que já fez mais de mil vítimas mortais em Portugal.

Os ajustes direitos (sem concurso) em causa começaram a ser publicados nesta quarta-feira, tal como prometeu a ministra da Saúde, Marta Temido, depois de surgir alguma polémica por causa da alegada omissão de contratos.

No portal Base foram agora publicados dezenas de contratos firmados nestes moldes que vão desde valores mais baixos (200 euros) até 19 milhões de euros, valor que exigiria, em circunstâncias normais, a um concurso público, escreve a Rádio Renascença.

A pandemia obrigou contudo à aplicação de uma legislação especial que simplifica os procedimentos de contratação na aquisição de material através de ajuste direto. Todos os contratos têm de ser publicados no portal Base por questões de transparência no prazo de 20 dias, segundo a orientação técnica que consta do portal da contratação pública.

A RR, que consultou os contratos que constam no portal Base, refere que o contrato com valor mais elevado até agora publicado (19 milhões de euros) diz respeito a um ajuste direto com a FHC Farmacêutica, empresa de Mortágua (distrito de Viseu) para a aquisição de equipamento médico no âmbito da epidemia do novo coronavírus.

O segundo valor mais elevado (13,8 milhões de euros) foi firmado com uma empresa do grupo Luz Saúde para a compra de máscaras e testes de diagnóstico.

Surge depois a empresa Raclac de Famalicão (distrito de Braga), que vendeu à Direção-Geral da Saúde batas, máscaras, toucas, fatos de proteção e protetores de calçado.

Na passada terça-feira, durante uma visita ao Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, Marta Temido revelou que a despesa na Saúde com este tipo de contratos rondava os 80 milhões euros, devendo este valor ser já muito superior, segundo a RR.

Rio quer MP “muito atento” a contratos

O presidente do PSD defendeu esta quarta-feira que o Ministério Público deve estar “muito atento” aos ajustes diretos que forem feitos no âmbito da pandemia de Covid-19, considerando “inadmissível” que possa ter havido uma tentativa de “privilégio de amigos”.

Em entrevista à “CMTV”, Rui Rio foi questionado sobre uma notícia avançada na quinta-feira pelo “Correio da Manhã”, segundo a qual o Ministério da Saúde está a fazer negócios milionários por ajuste direto, sem publicar ou assinar contrato escrito, com fornecedores de equipamentos de proteção individual, tais como máscaras e álcool em gel, num montante total de 79,8 milhões de euros entre de meados de março e 23 de abri

“Vejo não é mal, é muito, muito mal. Uma coisa é percebermos que o Estado e as autarquias, no auge da pandemia, têm de comprar mascaras, testes e não podemos fazer um concurso público e ficar meses à espera. Coisa diferente é quando não é um ajuste direito de milhares de euros, mas de milhões, e depois é do amigo daqui ou dali”, afirmou.

O líder do PSD disse estar “muito preocupado” com esta possibilidade e considerou “inadmissível” se “alguém começa a privilegiar uns amigos ou começa a tentar ganhar dinheiro” com a doença. “Se isso aconteceu ou vier a acontecer, acho altamente reprovável e no PSD vamos estar muito atentos – para dentro e para fora, para os do meu partido ou de outro – e o que eu espero é que o Ministério Público esteja muito atento”, apelou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a ah Cancelar resposta

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …