“A minha mãe faz qualquer coisa que a Rainha faça”. Como as figuras públicas podem convencer os britânicos a tomar a vacina

Na primeira semana da campanha de vacinação britânica, o Serviço Nacional de Saúde já administrou a vacina Pfizer-BioNTech em 137.897 pessoas. Porém, as autoridades britânicas referem que o objetivo é que esta chegue a toda a população. Mas será que todos estão dispostos a recebê-la?

A vacina de covid-19 foi produzida num curto período de tempo (pelo menos tendo em conta o período expectável para a sua fabricação), por isso este é um dos fatores que está a fazer com que muitas pessoas, espalhadas por todo o mundo, se sintam com medo de a tomar. Os especialistas questionam-se sobre a melhor de forma de clarificar os benefícios da administração da vacina à população, mas o processo não será fácil.

Neste sentido, o Reino Unido está a planear lançar uma campanha onde o objetivo é apelar ao altruísmo da população, mas também fazer com que esta entenda que o caminho da vacina pode ser essencial para a saúde de cada um.

O facto de algumas figuras públicas tomarem a vacina publicamente, é uma das formas encontradas para fazer com que a população britânica se sinta encorajada a seguir o mesmo caminho. Está já em cima da mesa a possibilidade de o primeiro-ministro, Boris Johnson, e a Rainha Isabel II tomarem a vacina em direto.

Ainda assim, e apesar destes esforços em prol da saúde pública, os incentivos podem não ser suficientes para convencer os britânicos. As autoridades de saúde já sublinharam que a ampla aceitação da vacina é crucial para deter a pandemia. Vários especialistas dizem que a imunidade populacional pode exigir que pelo menos 70% das pessoas estejam protegidas, seja por infeção anterior ou vacinação.

Uma outra forma que o Reino Unido tem encontrado de mostrar à população os benefícios da vacinação é com a presença de médicos em programas de notícias matinais e em conferências de imprensa, na tentativa de tranquilizar o público.

Stephen Mawdsley, historiador que analisou o papel de Elvis Presley no incentivo aos adolescentes a tomar vacinas contra a poliomielite, disse que as autoridades atuais também podem agir da mesma forma e “usar” figuras mediáticas em prol de um bem maior.

Uma opção em estudo país passa pelo primeiro-ministro. A porta-voz de Boris Johnson, Allegra Stratton, referiu aos jornalistas que líder do Governo está a considerar esta hipótese. “Todos conhecemos o caráter de Boris. Não seria algo que ele descartaria”, referiu.

Penny Ward, investigadora do King’s College London, disse que para já as autoridades não estavam a “bombardear” a população com uma campanha devido à pouca oferta existente no país.

“É um ato de equilíbrio”, disse Ward. “Por um lado, queremos enviar mensagens tranquilizadoras, mas por outro não queremos que as pessoas façam fila nos centros de vacinas quando o país ainda não tem stock suficiente”.

Mas uma coisa é certa para a investigadora, o poder da influência de figuras públicas de peso pode ser crucial para o sucesso do processo de vacinação. “Sei que a minha mãe faria qualquer coisa que a rainha fizesse”, referiu Ward ao The Washington Post.

Este é um método que já está a ser equacionado em outros países do mundo. Nos Estados Unidos, três ex-presidentes – Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton – disseram que há a possibilidade de serem vacinados publicamente. Também a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirmou que tomaria a vacina ao vivo na televisão.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …

Vigaristas burlaram mulher de 90 anos em 32 milhões de dólares

Uma mulher de Hong Kong, de 90 anos, foi defraudada em 32 milhões de dólares por burlões que se fizeram passar por agentes policiais chineses, via chamada telefónica. A Agence France-Presse (AFP) escreve que um jovem …