O sucesso da Coreia do Sul a controlar a Covid-19 vem com um custo

O intenso controlo da população limita a privacidade dos sul-coreanos, mas tem sido parte crucial do sucesso da Coreia do Sul no combate ao surto do novo coronavírus.

A Coreia do Sul tem sido amplamente elogiada pela sua gestão do surto e disseminação da doença de coronavírus Covid-19. O foco tem sido em grande parte o enorme programa de teste de vírus do país.

O que não foi tão amplamente divulgado é o uso intenso da tecnologia de vigilância no país, principalmente o CCTV e o rastreamento do uso de cartões bancários e telemóveis, para identificar quem deve ser testado. E essa é uma lição importante para países mais liberais que podem ser menos tolerantes a essas medidas de invasão de privacidade, mas esperam imitar o sucesso da Coreia do Sul.

Embora Taiwan e Singapura tenham-se destacado em conter o coronavírus, a Coreia do Sul e a China fornecem os melhores modelos para interromper surtos quando um grande número de pessoas foi infetado. A China colocou em quarentena pacientes confirmados e em potencial e restringiu os movimentos dos cidadãos, bem como as viagens internacionais.

Mas a Coreia do Sul alcançou um nível semelhante de controlo e uma baixa taxa de mortalidade (atualmente 1%) sem recorrer a medidas autoritárias. Isto certamente parece o padrão para as nações democráticas liberais.

A parte mais conspícua da estratégia sul-coreana é bastante simples: testar, testar e testar um pouco mais. O país aprendeu com o surto de MERS em 2015 e reorganizou o seu sistema de controlo de doenças. Possui um bom sistema de assistência médica de grande capacidade e uma sofisticada indústria de biotecnologia que pode produzir kits de teste rapidamente.

Estes fatores permitem que o país realize 15.000 testes por dia, ficando apenas atrás da China em números absolutos e terceiro no mundo em testes por pessoa. Mas como a Covid-19 é uma doença leve para a maioria das pessoas, apenas uma pequena fração dos pacientes costuma entrar em contacto com as autoridades de saúde para realizar testes com base nos seus sintomas ou no contacto conhecido com pessoas infetadas. Muitos pacientes com sintomas leves, principalmente os mais jovens, não percebem que estão doentes e a infetar outros.

Se estes pacientes não puderem ser encontrados, a capacidade de realizar testes não significa muito. É aqui que entra a infraestrutura da cidade inteligente. O objetivo é descobrir onde estão os pacientes conhecidos e testar qualquer pessoa que possa ter entrado em contacto com eles. Existem três maneiras principais de rastrear as pessoas.

Primeiro, cartões de crédito e débito. A Coreia do Sul tem a maior proporção de transações sem dinheiro no mundo. Ao rastrear transações, é possível desenhar os movimentos de uma pessoa.

Segundo, os telemóveis podem ser usados para a mesma finalidade. Em 2019, a Coreia do Sul teve uma das maiores taxas de propriedade de telemóveis do mundo (há mais telefones do que pessoas). A localização dos telemóveis é gravada automaticamente com total precisão, porque os dispositivos são conectados a transcetores a qualquer momento. E existem aproximadamente 860.000 transcetores 4G e 5G no país inteiro.

Fundamentalmente, as empresas de telecomunicações exigem que todos os clientes forneçam os seus nomes reais e números de identificação. Isto significa que é possível rastrear quase toda a gente seguindo a localização dos seus dispositivos.

Finalmente, as câmaras de CCTV também permitem que as autoridades identifiquem pessoas que entraram em contacto com pacientes com Covid-19. Em 2014, as cidades sul-coreanas tinham mais de 8 milhões de câmaras de CCTV – ou uma câmara por 6,3 pessoas. Em 2010, todos foram capturados em média 83,1 vezes por dia e a cada nove segundos.

É provável que estes números sejam muito maiores hoje. Considerando o tamanho físico do país, é seguro dizer que a Coreia do Sul possui uma das maiores densidades de tecnologia de vigilância do mundo.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

RESPONDER

França cria "crime de ecocídio" para punir danos graves ao ambiente

A ministra da Transição Ecológica, Barbara Pompili, e o ministro da Justiça de França, Eric Dupont-Moretti, anunciaram a criação do "crime de ecocídio", que visa prevenir e punir os danos graves ao ambiente. Ao Journal du Dimanche, explicaram …

BCE reitera que retoma económica só em 2022 (e "enfraquecida")

Para Philip Lane, economista-chefe do Banco Central Europeu, a vacina traz uma perspetiva para o final do próximo ano e para 2022, mas não para os próximos seis meses. O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), …

Ventura notificado para apresentar defesa em processo por discriminação

A Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial (CICDR) notificou André Ventura para apresentar a sua defesa na sequência de alegadas declarações de carácter discriminatório em relação à etnia cigana no Facebook. A comissão …

UNICEF prepara maior operação da história para administrar dois mil milhões de vacinas

A UNICEF anunciou hoje que está a analisar a logística de transporte de cerca de dois mil milhões de vacinas contra a covid-19 para 92 países e que esta será a maior operação internacional da …

China deteta surtos em três cidades e impõe bloqueios e milhões de testes

As autoridades chinesas estão a testar milhões de pessoas, a impor bloqueios e a fechar escolas depois de vários casos do novo coronavírus transmitidos localmente terem sido diagnosticados nos últimos dias, em três cidades. À medida …

Joe Biden escolhe Antony Blinken para secretário de Estado

O Presidente-eleito escolheu Antony Blinken - um dos seus assessores mais antigos e mais próximos de Joe Biden - para o cargo de secretário de Estado, decisão que ainda terá de ser validada pelo Senado …

Portugal regista mais 74 mortes e 4044 novos casos de covid-19

Portugal regista, esta segunda-feira, mais 74 mortes e 4044 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 4044 novos casos, 2258 …

Ordem dos Médicos quer alargar proibição de circulação aos dias entre os feriados

O Gabinete de Crise para a covid-19 da Ordem dos Médicos está a pedir ao Governo que pondere a possibilidade de manter a proibição de circulação entre concelho nos 12 dias das duas pontes - …

Deputada não inscrita Cristina Rodrigues consegue acordo do Governo para várias propostas

No segundo dia de votações do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na especialidade, a deputada não inscrita Cristina Rodrigues chegou a acordo com o Executivo para propostas como programas de saída e apoio a …

Admissão em lares dispensa teste se utente tiver cumprido isolamento há 90 dias

A Direção-Geral da Saúde alterou as normas para as estruturas residenciais para idosos, unidades de cuidados continuados da rede nacional e outras respostas para os mais velhos e instituições de acolhimento de crianças e jovens …