Lenta e gradual. Boris anuncia como vai ser a reabertura do Reino Unido

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson

Este domingo, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou que vai aliviar algumas das restrições impostas no país na sequência da pandemia de covid-19, que infetou mais de 200 mil britânicos até agora.

Segundo o primeiro-ministro britânico, o regresso à normalidade no Reino Unido será “lento e gradual”, disse, citado pelo semanário Expresso. Em maio, ainda não haverá desconfinament. Em junho, escolas, infantários e lojas poderão reabrir e, em julho, a restauração e hotelaria.

“Não haverá fim imediato do confinamento”, informou Boris. O primeiro-ministro reconheceu que os britânicos têm suportado restrições à liberdade “de um tipo nunca visto em paz ou em guerra”, causadas pela “ameaça mais terrível que o país enfrentou” durante a sua vida.

Boris também foi infetado pela doença e passou uma semana no hospital, incluindo três dias nos cuidados intensivos.

“Temos de continuar a controlar o vírus e a salvar vidas. Não obstante, temos também de reconhecer que esta campanha contra o vírus teve um custo colossal para a nossa forma de vida”, afirmou. “Milhões de pessoas têm medo tanto desta doença terrível como do efeito deste longo período de inatividade forçada sobre a sua subsistência e o seu bem-estar mental e físico”.

Assim, o Reino Unido terá um plano “condicional”. Elogiando o “bom senso” dos concidadãos, Boris disse que foi graças ao acatamento das regras que, apesar de “mortalidade trágica e sofrimento imenso”, foi evitada uma “catástrofe em que o pior cenário razoável era de meio milhão de fatalidades”.

No Reino Unido, mantém-se a recomendação de ficar em casa e evitar contactos fora do agregado familiar.

A partir de quarta-feira, será permitido “apanhar sol no parque local, viajar de carro para outros destinos, até fazer desporto, mas apenas com membros do agregado familiar”.

As mudanças serão “lentas e graduais”. À semelhança de António Costa, Boris afirmou que não hesitaria em voltar atrás, se a situação epidemiológica aconselhasse. “Se houver surtos, se houver problemas, não hesitaremos em carregar no travão..

As multas pela violação das restrições em vigor podem ir das 100 às 3.200 libras (114 a 3.660 euros).

O novo lema do Governo britânico é “ficar alerta, controlar o vírus e salvar vidas”.

O primeiro ministro anunciou a monitorização constante dos dados epidemiológicos, o reforço da testagem e o controlo da circulação, que inclui a imposição de 14 dias de quarentena para todos os que entrem no Reino Unido.

Boris terminou o discurso dizendo que acredita que o Reino Unido sairá reforçado desta crise. “Seremos um país melhor, mais generoso e mais solidário”.

Boris vai apresentar mais detalhes deste plano condicional de desconfinamento esta segunda-feira na Câmara dos Comuns.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …