Justiça investiga contratos de Sócrates com Chávez

José Coelho / Lusa

A justiça portuguesa está a investigar acordos celebrados em 2008 entre Portugal, durante o Governo de José Sócrates, e a Venezuela, então liderada por Hugo Chávez.

O juiz Ivo Rosa quer analisar documentos dos acordos estabelecidos, de acordo com o que avança o Correio da Manhã esta terça-feira.

O juiz de instrução criminal responsável pela Operação Marquês pediu, no início de julho, aos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Economia as atas das comissões de Alto Nível e de Acompanhamento referentes aos acordos assinados entre Portugal e a Venezuela em 2008, de acordo com o matutino.

Na altura, José Sócrates, que é arguido na Operação Marquês, era primeiro-ministro. O Ministro Público suspeita que o socialista tenha ajudado o Grupo Lena a angariar contratos de obras públicas na Venezuela. Em troca, terá recebido “vantagens patrimoniais a que bem sabia não ter direito”.

De acordo com o CM, Sócrates terá recebido do Grupo Lena, através do seu então administrador Joaquim Barroca, alegadas luvas de mais de 2,8 milhões de euros, segundo a acusação.

Face a estas suspeitas, o juiz Ivo Rosa terá pedido mais informações sobre a visita oficial realizada por José Sócrates à Venezuela entre 12 e 15 de maio de 2008. Do encontro com Hugo Chávez, que veio a falecer em 2013, resultou num reforço das relações económicas entre os dois países.

José Sócrates, que esteve preso preventivamente e em prisão domiciliária, está acusado de 31 crimes económico-financeiros. O antigo líder socialista foi acusado pelo Ministério Público da alegada prática de três crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, 16 crimes de branqueamento de capitais, nove crimes de falsificação de documento e três crimes de fraude fiscal qualificada, no âmbito da Operação Marquês.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. O melhor é não entrar por aí. Assim nunca mais vai despachar nada. Partindo do pressuposto que tudo o que esse governo fez foi em proveito dos próprios mais vale apostar em investigar apenas duas ou três coisas e prendê-los por essas do que querer apanhar tudo. Condenem-nos por duas ou três coisas porque o povo há muito que já percebeu como foi desgovernado.

  2. Gostava de saber como foi resolvido o caso dos submarinos (PORTAS)- Casa Coelha (CAVACO)-BPN (CAVACO E COMPANHEIROS E FILHA)-APAGÃO DO CITIUS(PASSOS COELHO) PARA NÃO SE SABER QUEM PÔS OS MILHÕES €€€€€€€€€€€€€€ lá fora…….etc………

    • Tu não meças os outros pela tua bitola. Uma coisa é aquilo que tu e os teus amigos são. E isso não significa que todos os outros são iguais. Até porque nem procuraste negar o que foi dito dos teus amigos.

  3. Já agora aproveite para investigar os contratos dos submarinos celebrados por o Sr. P.Portas, cuja historia está bem abafada. Depois pode estender a pesquisa ao monte de casos que abrangem outros veneráveis Políticos. Os contribuintes Portugueses agradeciam !!!!!

  4. O Sr Socrates é muito esperto. Conseguiu camuflar as coisas de maneira a que ninguém consegue descortinar nada (leia-se justiça). Só os TUGAS é que não vão na conversa…o que é uma chatice. O nosso querido dinheirinho anda sempre a tapar buracos e a minha rua continua cheia deles. isto um dia vai acabar mal!!!

  5. Bem podia ser acusado de 531 ou 1531 crimes que nunca irá ser culpado de nenhum, enfim…… já nem no Brasi ou em Áfrical existe tanta impunidade!

Responder a ah Cancelar resposta

Bélgica recoloca Lisboa e região Centro no "vermelho"

As autoridades belgas aliviaram ligeiramente as medidas restritivas no quadro da pandemia da covid-19, apesar do aumento do número de casos, esta quarta-feira, e recolocaram a área metropolitana de Lisboa e a região centro de …

"É bastante provável que já se esteja a formar a covid-21"

Tudo "o que não sabemos" sobre o coronavírus - e é muita coisa! - é o que mais preocupa o especialista de Saúde Global do Conselho de Relações Externas dos EUA, Yanzhong Huang, que alerta …

Bruxelas propõe novo pacto para as migrações e pede compromisso a todos os Estados-membros

A Comissão Europeia propôs, esta quarta-feira, um novo Pacto para as Migrações e Asilo, à luz do qual "todos os Estados-membros, sem exceção", devem assumir as suas responsabilidades. Assumindo que "o sistema atual não funciona" e …

Após ameaças da Al-Qaeda, jornalistas franceses escrevem carta em defesa da Charlie Hebdo

Cerca de 100 órgãos de comunicação social em França publicaram hoje uma carta aberta apelando à defesa da liberdade de expressão, em apoio à revista Charlie Hebdo, quando decorre o julgamento dos atentados de 2015. A …

Lukashenko toma posse em cerimónia "secreta". Oposição apela a mais protestos

O Presidente da Bielorrússia foi empossado, esta quarta-feira, para um sexto mandato numa cerimónia não anunciada. A oposição já apelou a mais protestos. "Alexander Lukashenko prestou juramento na língua bielorrussa, após o qual assinou o ato …

"Não somos uma moeda de troca", diz Presidente do Irão. EUA terão de levantar sanções

O Presidente irianiano, Hassan Rohani, fez na terça-feira um discurso em tom desafiador e inflamado na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmando que os Estados Unidos (EUA) não terão outra alternativa que …

Depois das acusações de fraude, o fundador da Nikola renuncia ao cargo de presidente

Depois de um polémico relatório afirmar que Trevor Milton estava a mentir quando apresentou o prototipo do Nikola One, o fundador da empresa de camiões elétricos resolveu abandonar o cargo de presidente. Trevor Milton renunciou ao …

México investiga alegadas esterilizações em centros migratórios dos EUA

O Governo mexicano anunciou na terça-feira que abriu uma investigação para determinar se mulheres mexicanas foram esterilizadas sem o seu consentimento num centro de detenção para migrantes nos Estados Unidos (EUA). "Já estamos em contacto com …

Grupo de 156 países em iniciativa para acesso justo à vacina para covid-19. EUA ficam de fora

Um total de 156 países - representando cerca de 64 por cento da população mundial - comprometeram-se a reunir recursos para ajudar a desenvolver, comprar e distribuir equitativamente dois mil milhões de doses de uma …

Apenas metade dos jovens desempregados recebe subsídio da Segurança Social

A atribuição da prestação a quem tem até 34 anos continua a manter baixa a taxa de cobertura do subsídio de desemprego no país. As consequências económicas da pandemia têm afetado grande parte da população, mas …