Maria Luís Albuquerque desafia Rui Rio a marcar diretas já

António Cotrim / Lusa

A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque lamentou este domingo que o presidente do PSD não tenha marcado de imediato eleições diretas para uma verdadeira clarificação, e considerou desnecessários os “ataques pessoais a Luís Montenegro”.

Em declarações à Lusa, Maria Luís Albuquerque assumiu-se como apoiante ao antigo líder parlamentar do PSD, que na sexta-feira se manifestou disponível para ser candidato à liderança do partido e desafiou Rui Rio para convocar diretas de imediato.

“Tenho pena que não tenha sido possível partir de imediato para uma verdadeira clarificação perguntando aos militantes. Tenho pena que o dr. Rui Rio não tenha decidido pedir já eleições diretas para que houvesse verdadeiramente uma clarificação neste momento”, lamentou.

A deputada social-democrata e antiga vice-presidente do PSD considerou que os sinais “são todos muito negativos” e deixam-na “profundamente preocupada” com os cenários do partido para os próximos atos eleitorais.

“Idealmente, a melhor forma de clarificar seria devolvendo a palavra aos militantes e quem saísse vencedor dessa disputa seria um líder reforçado, com uma dinâmica adicional para enfrentar os próximos atos eleitorais”, defendeu.

Questionada se a moção de confiança que Rui Rio irá apresentar num Conselho Nacional extraordinário não permite essa clarificação, a deputada respondeu: “É uma clarificação optando por mecanismos mais formais, mas a decisão foi essa e teremos de aguardar para ver o que é que decorre da apresentação da moção de confiança”.

Sobre o tom do discurso do presidente do PSD, Maria Luís Albuquerque disse ter considerado “profundamente desnecessário” as referências a “questões e ataques pessoais”.

“Luís Montenegro fez um desafio político. Os ataques pessoais, as questões pessoais, não ajudam. A resposta deveria ser muito mais política do que pessoal porque as questões em causa são questões políticas: há um entendimento de que o que está a ser feito pela direção do PSD é prejudicial para o partido, e sendo prejudicial para o PSD é prejudicial para o país”, criticou.

A ex-ministra das Finanças deixou ainda o desejo de que o atual processo em curso no PSD permita dar ao partido “uma perspetiva mais positiva”.

“Que possa mobilizar quer apoiantes, quer militantes, quer simpatizantes e que possamos colocar-nos como alternativa séria à atual governação, não aos apoios que a governação tem, mas à governação propriamente dita porque nos preocupa o rumo que está esta a ser traçado para o nosso país”, defendeu.

// Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Olha quem ela é… depois do lindo serviço que fez, já quer voltar a pôr a mão no pote!..
    Gente desta faz tanta falta ao PSD (e ao país), como a fome em África!!

  2. Esta, mais o montenegro, mais o relvas, todas da quadrilha do passos coelho, estão a querer voltar ao tacho e ao poder, já com muitas saudades dos tempos em que venderam Portugal ao desbarato e causaram a miséria a milhares de famílias portuguesas…

  3. Bom, creio que esta cidadã e mais a outra do CDS-PP em caso de eleição e coligação dos dois partidos, seriam de imediato detidas, por formação e associação de quadrilha criminosa. Esta vendeu tudo que havia para vender e agora, deve estar a ver o tacho fugir, como os outros revoltosos.

  4. Há pessoas que não sabem perder … Que peça ao atual 1º Ministro como se fazem contas.
    Que volte para onde esteva, para perto do coelho, pois assim ninguém volta a critica-la. Tenha vergonha.

  5. Sra. Ministra,

    Penso que deve dar-se ao respeito.
    Pelo lugar que ocupou neste país, deve dar-se ao respeito.
    Rui Rio foi eleito democraticamente.
    E eu votei Rui Rio e quero voltar a votar Rui Rio nas legislativas.
    A clarificação já foi feita há muito pouco tempo.
    A Senhora deve respeita-la! Mais do que qualquer outro.
    Cumprimentos

  6. Outra ansiosa pela cadeira do poder.
    Não olham a meios, mesmo estando em causa os valores da democracia, que representa o PSD (Sá Carneiro), e parte de um POVO que sempre lhe deu o voto.
    Por mim e nesta fase, se não votar em Rui Rio, voto no Bloco ou no PCP.

  7. Incrível quando alguém consegue reunir tanto consenso negativo numa secção de comentários. E com razão! Ainda vem apoiar o MonteCastanho contra Rui Rio, um homem de rectidão e integridade inquestionáveis… Que nada agrada ás mafias partidárias infiltradas de Maçonarias, Bilderbergs, Opus Deis, e Opus Gays.

    Rui Rio, um gajo cinzentão, apagado, pouco mediático, pouco dado a posturas populistas tipo Quinta das Celebridades… Claro que também não agrada a uma significativa parte do eleitorado, para quem a politica é um futebol de Brunos de Carvalho e Valentins Loureiros. Para esses, quanto mais mafioso e mais espalhafatoso, melhor o líder partidário.

    Num país onde os concertos de Maria Leal tem mais adesão do que os coletes amarelos, também não se pode puxar muito por isto, que não dá pra mais.

Estamos a viver um "apartheid climático" (e quem tem menos dinheiro vai sofrer ainda mais)

O mundo está a viver um "apartheid climático" e no futuro, serão os mais pobres os que mais vão sofrer as consequências das alterações climáticas. O alerta é do cientista Alexandre Quintanilha. "Estamos a viver um …

Catalunha. Manifestações provocam 199 detidos e 289 polícias feridos numa semana

Quase 200 pessoas foram detidas e 289 agentes da polícia ficaram feridos desde a passada segunda-feira nos protestos na Catalunha contra a sentença que condenou 12 dirigentes políticos catalães, segundo fontes policiais. Desde a passada segunda-feira, …

Quase metade do rendimento das famílias na Grande Lisboa é para pagar renda

A prestação derivada da compra de uma casa na Área Metropolitana de Lisboa (AML) representa uma taxa de esforço de 28% para as famílias. Contudo, arrendar é ainda mais dispendioso, com as rendas a representarem …

Portugal conquista ouro no basquetebol nos INAS Global Games

Portugal conquistou hoje quatro medalhas no último dia dos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, através da seleção de basquetebol (ouro) e do ciclista Carlos Carvalho (três medalhas de prata). A equipa …

Benfica e FC Porto doam receitas ao Cova da Piedade e Coimbrões

O Benfica e o FC Porto decidiram entregar a sua receita, correspondente à bilheteira e à transmissão televisiva, aos seus adversários da terceira eliminatória da Taça de Portugal. Na semana passada, jogou-se a terceira eliminatória da Taça …

Nova lei de registo dos animais vai levar freguesias a perderem receita

O objetivo da nova lei é criar uma base única de dados nacional de registo dos animais e acaba com a obrigatoriedade da licença para os cães. O presidente da maior freguesia do distrito de Bragança, …

Vem aí um novo ecoponto (e vai ser castanho)

A partir de janeiro de 2024, todos os Estados-membros da União Europeia vão ser obrigados a ter um quarto contentor para a recolha seletiva do lixo. Desta vez, será castanho e passará a estar nas ilhas …

Federação Portuguesa de Futebol condena jogadores por viciação de resultados

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol condenou dois futebolistas e dois treinadores por manipulação de resultados no âmbito do caso "Jogo Duplo". O Público chama-lhe "uma decisão histórica". No âmbito do caso "Jogo …

Diferendo entre Galp/REN e ERSE pode custar 179 milhões de euros aos consumidores

As empresas de gás da Galp e da REN Portgás voltaram a impugnar as tarifas reguladas publicadas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e avançaram com o décimo processo judicial. Caso vençam, os clientes …

Salário mínimo de 700 euros "é perfeitamente razoável", diz líder da CIP

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, considerou que é "perfeitamente razoável" que o salário mínimo nacional (SMN) alcance os 700 euros durante a próxima legislatura. “Parece-me tão razoável como pode parecer outro …