Depois de dúvidas e adiamentos, Irlanda dispensa 13 países de quarentena à chegada. Portugal excluído

O Governo de Dublin publicou esta quarta-feira uma lista verde de 13 países cujos viajantes estão isentos de cumprir a quarentena ao chegar à Irlanda e que exclui países como Portugal, Espanha, França e o vizinho Reino Unido.

Fora da lista da Irlanda ficou igualmente os Estados Unidos, cujos visitantes devem continuar a restringir os movimentos ao chegar a qualquer porto ou aeroporto da ilha com um período de auto-isolamento de 14 dias.

A lista é composta por 13 países europeus e dois territórios (Gibraltar e Gronelândia), que possuem um número de casos de coronavírus por 100 mil habitantes igual ou menor do que a Irlanda: Malta, Finlândia, Noruega, Itália, Hungria, Estónia, Letónia, Lituânia, Chipre, Eslováquia, Grécia, Mónaco e São Marinho.

Portugal tem agora restrições em 16 países. Entre os países da UE, há nove – Áustria, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Finlândia, Irlanda, Letónia, Lituânia e Roménia – onde os portugueses não podem entrar e há sete – Bélgica, Bulgária, Eslovénia, Estónia, Malta, Holanda e Hungria – onde enfrentam limitações.

A lista foi publicada depois de o vice-primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, ter questionado na terça-feira a necessidade de, na sequência da pandemia de covid-19, publicar uma lista de países cujos turistas não estão obrigados a seguir uma quarentena na Irlanda.

Segundo Varadkar, esta situação “pode enviar mensagens confusas” em relação às deslocações ao estrangeiro durante a pandemia do novo coronavírus.

As dúvidas do governante irlandês refletiam as divisões sobre a questão existentes no governo de coligação de Dublin, integrado pelos dois grandes partidos nacionais, o centrista Fianna Fail, e o democrata-cristão Fine Gael, mais os Verdes.

O executivo tinha previsto publicar na terça-feira a “lista verde”, depois de assegurar que nela não estaria nem os Estados Unidos e talvez o Reino Unido, enquanto a imprensa local avançou que fora dos destinos de férias populares entre os irlandeses estariam também Portugal, França e Espanha.

O governo, porém, cancelou segunda-feira a publicação da lista porque o primeiro-ministro, o centrista Michael Martin, estava ausente na cimeira comunitária de Bruxelas, com o atraso a reavivar o debate sobre a questão.

A publicação da lista significaria que ficariam de fora da quarentena os viajantes procedentes de certos países, enquanto, por outro lado, ainda se recomenda aos irlandeses para não sair da ilha.

Varakdar, primeiro-ministro até junho, opinou que o Governo deve publicar a “lista verde”, mas sem entrar em contradição com a recomendação das autoridades sanitárias, com o objetivo de evitar confusões entre os cidadãos.

“Se a recomendação sobre as viagens para países incluídos na lista verde não é diferente da efetuada para outros países, então seria melhor que não houvesse essa lista”, explicou à cadeia de televisão pública local RTE um porta-voz pessoal de Varakdar.

O porta-voz insistiu que a posição oficial do Governo, segundo o aconselhamento do Serviço Público de Emergências de Saúde Nacional (NPHET, na sigla inglesa), continua a defender que não se devem efetuar deslocações desnecessárias ao estrangeiro, independentemente de o destino estar ou não na lista.

Segundo os mais recentes dados oficiais, referentes a segunda-feira, a Irlanda não registou qualquer óbito nas 24 horas anteriores, permanecendo o total de mortes nos 1.753, tendo-se, porém, detetado, no mesmo período, mais seis novos casos de contágio, subindo para 25.766 infetados.

No entanto, as autoridades sanitárias alertaram para um aumento do índice de reprodução do vírus e um incremento da incidência de novos casos entre os mais jovens, situação que, a manter-se, poderá causar até 170 incidências diárias nas próximas semanas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pizza para Itália e salmão para a Noruega. Emissora pede desculpa por imagens usadas nos Jogos Olímpicos

O canal de televisão sul-coreano MBC pediu desculpa publicamente após usar imagens para representar países durante a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Fotos de pizza para a comitiva italiana, de salmão para a …

"Quanto mais cedo, melhor". A dona da Marlboro apoia a proibição dos cigarros até 2030

O CEO da Philip Morris Internacional, dona da Marlboro, apoia a proibição da venda de cigarros, mas os activistas anti-tabaco já acusaram a empresa de hipocrisia por tentar comprar uma farmacêutica enquanto lucra com o …

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …