Luanda Leaks. Mário Leite Silva renuncia à presidência do Banco de Fomento Angola

Tiago Petinga / Lusa

Mário Leite Silva (esq) com Isabel dos Santos

O presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento Angola (BFA), Mário Leite Silva, gestor de Isabel dos Santos, renunciou ao cargo, com efeitos a partir de 22 de janeiro. A informação foi transmitida esta quinta-feira aos trabalhadores do banco angolano.

Mário Leite Silva é um dos facilitadores portugueses dos negócios de Isabel dos Santos que envolvem esquemas financeiros suspeitos, revelados na investigação jornalística ‘Luanda Leaks’, noticiou a agência Lusa, que teve acesso à informação sobre a sua renúncia.

A Procuradoria-Geral da República anunciou na quarta-feira que Isabel dos Santos foi constituída arguida por alegada má gestão e desvio de fundos durante a sua passagem pela Sonangol, tal como alguns cidadãos portugueses, entre os quais Mário Leite da Silva.

O português, braço direito da filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos assumiu o cargo de presidente do BFA em janeiro de 2017, após a assinatura do acordo de compra de 2% do BFA pela Unitel, sendo eleito para o triénio 2017-2019.

O gestor foi também alvo, tal como Isabel dos Santos e o seu marido, Sindika Dokolo, do arresto preventivo de participações em empresas e contas bancárias decidido em dezembro pelo Tribunal Provincial de Luanda.

No conselho de administração do BFA está também outro dos gestores próximos de Isabel dos Santos, António Domingues, ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos, como vice-presidente. O cargo chegou a ser ocupado por Isabel dos Santos, em 2017.

Manuel Araújo / Lusa

Isabel dos Santos

Também Jorge Brito Pereira, advogado de longa data de Isabel dos Santos, faz parte dos órgãos sociais do BFA, na qualidade de presidente da mesa da assembleia geral, e é também um dos facilitadores de negócios expostos pela investigação ‘Luanda Leaks’.

A PricewaterhouseCoopers (PwC) constava no relatório mais recente do banco como auditor externo, mas a consultora anunciou, na segunda-feira, ter cessado os contratos de serviços com empresas controladas pela empresária, depois das notícias do Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (ICIJ) com base em mais de 715 mil ficheiros.

A ‘Luanda Leaks’ detalha esquemas financeiros da empresária angolana e do marido que lhes terão permitido desviar dinheiro do erário público angolano, utilizando paraísos fiscais, alegações que Isabel dos Santos considera “completamente infundadas”.

Mário Leite da Silva substituiu Fernando Ulrich em 05 de janeiro de 2017, logo após o Banco Português de Investimento (BPI) concretizar a venda de 2% do BFA à Unitel, passando a operadora angolana a controlar o banco.

Os acionistas do BPI aprovaram, em 13 de dezembro de 2016, à segunda tentativa, a venda parcial do BFA pelo BPI, perdendo este o controlo do banco angolano que fundou no final da década de 1990.

Em setembro desse ano, a administração do BPI, liderada por Artur Santos Silva e Fernando Ulrich, tinha proposto a venda de 2% do BFA à Unitel, por 28 milhões de euros. A operação foi apresentada como a “única solução” para que o BPI cumprisse as exigências do Banco Central Europeu de redução da exposição ao mercado angolano, onde Frankfurt entendia que a supervisão bancária não é equivalente à europeia.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …

Novo recorde em cinco meses. Mais 780 casos por covid-19 em Portugal

Portugal regista mais seis mortos e 780 casos de infeção por covid-19 esta sexta-feira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Os números revelados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde …

"Podemos chegar a 1.000 novos casos por dia". Costa pede cautela

No final da reunião de emergência com o gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, Costa deixou conselhos e pediu cautela. A reunião, convocada na quinta-feira por António Costa, surgiu …

13 de Outubro em Fátima "sim, mas sem peregrinos". Delegada de Saúde espera que a Igreja se "porte bem"

A delegada de Saúde Pública do Médio Tejo defende que as cerimónias religiosas do 13 de Outubro no Santuário de Fátima decorram "sem peregrinos", esperando que a Igreja se porte "tão bem" como aquando do …

Espanha acusa hackers chineses de roubarem informações de vacina contra coronavírus

O Centro Nacional de Inteligência (CNI) espanhol argumenta que hackers chineses terão, alegadamente, acedido a informações confidenciais sobre o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. A diretora do CNI, Paz Esteban, alerta para um aumento …

Tribunal de Loures. António Joaquim vai manter-se em liberdade

O Tribunal de Loures decidiu esta sexta-feira manter a medida de coação de termo de identidade e residência a António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, após um pedido …

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …

Em tempos difíceis, Von der Leyen diz que “sempre vi em Portugal um forte aliado"

Numa entrevista, Ursula von der Leyen disse que Portugal terá “a tarefa de liderar” com a recuperação da pandemia quando chegar à presidência do Conselho da UE em 2021. E promete uma proposta “mais humana …