“É mentira!” Costa explodiu com Temido (e deixou Marcelo incrédulo)

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

Foi tensa a reunião de quarta-feira, 24 de Junho, na sede do Infarmed, com políticos, parceiros sociais e especialistas em Saúde Pública a analisarem a situação da pandemia de covid-19 em Portugal. O primeiro-ministro António Costa esteve especialmente irritado e explodiu com Marta Temido, ministra da Saúde, num momento que deixou Marcelo Rebelo de Sousa “incrédulo”.

A tensão da reunião é relatada pela revista Visão que denota que António Costa não gostou de ouvir Marta Temido a dizer que o Norte do país tinha estado em confinamento no início da pandemia, quando esta estava sobretudo concentrada naquela região.

“É mentira, é mentira”, terá alegado o primeiro-ministro, “visivelmente aborrecido”, como relatam à Visão fontes que estiveram presentes no encontro. Costa vincou que o país nunca esteve em confinamento, notando que a actividade económica nunca parou por completo.

Estes relatos referem que Costa “pôs-se de pé” para “deixar claro” que “se algo falhar, a culpa não será sua”, criticando “a falta de clareza” dos dados que têm sido avançados pelos especialistas e pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) e notando que é por causa disso que não tem sido possível tomar as medidas ideais para conter a propagação em Lisboa e Vale do Tejo.

Costa “ficou desconfortável com o facto de pela primeira vez em nove reuniões ter sido contrariado pelos epidemiologistas presentes“, destacam as fontes ouvidas pela Visão. Um responsável político nota que “foi um momento de frustração porque a retórica de que está tudo bem acabou”.

Durante o encontro no Infarmed, especialistas defenderam que o número de testes não tem nada a ver com o aumento dos infectados na região de Lisboa, o que contraria aquele que tem sido o discurso oficial de Costa.

O primeiro-ministro terá denotado “um crescendo de impaciência” ao longo da reunião, referem as fontes ouvidas pela Visão, notando que a sua “fúria” começou com “as intervenções de Baltazar Nunes, epidemiologista do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge e docente da Escola Nacional de Saúde Pública, e de Rita Sá Machado, da DGS, por terem desmontado a tese de que o crescimento do número de infectados derivou do reforço da testagem e dos comportamentos de risco dos jovens, que o Governo e o Presidente da República têm veiculado”.

A revista Sábado também confirmou “o momento de explosão” de Costa, sublinhando que “deixou todos os presentes perplexos”, conforme várias fontes presentes no encontro.

Os relatos recolhidos por esta publicação realçam que “foi notória a frustração do primeiro-ministro com a falta de explicações para o que se está a passar na região de Lisboa e Vale do Tejo”. Costa terá mesmo feito queixa pelo facto de não haver “ninguém” que consiga avançar “razões para esta propagação ou encontrar soluções para a travar”.

“Claro que aquilo a que assistimos não foi normal. Causou muita estranheza“, refere na Sábado uma fonte presente na reunião.

Após a irritação com Temido, Costa deixou mesmo o encontro dirigindo-se a Marcelo. “Senhor Presidente, voltamos a reunir-nos daqui a 15 dias”, afirmou, deixando o Chefe de Estado “incrédulo”, como conclui a Visão.

ZAP //

PARTILHAR

55 COMENTÁRIOS

    • Costa, investiu tudo, na propaganda å sua governacao.Jå era o maior! Até conseguiu uma maioria absoluta !.. Agora que a verdade se mostra,real e sem a bajulacao dos serventuarios do poder, tudo mudou. Os 2 milhoes de pobres que cercam Lisboa e a quem costa dou a esmola, de 1 /0u 2 euros, de aumentos de reforma, vieram mostrar a farsa e mentiras deste governo,que investe especialmente ,na sua promoçao. Tentando equilibrar_se na onda da propaganda falaciosa, com o apoio incondicional das esquerdas caviar e deste PR.

  1. Costa mostra a sua verdadeira cara? Quando os especialistas não concordam com a opinão de Costa este irrita-se, e com razão afinal que percebem os especialistas comparados com o Primeiro – Ministro, só têm de baixar a bolinha. Todos sabemos que Costa é o supra sumo de tudo, tudo percebe e faz tudo bem.

    • Podemos ver isso mesmo em variadíssimos exemplos passados.

      Infelizmente a comunicação social que temos gosta de pintar o senhor como um exemplo, quiçá um autêntico messias iluminado, detentor de toda a razão.

      O menino está habituado a que lhe façam as vontades e faz birra quando o contrariam.

      É o governo e a política que temos…

  2. Se diminuírem o número de testes de forma significativa o número estatístico de novos casos irá diminuir, logicamente. Estamos a falar de número de detetados e não do número real de pessoas infectadas.
    Se aumentarem o número de testes seria de esperar algo no sentido oposto, pelo menos até um certo limite. Uma forma de se ter uma ideia da influência do número de testes seria comparar o número de novos casos normalizado pelo número de testes efetuados. Em princípio os epidemiologistas deverão saber analisar isto ao pormenor e tirar as devidas ilações. Acho que a grande questão é que se queria perceber exatamente o que explica o crescimento maior em Lx, mas isto será provavelmente um conjunto de causas e não apenas uma causa isolada.

    • A grande explicação que se põe e que tanto a comunicação social, comprada pelo poder politico, como os políticos, querem esconder, é que os transportes públicos a “abarrotar” de gente são veículos privilegiados para a propagação do vírus. Os comboios da linha de Sintra são um horror em horas de ponta, as pessoas que estão em pé vão coladinhas umas às outras. No metro e nos autocarros também acontece frequentemente o mesmo às horas de ponta. Por isso os infetados serem maioritariamente pessoas que trabalham e precisam de utilizar transportes públicos. Contra factos não há argumentos.

      • Correto, Maria. E, face a essa constatação, pode-se afirmar que Costa falhou nesta fase da pandemia. As últimas decisões que tomou de desconfinamento para a área metropolitana de Lisboa, foram um desastre de Costa. Por isso que ele atacou, com fúria, a ministra da saúde, na última reunião no Infarmed.

    • Mais testes…mais infectados, é uma teoria infeliz e vindo de um Presidente da República e de um Primeiro-Ministro, ridículo se torna. Partindo de um pressuposto que o país tinha uma população diminutamente infectada, fazendo muitos testes, o resultado não era significativo. Portanto a relação não está com a quantidade de testes, mas com a percentagem de população infectada. Tenho pena do Presidente se apoiar nesta treta sem sentido. Sobre Costa já se conhece a sua matreirice.

    • Já agora vou elaborar melhor na parte dos testes. Se a metodologia de testes for a mesma e só se estiverem a fazer testes às pessoas que apresentam certos sintomas tipo (depois de terem ligado para a linha de apoio ou terem ido a um hospital), deveria haver correlação entre o aumento do número de testes e o aumento de casos positivos, mas porque começou a haver mais pessoas infectadas e não em si porque houve mais testes.
      Se se fazem muitos mais testes, p.e. porque o conjunto de sintomas para o qual as pessoas são aconselhadas a fazer o teste ficou mais abrangente, começaram-se a testar mais indiscriminadamente grupos de risco, começou-se a fazer despistagem ao pessoal médico periodicamente, etc. então na verdade o rácio entre número de positivos e número de testes deverá diminuir, independentemente de como o número total de infetados variar. Então, na situação presente, poderíamos dizer que o número de infectados aumentou ao mesmo tempo que aumentou o número de testes, e não que o número de infetados aumentou porque aumentou o número de testes. Os epidemiológicos deverão saber analisar estas nuances muito melhor pois têm conhecimento abrangente e ferramentas estatísticas na área em questão.

    • P.S.: Não vejo que o Costa tenha falhado em nada. Isto é um problema global com várias variáveis dinâmicas, não é um jogo de xadrez em que há um conjunto mais limitado de jogadas para fazer e para antecipar. Se ele ficou irritado foi porque queria ter uma solução para o problema do país naquela reunião e não teve. Coisas complexas nem sempre são óbvias. Não creio que devamos estar irritados com o Costa pois ele tem feito um bom trabalho a guiar a Nação nestes tempos conturbados, revelou ter calibre para lidar com a situação. Espero que continue a guiar-nos bem durante os próximos tempos.

  3. É assim que em Portugal se responda a uma ‘mentira’. Com toda carga. Nos países nórdicos é diferente. Lá não há varinas. Uma mentira óbvia basta por si.
    Mas a temida não mentiu, apenas disse o que pensava.

    • Maluquinho!
      O Costa está anos-luz à frente, muitos anos-luz. O Costa vendia a mãe para chegar ao poder.
      A diferença está em que o Costa, como bom malandro que é, é muito mais dissimulado. O Trump e o Bolsonaro, pelo contrário, são muito mais sinceros e frontais, quase que uns ingénuos. São uns livros abertos, e talvez seja isso que cativa tantos votos e convença tanta gente.
      Sem particularizar, a minha opinião é que entre a dissimulação e a frontalidade, também é preferível a frontalidade. Outros terão outras opiniões.

      • “O Trump e o Bolsonaro, pelo contrário, são muito mais sinceros e frontais, quase que uns ingénuos”
        Hahahaaaa… muito bom!
        Eles gostam é de “inteligentes” como tu!…

          • Mais uma vez, andas todo trocado das ideias!!
            Quem prefere os crentes apalermados é mesmo o Trump e o Bolsonaro e por isso andam sempre a falar em Deus e aparecem recorrentemente com a Bíblia na mão!…
            Mais tolinhos do que isso é difícil….

  4. As razões para essa propagação são as festas de santo antónio e os derivados apalpanços. Tudo fizeram para arranjar maneira de desconfinar antes das festas da rambóia e deu nisto. Vamos ver o que acontece no porto daqui a 12 dias. se bem que para estes lados foram mais foguetanças que rambóias e ainda dizem os do sul que os do norte são uns javardos…só mesmo na cabeça de sulistas retrógrados…

  5. O Covid-19 não se deixa levar pela propaganda esquerdista.
    O vírus vai seguir o seu caminho, haja ou não confinamento, e morrerá quem tiver que morrer.
    O Costa deveria era preparar o país com a verdade e com camas com ventilador pois, daqui a uns meses, vamos voltar a ter os hospitais em rotura.
    É possível enganar alguns por muito tempo, muitos por pouco tempo mas nunca muitos por muito tempo.

  6. O Sr. Costa não encontra razões do porquê desta situação em Lisboa. Se saísse do Palácio para ver o povo se calhar já percebia. Ir dar uma volta a pé.por Loures, Odivelas, Amadora, etc. E falar com quem lá mora.
    Vai logo perceber.
    Andam a mentir por causa do Turismo. Sempre com o discurso do “está tudo bem”.
    Até já não ser possível esconder mais.
    Desastroso.

  7. Se a culpa é dos testes… deixem de os fazer…

    O pais foi parado a partir de 15 ou 16 de março quando havia menos casos do que os que à agora na zona de lisboa. Só a partir do dia 23/03 é que os casos passaram acima de 350/400.

  8. Eu desde as comemorações do 25 de Abril que fiquei convencido de que estava tudo controlado e que o fim da pandemia era apenas uma questão de tempo. Já não percebo nada!

    • Pois.. o que só vêm provar que não tens capacidade para perceber o que se passa à tua volta!…
      Infelizmente, esses são os primeiros a mandar bitates…

      • Pois, parece que de facto me enganei. Mas ao ver aquelas comemorações todas quando noutros países estavam a cancelar tudo, pensei que por cá as coisas estivesses controladas.

        • E ainda esqueceu o 1.° de Maio e os famosos autocarros da CGTP para quem foi criada uma excepção para poderem sair para lá dos limites do concelho.

      • Então também eu nada percebo. Depois de ter visto as comemorações do 25 de Abril, os autocarros da CGTP, as manifestações a respeito do crime contra o George Floyd e o regozijo com a recente escolha de Lisboa para a fase final da Liga dos Campeões, fiquei piamente convencido de que já estava tudo bem. Patetice minha então…

        • Eu foi precisamente no momento no anúncio da final da liga dos campeões em Portugal que fiquei com a certezinha de que já não havia Covid19 ativa em Potugal. Afinal, quem seriam os maluquinhos que se lembrariam se acolher uma final da liga doa campeões com a Covid19 ainda ativa?

  9. O PM que pergunte à TVI, quando era a norte eles tiveram uma explicação…
    Outra coisa Sr. PM, no norte fizemos confinamento. Se cá tivesse vindo tinha-o visto. As cidades ficaram desertas.
    Pode berrar à sua vontade com quem quiser, mas aqui no norte houve confinamento, respeito pelos outros e bom senso.
    Aí, o seu delfim ficou muito zangado por lhe terem dito que deveriam fazer cerco às áreas mais afectadas porque sabe que tem a sua mão por baixo.
    Todos sabemos que é Lisboa e Vale do Tejo que neste momento está a infectar o resto do país.
    Não foi tudo mal feito, mas quando chega à capital, a reação é sempre outra…

  10. Um gestor qualquer precisa lhe expliquem os porquês possíveis e opções. A escolha de opções é política quando é difícil de escolher entre elas.
    Eu não sou PS, mas, eu estaria irritado se ninguém desse ideias.
    Dos especialistas precisamos de ideias/opções e consequências possíveis para cada opção.
    Se isso não aconteceu e só apareceram com “confinamento puro”, então estamos tramados economicamente.

  11. Costa a sacudir para canto. Quando se sente em dificuldades a estratégia é arranjar alguém a quem atribuir as responsabilidades. A táctica já é conhecida. Neste caso, Costa ao dizer que o país nunca esteve em confinamento, para contradizer a ministra, foi infeliz. A ministra ao dizer que no norte houve confinamento, não está a dizer que o país esteve confinado, porque uma região não é um país. Costa cometeu aqui uma argolada ridícula.

  12. Quando vemos dois anormais como o monhé e o selfies irem ao Campo Pequeno com 2000 pessoas verem um espectáculo, está tudo dito…

  13. O Costa tem razão, temos assistido a inconsistências e contradições da DGS e Ministra, há alguma incompetência à mistura.
    Verdade também na incapacidade quem têm demonstrado em identificar as cadeias e fontes de contágio, andam à deriva e são bem pagos para fazer um bom trabalho.
    Está de facto na hora de trocar cadeiras Sr. António, move it!

  14. Em período de “pandemia”, e num país com altas taxas de absentismo, onde tudo é motivo para faltar ao trabalho, tenho de elogiar os trabalhadores da Aviludo, Sonae Azambuja, DHL, que mesmo “infetados” com um vírus que provoca febres altas, dores corporais, tosse persistente, dificuldades respiratórias que podem levar à morte, mantém-se no seu local de trabalho e até fazem horas extra, só deixando de trabalhar, obrigados por um qualquer laboratório que lhes faz um teste e diz que estão doentes.

  15. Costa anda à toa, por estes dias. Marcelo também com a cabeça à roda, para ver de onde sopram os ventos.
    E o país assiste atónito. Pensava que estava tudo a ficar bem, nada travaria as férias mais desejadas, até íamos ter a Champions na capital… E, de repente, isto!
    Anda aqui a mão do diabo. E nem sequer o PM pode dizer é a oposição a querer fazer-lhe a cama. O vírus é manhoso, não há dúvida!

  16. Temos de elogiar os trabalhadores e de amaldiçoar a corja de patrões que eles têm por lhes permitirem continuar a manusear os produtos que nós vamos adquirir nos supermercados, apesar de saberem que eles estão infectados!!! Assim não nos veremos livres do vírus (e desta espécie de patrões) tão depressa! A ser verdade esta informação a culpa não será da ministra?

  17. António Costa saiu da Câmara Municipal de Lisboa para trair o seu camarada António José Seguro, que antes o apoiou e abraçou por ter ganho legalmente pelas Secções de Base e Sectoriais do Partido Socialista as eleições para Secretário Geral do Partido.
    Mas Costa queria a toda a força ser 1.º Ministro e assim deu a volta e fez as primárias o que era ilegal para Eleger novamente um Secretário Geral do PS que já tinha sido eleito.
    Mas Costa perdeu as eleições, ele dizia de boca cheia que ganhava por MAIORIA ABSOLUTA e como sempre fez uma marosca e foi para a extrema esquerda o que nunca o PS tinha ido e odiava a extrema esquerda, mas como queria ser 1.º Ministro fez a Geringonça o que foi a morte do PS, porque o PS de então era um PS sim, hoje pessoas inteligentes não acreditam mais em Costa o TRAIDOR…invejoso, mentiroso e ganancioso.
    VIVA PORTUGAL SEM ESTES QUE DESTROEM PORTUGAL

RESPONDER

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …

“Se Jesus tem dito que sim, não seria o Bruno Lage a substituir Rui Vitória”

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou que o atual treinador das águias, Jorge Jesus, já era um nome pensado na altura em que Bruno Lage assumiu a cadeira deixada por Rui Vitória. "Disse …

LMM sugere divisão do país por zonas de risco. "Recolher obrigatório é inevitável. A situação é muito séria"

Como é habitual Luís Marques Mendes deixou o seu comentário semanal sobre o estado do país na SIC, e esta semana os temas quentes foram a Fórmula 1, que decorreu durante o fim de semana …

FC Porto-Olympiacos e Benfica-Standard Liège vão ter adeptos nas bancadas

Os encontros entre o FC Porto e o Olympiacos e o Benfica e o Standard Liège, para a Liga dos Campeões e a Liga Europa, vão poder ter adeptos nas bancadas. Este domingo, o FC …

Uma carta de desamor ao BE e uma geringonça despedaçada. OE passa, mas com margem mínima

O PCP vais abster-se e o Bloco de Esquerda vai votar contra. O Orçamento do Estado para 2021 deverá passar na generalidade, mas com uma margem estreita de três votos. O Orçamento do Estado para 2020 …

Monstros marinhos no deserto? Restos de ancestral do peixe-boi encontrados em deserto no Egito

De acordo com um novo estudo, há 40 milhões de anos, o Deserto Oriental Africano era o lar dos ancestrais dos peixes-boi e dos dugongos.  No ano passado, uma equipa de arqueólogos encontrou fósseis de um antigo …

Mourinho voltar a criticar o VAR (e lembra penálti do City frente ao FC Porto)

O treinador do Tottenham, o português José Mourinho, voltou a criticar o VAR, recordando o penálti assinalado contra o FC Porto no jogo frente ao Manchester City a contar para a fase de grupos da …

Salgado e outros banqueiros suspeitos de desviar milhões de euros do BES Angola

O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, o ex-líder do BESA, Álvaro Sobrinho, o ex-administrador do BES, Amílcar Morais Pires, e o ex-administrador do BESA, Hélder Bataglia, são suspeitos de desviar milhões de euros do BES …