A pequena ilha de Hokkaido conteve o vírus e saiu à rua. Um mês depois, fechou-se em casa de novo

A pequena ilha japonesa de Hokkaido foi vista como uma história de sucesso no combate ao novo coronavírus. Rapidamente, a ilha conseguiu conter o vírus e saiu à rua. Um mês depois, voltou para casa.

No fim de fevereiro, Hokkaido tornou-se o primeiro local do Japão a declarar estado de emergência devido à covid-19. As escolas foram fechadas e as autoridades “encorajaram” a população a ficar em casa. O governo local perseguiu o vírus, rastreando e isolando todas as pessoas que tivesse tido contacto com vítimas.

A ação rápida funcionou e, em meados de março, o número de novos casos caiu para um ou dois por dia. Em 19 de março, o estado de emergência foi suspenso e, no início de abril, as escolas foram reabertas.

Agora, segundo conta a emissora britânica BBC, 26 dias após a suspensão do estado de emergência, a medida foi imposta novamente.

Na última semana, Hokkaido registou 135 novos casos confirmados de covid-19. Ao contrário do primeiro surto em fevereiro, não há evidências de que o vírus tenha sido importado de fora do Japão.

A rápida resposta inicial de Hokkaido mostrou que é possível controlar o vírus se forem tomadas as medidas adequadas quando surgem os primeiros casos. A ilha japonesa assemelha-se aos casos reportados na cidade sul-coreana de Daegu, onde um grande surto de covid-19 ocorreu dentro de um culto religioso, que foi rastreado e contido.

Após esse surto na Coreia do Sul, o país iniciou um enorme programa de testes para tentar rastrear a epidemia. Mas o Japão não o fez. O governo afirmou que testes em larga escala eram um “desperdício de recursos”.

No caso de Hokkaido, que mesmo tendo sucesso na contenção pela primeira vez, percebeu-se que é difícil isolar e manter a contenção durante um longo período de tempo, exceto que se alargue a capacidade de testar para identificar a transmissão comunitária e a transmissão hospitalar.

Agora, Hokkaido teve de impor as restrições novamente, embora a versão japonesa da quarentena seja um pouco mais leve do que as impostas noutros lugares. A maioria das pessoas vai trabalhar. As escolas podem estar fechadas, mas lojas e bares permanecem abertos.

Além disso, esta “nova realidade”, provavelmente, vai durar muito mais tempo do que a maioria dos habitantes espera.

O segundo estado de emergência deverá terminar oficialmente no dia 6 de maio, último feriado da “Golden Week” do Japão – quatro feriados nacionais no final do mês de abril e início de maio, quando se comemoram o aniversário do imperador Showa, o dia da constituição, o dia verde e o dia das crianças.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ventura reforça poder no Chega. Direção pode suspender militantes

No dia 30 de maio, foram aprovados dois regulamentos que dão poder à direção do Chega para suspender militantes do partido. Segundo avança a revista Sábado, no passado fim de semana, o Conselho Nacional do partido …

Egípcio submeteu as três filhas a mutilação genital feminina. Agora, vai ser julgado

Um pai terá dito às três filhas que iam ser vacinadas contra a covid-19, mas, quando acordaram, tinham sido mutiladas. Um cidadão egípcio vai ser julgado por, alegadamente, ter forçado as três filhas menores a serem …

Vacina da Universidade de Oxford para a covid-19 será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 em que trabalham os cientistas da Universidade de Oxford será testada no Brasil, pelo nível de infeção naquele país, revelou esta sexta-feira o Times. Com o declínio nos casos de coronavírus …

Esta noite há um eclipse penumbral da Lua

Esta noite tem bons motivos para atrasar o jantar: ao início da noite desta sexta-feira, haverá um eclipse penumbral da Lua. A Lua vai ficar na penumbra na noite desta sexta-feira. Pouco antes das 21h, em …

Depois de Latifa e Haya, mais uma princesa pediu ajuda para fugir do Dubai (e está desaparecida)

Depois da fuga da princesa Latifa e da princesa Haya do Dubai, outra jovem gravou um vídeo a pedir ajuda para escapar dos seus pais. Agora, está desaparecida. De acordo com o jornal espanhol El País, …

Caso Maddie. Suspeito alemão alvo de nova investigação por crime semelhante na Alemanha

Christian B., de 43 anos, poderá estar associado ao desaparecimento de uma menina de cinco anos, em 2015, na Alemanha. De acordo com a agência DPA, o Ministério Público alemão abriu uma nova investigação sobre o …

À espera de propostas concretas, Jerónimo quer salário pago a 100%

Jerónimo de Sousa admite que só tomará uma posição quanto ao Orçamento Suplementar quando souber as "propostas concretas". Esta sexta-feira, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse que só tomará uma posição quanto ao Orçamento …

Do ruído à reciclagem. No Dia Mundial do Ambiente, associação Zero divulga dados preocupantes

As principais preocupações da associação ambientalista Zero em Portugal são ao nível do desperdício de água, do ruído e da reciclagem. Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo …

Esferográfica pessoal e máscara obrigatórios nas eleições do FC Porto

As eleições do FC Porto estão agendadas para este fim de semana e os sócios que quiserem exercer o seu direito de voto terão de levar uma máscara de proteção individual e uma esferográfica. No comunicado …

Açores sem infetados por covid-19. Último paciente internado recuperou

Os Açores estão oficialmente livres de covid-19. Dois meses e meio depois do primeiro caso na região, os Açores não têm qualquer registo de infetados por covid-19. Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional, anunciou no Facebook …