Justiça investiga contratos de Sócrates com Chávez

José Coelho / Lusa

A justiça portuguesa está a investigar acordos celebrados em 2008 entre Portugal, durante o Governo de José Sócrates, e a Venezuela, então liderada por Hugo Chávez.

O juiz Ivo Rosa quer analisar documentos dos acordos estabelecidos, de acordo com o que avança o Correio da Manhã esta terça-feira.

O juiz de instrução criminal responsável pela Operação Marquês pediu, no início de julho, aos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Economia as atas das comissões de Alto Nível e de Acompanhamento referentes aos acordos assinados entre Portugal e a Venezuela em 2008, de acordo com o matutino.

Na altura, José Sócrates, que é arguido na Operação Marquês, era primeiro-ministro. O Ministro Público suspeita que o socialista tenha ajudado o Grupo Lena a angariar contratos de obras públicas na Venezuela. Em troca, terá recebido “vantagens patrimoniais a que bem sabia não ter direito”.

De acordo com o CM, Sócrates terá recebido do Grupo Lena, através do seu então administrador Joaquim Barroca, alegadas luvas de mais de 2,8 milhões de euros, segundo a acusação.

Face a estas suspeitas, o juiz Ivo Rosa terá pedido mais informações sobre a visita oficial realizada por José Sócrates à Venezuela entre 12 e 15 de maio de 2008. Do encontro com Hugo Chávez, que veio a falecer em 2013, resultou num reforço das relações económicas entre os dois países.

José Sócrates, que esteve preso preventivamente e em prisão domiciliária, está acusado de 31 crimes económico-financeiros. O antigo líder socialista foi acusado pelo Ministério Público da alegada prática de três crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, 16 crimes de branqueamento de capitais, nove crimes de falsificação de documento e três crimes de fraude fiscal qualificada, no âmbito da Operação Marquês.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. O melhor é não entrar por aí. Assim nunca mais vai despachar nada. Partindo do pressuposto que tudo o que esse governo fez foi em proveito dos próprios mais vale apostar em investigar apenas duas ou três coisas e prendê-los por essas do que querer apanhar tudo. Condenem-nos por duas ou três coisas porque o povo há muito que já percebeu como foi desgovernado.

  2. Gostava de saber como foi resolvido o caso dos submarinos (PORTAS)- Casa Coelha (CAVACO)-BPN (CAVACO E COMPANHEIROS E FILHA)-APAGÃO DO CITIUS(PASSOS COELHO) PARA NÃO SE SABER QUEM PÔS OS MILHÕES €€€€€€€€€€€€€€ lá fora…….etc………

    • Tu não meças os outros pela tua bitola. Uma coisa é aquilo que tu e os teus amigos são. E isso não significa que todos os outros são iguais. Até porque nem procuraste negar o que foi dito dos teus amigos.

  3. Já agora aproveite para investigar os contratos dos submarinos celebrados por o Sr. P.Portas, cuja historia está bem abafada. Depois pode estender a pesquisa ao monte de casos que abrangem outros veneráveis Políticos. Os contribuintes Portugueses agradeciam !!!!!

  4. O Sr Socrates é muito esperto. Conseguiu camuflar as coisas de maneira a que ninguém consegue descortinar nada (leia-se justiça). Só os TUGAS é que não vão na conversa…o que é uma chatice. O nosso querido dinheirinho anda sempre a tapar buracos e a minha rua continua cheia deles. isto um dia vai acabar mal!!!

  5. Bem podia ser acusado de 531 ou 1531 crimes que nunca irá ser culpado de nenhum, enfim…… já nem no Brasi ou em Áfrical existe tanta impunidade!

Professor detido por violar aluna menor dentro de escola em Faro

Um professor de 55 anos foi detido, nesta quarta-feira, por suspeitas de ter violado uma aluna de 14 anos no interior de uma escola do concelho de Vila Real de Santo António, no distrito de …

Governo vira-se para Rio para mudar a lei e garantir o novo aeroporto

O Governo está a preparar uma alteração à Lei para evitar que o projecto do novo aeroporto do Montijo seja chumbado. Uma medida que passará, necessariamente, pela necessidade de um entendimento entre PS e PSD …

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …