Lisboa em situação de alerta. Arganil e Golegã recuam no desconfinamento

António Pedro Santos / Lusa

O Conselho de Ministros decidiu, esta quinta-feira, que dois concelhos vão recuar no desconfinamento, Arganil e Golegã, dois vão manter-se como estavam, Montalegre e Odemira, e Lamego avança para a mesma fase do resto do país.

Na conferência de imprensa depois do Conselho de Ministros, que decorreu esta manhã, em Lisboa, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, começou por dizer que, neste momento, a média de novos casos de infeção por 100 mil habitantes está nos 54,4 e o valor do índice de transmissibilidade (Rt) é de 1,07.

A governante referiu que isto significa que, “apesar de o país já estar numa zona de baixa incidência”, a verdade é que o “risco é mais significativo do que era há duas semanas”. A ministra aproveitou ainda para anunciar que a situação de calamidade vai manter-se até às 23h59 do dia 13 de junho.

Relativamente à evolução dos concelhos, há dois que vão recuar: Arganil, em Coimbra, regressa às regras de 5 de abril e Golegã, no distrito de Santarém, volta às regras de dia 19 do mesmo mês.

Mariana Vieira da Silva indicou também que ficam como estavam os concelhos de Montalegre, em Vila Real, e Odemira, em Beja, que estavam nessas mesmas regras de dia 19, e avança para a mesma fase do resto do país o concelho de Lamego, em Viseu.

A ministra informou que, dos 278 concelhos, “274 têm hoje as regras que se aplicam a todo o país” – as regras anunciadas a 1 de maio – e que seis concelhos deixaram de estar em situação de alerta. São eles: Albufeira, Castelo de Paiva, Fafe, Lagoa, Oliveira do Hospital e Santa Comba Dão.

Por outro lado, continuam nessa situação os concelhos de Tavira, Vila do Bispo e Vila Nova de Paiva, tendo sido acrescentados a esta lista Lisboa, Chamusca, Salvaterra de Magos e Vale de Câmara.

A região de Lisboa e Vale do Tejo inspira alguns cuidados, com a ministra a chamar a atenção para os “níveis de incidência crescentes”, que são “motivo de preocupação”.

É por isso que está previsto o reforço da testagem, tal como anunciado pelo secretário de Estado da Saúde na terça-feira. A governante realçou a “antecipação de testagens nas escolas, nos serviços de atendimento e num conjunto de locais onde há mais casos”, com o objetivo de “atuar localmente, isolar mais rapidamente e procurar conter este crescimento”.

Questionada pelos jornalistas sobre eventuais alterações aos critérios, como a chamada matriz de risco, Mariana Vieira da Silva remeteu essas conclusões para depois da reunião com os peritos, marcada para esta sexta-feira. “A partir dessa apresentação o Governo apresentará a suas decisões.”

A governante lembrou, porém, que “a matriz de risco foi uma solução que trouxe bons resultados” e que, agora, tendo “outras condições de vacinação”, será possível olhar para este indicador “de outra forma”.

O Presidente da República, o Executivo e os peritos vão estar reunidos, na sede do Infarmed, na capital, para discutir a situação epidemiológica do país e provavelmente as medidas a ser tomadas no verão, devendo estas ser anunciadas na próxima semana.

“Vamos aguardar o contributo que nos fazem chegar a partir de amanhã para saber se existem mudanças a fazer no plano de desconfinamento”, acrescentou.

Sobre as mudanças nos concelhos referidas neste briefing, a governante indicou que estas “têm tido aplicação no dia seguinte à sua publicação”, ou seja, deverão entrar em vigor à meia-noite deste sábado.

Recorde-se que o Governo anunciou que o processo de vacinação vai acelerar em todo o território continental, e não apenas em Lisboa como tinha sido anunciado inicialmente, alargando-o a maiores de 40 e 30 anos a partir de 6 e 20 de junho, respetivamente.

O coordenador do plano de vacinação, o vice-almirante Gouveia e Melo, disse estar confiante que a imunidade será atingida na altura prevista, em agosto, se tudo correr bem com a entrega das vacinas nos prazos acordados com as farmacêuticas.

Na mesma conferência de imprensa, a ministra da Presidência confirmou que foi aprovada a “resolução que procede ao reconhecimento da necessidade da requisição civil de trabalhadores da carreira de investigação e fiscalização do SEF, que exercem funções em postos de fronteira”, para travar a greve marcada para este mês de junho.

Por sua vez, o ministro das Finanças, João Leão, anunciou que foi aprovado o diploma que altera o quadro de financiamento do Fundo de Resolução, permitindo que este se financie junto da banca para concretizar a transferência para o Novo Banco, e ainda o decreto regulamentar que define o âmbito e as condições de funcionamento do IVAucher.

  Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Estranhos fenómenos se têm verificado em Arganil e Golegã. Para além de OVNIS também se têm avistado inúmeros sportinguistas. A febre do Sporting, mais conhecida por febre Vinteneira, está associada a um conjunto de sintomas muito semelhantes aos sintomas da Covid-19, como por exemplo; manchas verdes no rosto e outras partes do corpo, cabelo esverdeado e com muitas rastas, cheiro intenso a naftalina, rouquidão, catarro persistente, ressaca de cerveja e figadeira. Se alguém avistar um indivíduo com os sintomas acima descritos NÃO o confundam com um infectado com Covid, NÃO o desprezem, NEM tão pouco fiquem preocupados, tenham consciência de que só daqui a vinte anos é que tal fenômeno se voltará a observar!

RESPONDER

Novo ano letivo marcado pelo recorde de pedidos de bolsas de estudo no superior

Número crescente de alunos e perda de rendimentos das famílias são duas das razões apontadas para os pedidos recorde. O ano letivo 2021/22 ainda agora arrancou, mas já está a bater recordes no que respeita aos …

Urgências em Lisboa estão cheias. Situação pode piorar nas próximas semanas

As urgências do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, estão em situação crítica, com tempos de espera elevados. A situação de calamidade multiplica-se em vários hospitais do país, de …

Portugal já tem 86% da população totalmente vacinada contra a covid-19

A vacinação completa contra a covid-19 abrange já 86% da população portuguesa e são já mais de nove milhões de pessoas as que têm pelo menos uma dose da vacina, de acordo com os dados …

Direção do CDS desautoriza Telmo Correia e defende eleições "o mais brevemente possível"

A direção do CDS-PP não gostou de ouvir o líder parlamentar dizer que a melhor altura para realizar eleições legislativas seria no final de janeiro ou fevereiro. Depois de uma reunião com o presidente da Assembleia …

Órban e Le Pen apoiam a Polónia e criticam "imperialismo" da UE

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Órban, e a líder da União Nacional (RN, na sigla em francês), Marine Le Pen, manifestaram esta terça-feira apoio à Polónia no conflito que mantém com a UE, a qual acusam …

Após goleada frente ao Bodø/Glimt, Mourinho põe de lado quatro jogadores

Em duas convocatórias consecutivas, José Mourinho deixou de fora quatro futebolistas que participaram na derrota por 6-1 frente ao Bodø/Glimt. Naquela que foi a maior derrota de sempre da carreira de José Mourinho, o Tottenham perdeu …

O que cai e o que fica: as medidas que o chumbo do OE deita por terra e as que permanecem

O grosso das medidas previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022 não deverá sair do papel. As aprovadas em Conselho de Ministros, por sua vez, manter-se-ão viáveis, já foram discutidas fora da sede …

Truque permite que o Orçamento não seja votado esta quarta-feira

Há um mecanismo que, se for acionado, permite que o Orçamento do Estado para 2022 sobreviva mesmo que não seja votado. O Orçamento do Estado para 2022 pode baixar à comissão sem votação. Este mecanismo, nunca …

Conceição reconhece supremacia do Santa Clara e admite culpa na derrota

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, reconheceu que o Santa Clara foi superior e diz-se culpado pela derrota pesada que deixa o clube fora da Taça da Liga. O FC Porto está fora da Taça …

"Vechtpartij", quadro de Jan Steen.

Antigos jogos de bebida acabavam em vinho derramado e esfaqueamentos

Hoje vistos como jogos de diversão para jovens, na antiguidade, os drinking games (jogos de bebida) eram comuns em toda a sociedade — e, por vezes, terminavam mal. O kottabos era um antigo jogo de bebida …