“A minha mãe faz qualquer coisa que a Rainha faça”. Como as figuras públicas podem convencer os britânicos a tomar a vacina

Na primeira semana da campanha de vacinação britânica, o Serviço Nacional de Saúde já administrou a vacina Pfizer-BioNTech em 137.897 pessoas. Porém, as autoridades britânicas referem que o objetivo é que esta chegue a toda a população. Mas será que todos estão dispostos a recebê-la?

A vacina de covid-19 foi produzida num curto período de tempo (pelo menos tendo em conta o período expectável para a sua fabricação), por isso este é um dos fatores que está a fazer com que muitas pessoas, espalhadas por todo o mundo, se sintam com medo de a tomar. Os especialistas questionam-se sobre a melhor de forma de clarificar os benefícios da administração da vacina à população, mas o processo não será fácil.

Neste sentido, o Reino Unido está a planear lançar uma campanha onde o objetivo é apelar ao altruísmo da população, mas também fazer com que esta entenda que o caminho da vacina pode ser essencial para a saúde de cada um.

O facto de algumas figuras públicas tomarem a vacina publicamente, é uma das formas encontradas para fazer com que a população britânica se sinta encorajada a seguir o mesmo caminho. Está já em cima da mesa a possibilidade de o primeiro-ministro, Boris Johnson, e a Rainha Isabel II tomarem a vacina em direto.

Ainda assim, e apesar destes esforços em prol da saúde pública, os incentivos podem não ser suficientes para convencer os britânicos. As autoridades de saúde já sublinharam que a ampla aceitação da vacina é crucial para deter a pandemia. Vários especialistas dizem que a imunidade populacional pode exigir que pelo menos 70% das pessoas estejam protegidas, seja por infeção anterior ou vacinação.

Uma outra forma que o Reino Unido tem encontrado de mostrar à população os benefícios da vacinação é com a presença de médicos em programas de notícias matinais e em conferências de imprensa, na tentativa de tranquilizar o público.

Stephen Mawdsley, historiador que analisou o papel de Elvis Presley no incentivo aos adolescentes a tomar vacinas contra a poliomielite, disse que as autoridades atuais também podem agir da mesma forma e “usar” figuras mediáticas em prol de um bem maior.

Uma opção em estudo país passa pelo primeiro-ministro. A porta-voz de Boris Johnson, Allegra Stratton, referiu aos jornalistas que líder do Governo está a considerar esta hipótese. “Todos conhecemos o caráter de Boris. Não seria algo que ele descartaria”, referiu.

Penny Ward, investigadora do King’s College London, disse que para já as autoridades não estavam a “bombardear” a população com uma campanha devido à pouca oferta existente no país.

“É um ato de equilíbrio”, disse Ward. “Por um lado, queremos enviar mensagens tranquilizadoras, mas por outro não queremos que as pessoas façam fila nos centros de vacinas quando o país ainda não tem stock suficiente”.

Mas uma coisa é certa para a investigadora, o poder da influência de figuras públicas de peso pode ser crucial para o sucesso do processo de vacinação. “Sei que a minha mãe faria qualquer coisa que a rainha fizesse”, referiu Ward ao The Washington Post.

Este é um método que já está a ser equacionado em outros países do mundo. Nos Estados Unidos, três ex-presidentes – Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton – disseram que há a possibilidade de serem vacinados publicamente. Também a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirmou que tomaria a vacina ao vivo na televisão.

Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

SNS24 ultrapassa recorde semanal de chamadas com mais de 200 mil

O recorde semanal de chamadas atendidas no SNS24 foi ultrapassado na última semana, num aumento da procura para mais do dobro, de 126.860 para 279.279, em relação à última semana de 2020, foi esta terça-feira …

Entre críticas a Rio e Marcelo, Ventura teve um drive-in com música de baile (e comparou-se a Sá Carneiro)

Ventura demarcou-se dos insultos de apoiantes à comunicação social, mas não admitiu que o seu mandatário os incentivou, chamando “inimigos” aos jornalistas. Terminou o dia num comício na praia de Leça da Palmeira mas em …

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …

Marcelo aprova novas medidas e anuncia reunião com especialistas para discutir situação das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta terça-feira o decreto do Governo que altera a regulamentação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e anunciou uma reunião com especialistas na …

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …