/

Ao contrário de outros líderes, Marcelo apenas irá receber a vacina para a covid-19 durante a segunda fase

Mário Cruz / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa não vai tomar a vacina já em janeiro e deverá aguardar pelo início da segunda fase de vacinação, altura em que começa o processo destinado a pessoas da sua idade.

A hipótese do Presidente da República, o primeiro-ministro ou o presidente da Assembleia da República terem prioridade no acesso à vacinação contra a covid-19 chegou a ser equacionada, porém foi rapidamente posta de lado, revela o Público.

Como qualquer outro cidadão, Marcelo Rebelo de Sousa será vacinado para a covid-19 apenas na segunda fase do programa, que começa em Abril. O Presidente deverá esperar pela altura em que se inicia a vacinação de todos os maiores de 65 anos que não residam em lares, nem sejam profissionais de saúde ou trabalhem em casas de acolhimento de idosos. O Chefe de Estado está incluído nesta fase, uma vez que tem 72 anos.

De acordo com o plano de vacinação delineado pelo Governo e pelo SNS, a prioridade na administração da vacina será dada aos profissionais de saúde, aos utentes de lares de idosos e trabalhadores da área, aos maiores de 50 anos com patologias como insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal e doença respiratória crónica com suporte ventilatório – todos estes elementos irão receber a vacina durante a primeira fase do processo.

Também os elementos das forças de segurança e Forças Armadas fazem parte dos primeiros a receber a vacina.

António Costa apenas fará 60 anos em julho do próximo ano e não lhe são conhecidas quaisquer doenças de risco. Desta forma é provável que a sua vez de ser vacinado chegue ainda mais tarde do que a do Presidente da República, por isso só deverá entrar no processo durante a terceira fase de vacinação.

A ideia de colocar grandes líderes a serem vacinados não irá ser concretizada em Portugal, mas há países que o planeiam fazer de modo a incentivar a população a participar no processo.

Nos Estados Unidos da América o Presidente eleito Joe Biden já recebeu a vacina para a covid-19, assim como o vice-presidente ainda em funções, Mike Pence.

No Reino Unido também já há quem sugira a possibilidade de Boris Johnson ou até mesmo a Rainha Isabel II, receberem a vacina em direto como forma de campanha.

  Ana Moura, ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.