Jogador do Canelas agride árbitro com joelhada no nariz e jogo acaba aos 2m

O encontro entre o Sport Rio Tinto e Canelas 2010, da 3.ª jornada da fase de subida da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto, durou apenas dois minutos, depois de um jogador da equipa gaiense ter agredido um atleta da formação da casa e o árbitro.

Segundo fonte do Rio Tinto, “num dos primeiros lances da partida, o jogador Marco, do Canelas, agrediu um jogador da equipa da casa e imediatamente o árbitro mostrou o cartão vermelho”, a partir daí gerou-se a confusão.

“Depois de ter recebido a ordem de expulsão, o jogador rodeou o árbitro e agrediu-o com violência, com uma joelhada, atirando-o ao chão. O juíz da partida foi socorrido de imediato, e ele próprio chamou o INEM para ser assistido no local, pois ao que tudo indica terá partido o nariz“, esclareceu ainda em declarações à agência Lusa.

A polícia entrou em campo para serenar os ânimos, acompanhando Marco na saída do rectângulo de jogo. Segundo a RTP, o jogador foi detido e levado para a esquadra de Rio Tinto, devendo ser presente a tribunal esta segunda-feira.

Na sequência da agressão, o árbitro terá que ser submetido a uma intervenção cirúrgica.

Também contactado pela Lusa, Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, classificou o ato como “vergonhoso” e alertou que situações como esta não devem voltar a acontecer.

“O que aconteceu é vergonhoso para o futebol e não pode voltar a acontecer. As instâncias têm que pôr mão nisto de alguma forma. Estas situações estão a passar o âmbito desportivo e têm que terminar. Porque corremos o risco que um dia apareça um árbitro morto num qualquer relvado”, começou por dizer o dirigente.

Luciano Gonçalves explicou ainda que situações como esta têm sido recorrentes e que a necessidade de agir com “medidas severas” tornou-se imperativo.

Em outubro do ano passado, 12 clubes da divisão de elite da Associação de Futebol do Porto recusaram jogar contra o Canelas com medo dos Super Dragões e decidiram não comparecer aos jogos com o Canelas.

A onda de protesto foi na altura justificada por reiterados episódios de violência por parte de jogadores e adeptos do clube de Vila Nova de Gaia, cujo plantel inclui vários membros da claque Super Dragões, do FC Porto, nomeadamente o seu líder Fernando Madureira.

Em causa estão queixas de coacção, ameaças e agressões e os clubes envolvidos falam mesmo de um clima de terror que se estende aos árbitros que dirigem os jogos do Canelas, o que condiciona a sua acção.

“Sinto que estão a querer desvalorizar um assunto muito grave e, atendendo à gravidade das questões que têm vindo a acontecer, é necessário procurar em todas as instâncias soluções para colocar um ponto final nisto de uma vez por todas”, esclareceu ainda Luciano Gonçalves.

Após o incidente, ficou definido que não estavam reunidas as condições de segurança para que o jogo continuasse.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Já não é a primeira vez que estes morcões caneleiros e caceteiros do “Canelas” são notícia pelos piores motivos.
    Espero bem que haja mão bem pesada para estes anormais. Para mim seriam banidos.

  2. E esse ordinário jogador não tem nome ver como é vergonhoso ter o nome sujo perante toda a população? Ou ainda haverá alguma besta pior que ele para defender tal comportamento?

RESPONDER

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …