Marques Mendes diz que não tem nada a ver com Vistos Gold

PSD / Flickr

Luis Marques Mendes com Miguel Macedo

Luis Marques Mendes com Miguel Macedo

O ex-presidente do PSD Luís Marques Mendes afirmou este sábado que nunca exerceu “funções de gerência” na empresa JMF, abrangida pela investigação à atribuição de vistos ‘gold’, e que esta não tem atividade desde 2011.

“Pelo menos desde 2011, ainda antes da criação de vistos ‘gold’, que esta sociedade na prática não tem atividade, no meu caso desde 2011 que não fui convocado para qualquer reunião, não fui a nenhuma reunião, não tomei nenhuma decisão, não auferi um único euro”, afirmou o ex-ministro social-democrata durante o seu habitual período de comentário ao sábado no Jornal da Noite, na SIC.

De acordo com o jornal Público, a empresa de consultoria e gestão de empresas “JMF – Projects & Business”, sediada em Lisboa, é abrangida na Operação Labirinto, e tem como sócios Luís Marques Mendes, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, Jaime Gomes e Ana Luísa Figueiredo, filha do presidente do Instituto dos Registos e Notariado, António Figueiredo, que foi detido na sequência de buscas efetuadas na quinta-feira no Ministério da Justiça.

Na sua intervenção, em resposta à jornalista Maria João Ruela, Luís Marques Mendes explicou ter entrado nesta empresa “com mais três pessoas depois de ter deixado a vida política ativa”, mas sublinhou que nunca exerceu “qualquer cargo” e “por razões da vida” acabou “por não prestar qualquer atividade profissional a esta sociedade”.

“Desde 2011 que eu próprio pensava que ela estava inativa e desativada, pelos vistos não está formalmente, pensava porque desde 2011 nunca fui a nenhuma reunião, nunca fui a nenhum encontro, não auferi nenhum euro”, assinalou, referindo que a sociedade “foi criada em 2009”, quando “nem se falava nem havia vistos ‘gold’”.

“Quero aqui dizer de forma muito clara que enquanto sócio desta sociedade nunca tive uma reunião, um contacto, uma diligência, nem sequer uma conversa sobre vistos ‘gold’, seja dentro da sociedade, seja fora da sociedade, nada de nada”, enfatizou.

Marques Mendes fez também questão de declarar que não intercedeu por terceiros na questão dos vistos ‘gold’: “Não abri portas nenhumas, em matéria de vistos ‘gold’ ninguém me pediu nada, nem eu pedi nada a ninguém”.

O antigo deputado manifestou ainda “uma grande surpresa” pelas detenções efetuadas neste processo e revelou conhecer Jaime Gomes e António Figueiredo “há muitos anos”.

“Se no final das investigações se vier, o que espero que não aconteça, a apurar responsabilidades será para mim um desgosto, eu diria um enorme desgosto mesmo”, acrescentou.

Em tom categórico, Marques Mendes afirmou por mais do que uma vez que “quem não deve não teme“.

“Eu pauto-me por princípios e na vida tem de haver princípios, cada um responde pelos seus atos e em democracia, no Estado de Direito, ninguém está acima da lei, sejam amigos, sejam conhecidos, sejam parentes, sejam familiares, seja quem for, a lei é igual para todos e se alguém comete um ilícito tem de haver mão pesada da parte da Justiça”, defendeu.

Sobre a sua relação com o ministro Miguel Macedo, de quem é amigo, o social-democrata advogou que é preciso “separar o plano pessoal do plano político”.

“Ele não é objeto de nenhuma investigação e não é culpado de nada, do ponto de vista político a questão que se pode eventualmente colocar é se esta situação diminui ou não as condições de autoridade para que um ministro exerça as suas funções, nessa parte só o próprio pode analisar”, disse.

Marques Mendes afirmou ter Macedo “na conta de uma pessoa muito séria” e que “não é agarrado ao poder“.

“Se ele nalgum momento constatar que está diminuído nas suas condições de autoridade para o exercício das funções, não tenho nenhuma dúvida de que ele próprio terá a iniciativa de sair”, concluiu.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. sou inocente posso provar que não recebi um centimo contabilizado na contablidade sou inocente não tenho milhares de euros nas contas e o tenho em casa é meu

RESPONDER

Maria de Belém, Paulo Macedo, Adalberto Campos Fernandes. Marcelo chama seis ex-ministros a Belém

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai chamar a Belém seis ex-ministros do setor para falar sobre a resposta da Saúde durante a pandemia. De acordo com o semanário Expresso, Marcelo Rebelo de Sousavai …

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …