A (má) fama do Canelas chegou ao New York Times

-

O Canelas, a equipa amadora de Vila Nova de Gaia que tem estado envolvida em vários casos de violência, catapultou-se para a fama mundial, pelas piores razões, e chegou ao prestigiado jornal The New York Times.

Num artigo intitulado “A equipa de futebol contra quem ninguém quer jogar”, o jornal norte-americano fala dos jogadores do Canelas como “demasiado violentos no campo” e “demasiado intimidadores para os árbitros”, com base nas queixas que têm surgido por parte de outros clubes.

Lembrando que 12 clubes ameaçaram não voltar a jogar contra o Canelas, com medo dos seus jogadores, o The New York Times (NYT) destaca o facto de vários deles pertencerem aos Super Dragões que são descritos como “o mais temido dos grupos ultra do FC Porto”.

O jornal entrevistou Fernando Madeira, o capitão do Canelas e líder da claque portista, e este garante que a sua equipa “não é violenta” e que só faz como todas as demais, “luta pela bola” e “dá tudo em campo”.

Notando que o verdadeiro “trabalho” de Madureira são os Super Dragões, apesar de ter rendimentos de um restaurante, de um hotel e de alguns apartamentos arrendados, o NYT cita o “Macaco”, como é conhecido, a assumir que na claque “há bons e maus tipos”.

Temos traficantes de droga, assassinos, mas também boas pessoas. Tudo o que temos na sociedade, temos nos Super Dragões”, diz Madureira.

O artigo do NYT inclui ainda alguns vídeos com faltas de jogadores do Canelas, notando que parecem “actos aparentemente gratuitos de violência”, com “pontapés de karaté” e “entradas a pés juntos”.

Assinalado no texto é igualmente, o caso de Marco Gonçalves, o avançado do Canelas que agrediu um árbitro com uma joelhada no nariz e que foi suspenso por quatro anos, sendo também impedido de assistir a jogos de futebol.

Entre as reacções ao artigo, há um utilizador de Vancouver que assina PS e que destaca que “isto não é uma equipa de futebol, mas um gangue de bandidos”, e que não se percebe “porque não foi banida”.

Já um utilizador da Coreia escreve que é “uma nova oportunidade para um novo desporto”, o “Kung fu footie“.

Por outro lado, o utilizador Gingi Adom de Walnut Creek, na Califórnia, compara o caso do Canelas à Selecção Portuguesa e a “muitos jogadores portugueses” e diz que se questiona se “o jogo duro será encorajado no futebol português como algo positivo”.

Finalmente, o utilizador Danny de Nova Iorque sugere ao NYT que, para fazer “uma verdadeira peça de investigação”, deve antes “debruçar-se sobre a corrupção que existe na principal divisão do futebol português”, notando que se paga “a árbitros com acompanhantes e dinheiro” à vista de todos e que ninguém faz nada.

A má fama do Canelas contamina assim, a imagem que o mundo tem do futebol português em geral.

SV, ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Os portugueses deviam ter a noção dos danos que estas notícias estão a fazer internacionalmente a Portugal. Associadas a outras notícias sobre o nosso país são devastadoras, no que diz respeito à justiça, aos tribunais, à corrupção e ao compadrio em todos os aspectos da vida pública portuguesa.

    • “o capitão do Canelas e líder da claque portista, e este garante que a sua equipa “não é violenta” e que só faz como todas as demais, “luta pela bola” e “dá tudo em campo”.” “dá tudo em campo” Essencialmente porrada!

      “Temos traficantes de droga, assassinos, mas também boas pessoas”. As boas pessoas são aquelas que ainda não perceberam que estão num grupo (criminoso) de “traficantes de droga” e “assassinos”. “Tudo o que temos na sociedade”. Quase tudo Sr Madureira. Pessoas normais de bem é que não têm (excepto aqueles que ainda não perceberam onde estão).

      O Sr Bimbo é que podia fazer alguma coisa, mas não quer (ás vezes parece até aprovar atutudes verdadeiramente inaceitáveis, no mínimo). Porque será?

        • Ah?!
          Quero lá saber o que se diz em Londres (o caixote do lixo da Europa)!!!
          E, realmente, no que toca a violência no futebol, os hooligans ingleses tem muito que dizer… Ainda há poucas semanas andaram a espalhar todo o seu civismo e educação por terras gaulesas!…

          • Meu caro senhor. Cretinos armados em apreciadores de futebol, a criarem distúrbios fora das quatro linhas, há-os em todo o Mundo. O nosso problema é te-los dentro das quatro linhas com a total complacência de árbitros, polícia e organismos de tutela. É como a corrupção, há-a em todo o lado, o que não existe em todo o lado é legislação que permita a impunidade.

  2. Esta chungaria caceteira do “Canelas” é uma vergonha para o nosso Portugal.
    Olhando prós caceteiros que lá têm, a começar no azeiteiro que é o chefe do grupo mafioso a que chamam “claque” super dragões, acabando no labrego massa bruta do treinador, o tal que diz que entram com tudo em campo, devia ser tudo varrido. Os jogadores de outras equipas deviam entrar em campo era com protectores de dentes e capacete anti cotovelada e anti pitons, e meias,calções e camisola á prova de pantufadas. Irra!

RESPONDER

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …