Maria Luís Albuquerque desafia Rui Rio a marcar diretas já

António Cotrim / Lusa

A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque lamentou este domingo que o presidente do PSD não tenha marcado de imediato eleições diretas para uma verdadeira clarificação, e considerou desnecessários os “ataques pessoais a Luís Montenegro”.

Em declarações à Lusa, Maria Luís Albuquerque assumiu-se como apoiante ao antigo líder parlamentar do PSD, que na sexta-feira se manifestou disponível para ser candidato à liderança do partido e desafiou Rui Rio para convocar diretas de imediato.

“Tenho pena que não tenha sido possível partir de imediato para uma verdadeira clarificação perguntando aos militantes. Tenho pena que o dr. Rui Rio não tenha decidido pedir já eleições diretas para que houvesse verdadeiramente uma clarificação neste momento”, lamentou.

A deputada social-democrata e antiga vice-presidente do PSD considerou que os sinais “são todos muito negativos” e deixam-na “profundamente preocupada” com os cenários do partido para os próximos atos eleitorais.

“Idealmente, a melhor forma de clarificar seria devolvendo a palavra aos militantes e quem saísse vencedor dessa disputa seria um líder reforçado, com uma dinâmica adicional para enfrentar os próximos atos eleitorais”, defendeu.

Questionada se a moção de confiança que Rui Rio irá apresentar num Conselho Nacional extraordinário não permite essa clarificação, a deputada respondeu: “É uma clarificação optando por mecanismos mais formais, mas a decisão foi essa e teremos de aguardar para ver o que é que decorre da apresentação da moção de confiança”.

Sobre o tom do discurso do presidente do PSD, Maria Luís Albuquerque disse ter considerado “profundamente desnecessário” as referências a “questões e ataques pessoais”.

“Luís Montenegro fez um desafio político. Os ataques pessoais, as questões pessoais, não ajudam. A resposta deveria ser muito mais política do que pessoal porque as questões em causa são questões políticas: há um entendimento de que o que está a ser feito pela direção do PSD é prejudicial para o partido, e sendo prejudicial para o PSD é prejudicial para o país”, criticou.

A ex-ministra das Finanças deixou ainda o desejo de que o atual processo em curso no PSD permita dar ao partido “uma perspetiva mais positiva”.

“Que possa mobilizar quer apoiantes, quer militantes, quer simpatizantes e que possamos colocar-nos como alternativa séria à atual governação, não aos apoios que a governação tem, mas à governação propriamente dita porque nos preocupa o rumo que está esta a ser traçado para o nosso país”, defendeu.

// Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Olha quem ela é… depois do lindo serviço que fez, já quer voltar a pôr a mão no pote!..
    Gente desta faz tanta falta ao PSD (e ao país), como a fome em África!!

  2. Esta, mais o montenegro, mais o relvas, todas da quadrilha do passos coelho, estão a querer voltar ao tacho e ao poder, já com muitas saudades dos tempos em que venderam Portugal ao desbarato e causaram a miséria a milhares de famílias portuguesas…

  3. Bom, creio que esta cidadã e mais a outra do CDS-PP em caso de eleição e coligação dos dois partidos, seriam de imediato detidas, por formação e associação de quadrilha criminosa. Esta vendeu tudo que havia para vender e agora, deve estar a ver o tacho fugir, como os outros revoltosos.

  4. Há pessoas que não sabem perder … Que peça ao atual 1º Ministro como se fazem contas.
    Que volte para onde esteva, para perto do coelho, pois assim ninguém volta a critica-la. Tenha vergonha.

  5. Sra. Ministra,

    Penso que deve dar-se ao respeito.
    Pelo lugar que ocupou neste país, deve dar-se ao respeito.
    Rui Rio foi eleito democraticamente.
    E eu votei Rui Rio e quero voltar a votar Rui Rio nas legislativas.
    A clarificação já foi feita há muito pouco tempo.
    A Senhora deve respeita-la! Mais do que qualquer outro.
    Cumprimentos

  6. Outra ansiosa pela cadeira do poder.
    Não olham a meios, mesmo estando em causa os valores da democracia, que representa o PSD (Sá Carneiro), e parte de um POVO que sempre lhe deu o voto.
    Por mim e nesta fase, se não votar em Rui Rio, voto no Bloco ou no PCP.

  7. Incrível quando alguém consegue reunir tanto consenso negativo numa secção de comentários. E com razão! Ainda vem apoiar o MonteCastanho contra Rui Rio, um homem de rectidão e integridade inquestionáveis… Que nada agrada ás mafias partidárias infiltradas de Maçonarias, Bilderbergs, Opus Deis, e Opus Gays.

    Rui Rio, um gajo cinzentão, apagado, pouco mediático, pouco dado a posturas populistas tipo Quinta das Celebridades… Claro que também não agrada a uma significativa parte do eleitorado, para quem a politica é um futebol de Brunos de Carvalho e Valentins Loureiros. Para esses, quanto mais mafioso e mais espalhafatoso, melhor o líder partidário.

    Num país onde os concertos de Maria Leal tem mais adesão do que os coletes amarelos, também não se pode puxar muito por isto, que não dá pra mais.

Responder a Maria Cancelar resposta

Sismo de magnitude 5 atinge a cidade de Atenas

Um sismo de magnitude 5,1 na escala de Richter foi esta sexta-feira sentido em Atenas, informou o Centro Sismológico Euro-mediterrânico, existindo relatos de que muitas pessoas saíram a correr para as ruas da capital grega. O …

Jerónimo acusa PS de se encostar à direita para impor “malfeitorias” aos trabalhadores

O secretário-geral do PCP afirmou esta quinta-feira que o país continua a ter uma distribuição de rendimentos injusta apesar dos avanços dos últimos quatro anos e acusou o PS de voltar a encostar-se à direita …

Inspetores da PJ entregam pré-aviso de greve (e fazem ultimato a Costa)

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal dá uma semana ao Governo para alterar estatuto profissional dos polícias, caso contrário, não desmarca a greve. A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC) da Polícia …

Ministro coloca Chefe das Forças Armadas em sentido e abre-lhe a porta da saída

O ministro da Defesa desdramatiza as declarações do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) que falou numa situação "insustentável". João Gomes Cravinho fala em "infelicidade na linguagem" e diz que se o CEMGFA …

Tribunal de Contas deteta falta de controlo na gestão de donativos de Pedrógão Grande

A auditoria do Tribunal de Contas detetou graves falhas nas decisões de fundo gerido pelo Estado, destinado à reconstrução das casas em Pedrógão Grande. A auditoria do Tribunal de Contas ao Fundo Revita - criado pelo …

Vingança pode ter motivado o atentado ao estúdio de animação no Japão

O autor do atentado ao estúdio de animação em Quioto terá dado a entender às autoridades que agiu por vingança quando lançou o incêndio que levou à morte de 33 pessoas. Segundo as fontes da Jiji …

Presidente da TAP fala em "fake news" sobre os enjoos nos aviões A330neo

Apesar de ter admitido os relatos de enjoos, o presidente da TAP, Antonoaldo Neves, disse que ainda não foi comprovada a correlação com os cheiros estranhos detetados. O presidente executivo da TAP falou esta quinta-feira por …

Iniciativa Liberal defende taxa única de IRS e liberdade de escolha da escola

Esta é a primeira vez que o partido concorre a umas eleições legislativas e, em declarações à agência Lusa, o presidente do partido e cabeça-de-lista pelo círculo do Porto, Carlos Guimarães Pinto, destacou algumas das …

Depois do veto de Marcelo, PSD chumba lei do lóbi

O grupo parlamentar do PSD vai votar conta as propostas de alteração do CDS e PS à lei do lóbi, fazendo cair o diploma. A 7 de junho, data da aprovação da lei do lóbi no …

Bloco defende fim das propinas na próxima legislatura

O Bloco de Esquerda vai propor o fim das propinas durante a próxima legislatura, anunciou esta quinta-feira, em Coimbra, a coordenadora nacional do partido, Catarina Martins, que defendeu também o financiamento plurianual para as universidades. “O …