Marcelo sai em defesa de Ferro. Presidente rejeita alarmismos (e diz que quem tem certificado pode ir a Sevilha)

Hugo Delgado / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O presidente da Assembleia da República apelou aos portugueses para se deslocarem em massa a Sevilha, onde a seleção portuguesa defronta no domingo a Bélgica, mas as declarações rapidamente foram alvo de crítica devido à situação pandémica. Marcelo já veio em socorro de Ferro Rodrigues.

A situação pandémica em Portugal, sobretudo mais a sul, é preocupante, tendo em conta o aumento dos números de novos casos.

Foi neste contexto, que os as declarações de Eduardo Ferro Rodrigues não caíram bem, ao apelar à população portuguesa para se dirigir a Sevilha, em Espanha, para acompanhar o jogo da seleção portuguesa nos quartos de final do Euro 2020.

Contudo, o Presidente da República sublinhou que “em termos globais, não há razões para alarmismos generalizados”. Em declarações aos jornalistas, à margem das comemorações da Batalha de São Mamede, Marcelo salientou que o Governo deu um passo importante ao permitir a mobilidade em caso de vacinação e testagem.

Após o anúncio do travão no desconfinamento, o Chefe de Estado lembrou, citado pelo Expresso, que “o país não é só Lisboa”, “é mais amplo”, e que o caminho que tem sido trilhado tem “altos e baixos pontuais”.

Foi na existência de “situações diferentes em todo o país” que o Presidente tentou justificar as declarações de Ferro Rodrigues.

Eu próprio esperei para ver quais as medidas adotadas para poder ir a Sevilha. Não ia invocar o estatuto de Presidente da República”, disse Marcelo, acrescentando que “a circunstância de ter certificado torna “mais fácil ponderar essa hipótese”.

No seu entendimento, o que Ferro Rodrigues quis foi apelar aos que podem ir para que vão apoiar a seleção nacional de futebol. “Foi como eu li. Só vou se o morador comum em Lisboa puder ir”, disse ainda, assegurando que caso contrário não irá.

De acordo com o Público, menos de 24 horas depois do apelo de Ferro Rodrigues, o Centro Europeu de Controlo das Doenças (ECDC, na sigla em inglês) divulgou os dados mais recentes sobre a situação da pandemia na Europa.

O mapa atualizado nesta quinta-feira mostra que a a região da Andaluzia – onde se situa Sevilha – é uma das que estão no “vermelho” do chamado “indicador combinado”, que junta uma elevada incidência da covid-19 (entre 75 e 200 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias) e uma elevada taxa de positividade, de 4% ou mais.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É… Não haja dúvida… Alguém que diz disparates defende sempre outro que também os diz. O pior é que esses disparates custam vidas, agora e no futuro.
    Nada de “alarmismos generalizados”, diz o Presidente! É bem melhor o facilitismo exarcebado que tem dado “excelentes” resultados (https://zap.aeiou.pt/duas-mortes-1604-casos-412335). Dois comprovados tolos… Haverá mais?

    Ah! Se por acaso vir o Sars-Cov-2 em sua direção, levante o seu certificado! Se ele não fugir, vai bater de cabeça no papel (ou smartphone) e vai fugir com a corona entre as pernas!

  2. Já começa a meter medo esta classe política, com gente desta, no comando como é que isto não há de andar à deriva!

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …